O que significa abrir o capital? | Procedimentos: IPO, OPS e Listagem

Como todos sabemos, muitas empresas adoram a ideia de serem cotadas no mercado de ações, mas antes disso, O que significa abrir o capital? Quais procedimentos existem? No artigo de hoje, veremos as diferentes formas de abrir o capital e as diferenças entre uma Oferta Pública de Venda (OPV), uma Oferta Pública de Subscrição (OPS) e uma saída através do procedimento de “Listing

O que significa abrir o capital?

Como todos sabemos, a bolsa é um mercado onde se compram e vendem ativos financeiros, geralmente ações, a um preço determinado pela Lei da Oferta e da Demanda.

Portanto, quando uma empresa decide começar a ser cotada no mercado de ações, significa que a partir desse momento qualquer pessoa interessada em investir na empresa poderá fazê-lo, comprando participações desta no índice em que opera. Esta abertura de capital pode ser feita via uma Oferta Pública de Venda (OPV) ou uma Oferta Pública de Subscrição (OPS), vistos a seguir.

Por que uma empresa abre o capital?

Existem várias razões pelas quais uma empresa decide abrir o capital, no entanto, aqui estão as principais razões:

Obter financiamento a longo prazo

O motivo mais lógico e natural é que a empresa abrirá o capital porque precisa obter financiamento. Ou seja, a abertura de capital permitirá à empresa emitir ações e arrecadar dinheiro dos investidores, capital que será destinado a financiar esse tipo de projetos que acreditam que farão crescer o seu negócio e expandir suas operações.

Em outras ocasiões, os diretores de uma empresa buscarão abrir o capital para, com base em um projeto sólido, financiar sua dívida. Este processo é caro e leva muito tempo, mas pode proporcionar à empresa uma abundância de dinheiro em dinheiro que pode ser usado para os fins já mencionados.

Vender ações e obter liquidez

A venda de ações permite que a empresa obtenha liquidez, a qual é a capacidade de converter ativos em dinheiro rapidamente. Essa liquidez pode ser usada por várias razões, como financiar novos projetos ou cobrir despesas de curto prazo. De fato, é importante que uma empresa tenha uma forte posição de liquidez para poder suportar tempos difíceis como uma recessão econômica e continuar com suas operações.

Outro ponto dentro deste tópico é ver qual é a avaliação do mercado para sua empresa e a forte demanda que existe por ela. Porque se uma empresa vai a público sem pena nem glória, é porque pouco importava, no entanto, se sai com grande entusiasmo, é porque existe certa confiabilidade e respeito por ela.

Conseguir publicidade e prestígio.

E a terceira razão pela qual uma empresa pode querer ir a público, é para se colocar no centro de toda uma estratégia de comunicação e publicidade que confere notoriedade à empresa, colocando-a no foco da agenda da mídia e ganhando um prestígio que de outra forma seria muito difícil de alcançar.

Por exemplo, foi muito mencionado o caso da entrada na bolsa da Airbnb, que adiou repetidamente sua entrada para causar um maior impacto, atrair mais investidores e poder entrar no mercado a um preço muito mais alto.

Em qualquer caso, deve-se acrescentar que todos esses motivos são complementares. Muitos executivos buscam entrar na bolsa para obter financiamento para seus projetos de longo prazo, liquidez e receitas extraordinárias no curto prazo, e finalmente, certo prestígio como empresa listada que joga no pátio dos maiores.

Como entrar na bolsa de valores?

A verdade é que, como já mencionamos, existem até três maneiras diferentes para uma empresa poder entrar na bolsa:

Oferta Pública de Venda (OPV)

Em uma oferta pública de venda (OPV) pode-se emitir todos os tipos de ativos financeiros, como ações, títulos, obrigações… Em suma, qualquer ativo que possa ser negociado em um mercado secundário, seja de renda fixa ou variável.

No caso de venda de ações, uma Oferta Pública de Venda é um processo pelo qual novos sócios são admitidos na empresa, neste caso, novas ações não são emitidas e, portanto, as ações colocadas à venda são as dos acionistas anteriores a este processo, ou seja, os acionistas atuais. O capital social não muda, apenas muda de mãos.

Uma OPV pode ocorrer tanto em empresas que não estão listadas, como normalmente conhecemos, ou com empresas que já estão listadas. No primeiro caso, a empresa decide listar e para isso os acionistas disponibilizam ao público uma parte dos títulos já existentes. No caso de uma empresa que já está listada, ocorre uma OPV quando os acionistas majoritários decidem vender as ações. Se essas ações não estiverem listadas, será solicitada a sua listagem para posteriormente lançar a OPV.

Um dos exemplos mais conhecidos de OPV por seu grande sucesso foi em 2014 a abertura de capital da Alibaba $BABA, conseguindo uma quantidade arrecadada na OPV de 25.000 milhões.

Procedimento para lançar uma OPV

Quando uma empresa decide ofertar suas ações publicamente, deve publicar um folheto informativo, uma vez que essas ações tenham sido admitidas à negociação. Se é a primeira vez que vai listar, um número determinado de ações será admitido à negociação; se mais tarde decidir listar mais ações, terá que fazer outra OPV, aumento de capital ou o procedimento legal pertinente.

Que informações o folheto da OPV deve incluir

  • Dados fiscais e análise da sociedade
  • Política de objetivos da direção e dos acionistas
  • Análise de fatores externos que afetem a empresa ou o setor
  • Seleção de consultores / intermediários adequados
  • Preparação e cumprimento de todos os requisitos legais prévios

Motivos pelos quais uma OPV pode ser realizada

  • Que uma sociedade queira ser listada na bolsa e precise cumprir o requisito de “distribuição suficiente”
  • Desejo de um acionista significativo de se desfazer de um pacote acionário
  • Colocação entre o público das ações próprias que a sociedade mantém em auto carteira.

Oferta Pública de Subscrição (OPS)

Em uma Oferta Pública de Subscrição a sociedade oferece ações de nova emissão, produto de uma ampliação de capital. O objetivo principal é captar recursos para financiar projetos empresariais. O procedimento é similar ao da OPV, exceto que neste caso são emitidas novas ações.

Dessa forma aumenta o capital social da companhia, primeiro se realiza a OPS e depois, essas novas ações são colocadas à venda para que entrem novos acionistas, depois a empresa é listada na bolsa como se fosse uma OPV.

Listing

Por meio do sistema de “listing” a companhia pode pedir diretamente o acesso à negociação sem a necessidade de lançar uma oferta pública de venda. Este procedimento também deve ser aprovado pela CVM. Por meio deste método, a companhia não coloca suas ações entre novos investidores, mas dá a possibilidade a seus acionistas de que seus títulos possam ser negociados em um mercado organizado. Além disso, não existe um preço de referência, o preço será formado conforme as ordens de compra e venda recebidas durante o período de ajuste como um dia normal de negociação.

No caso do listing, nem os antigos acionistas vendem suas ações antes de serem listadas na bolsa, nem novos acionistas podem adquirir participações. Deve-se esperar que a empresa comece a ser listada para poder realizar movimentos de compra-venda: isso implica que essas ações não podem sofrer especulação antes de sua listagem na bolsa, pois o valor de sua cotação será mantido a todo momento.

Este processo visa evitar que alguns acionistas acessem o capital da sociedade com intenções hostis.

Procedimentos para ser listado na bolsaDescriçãoExemplos
Oferta Pública de Venda (OPV)Permite a entrada de novos sócios na companhia. Tanto em empresas que já são listadas quanto em novas listagens na bolsa.Uber, Slack, Pinterest
Oferta Pública de Subscrição (OPS)É dada a opção de realizar um aumento de capital. Procedimento utilizado quando uma empresa já está listada na bolsaUnicaja, Neinor Homes
ListingNão são feitas mudanças na participação acionária nem no capital da empresaSpotify

E, em resumo, estas são as diferentes opções que uma empresa tem para entrar na bolsa; Oferta Pública de Venda (OPV), Oferta Pública de Subscrição (OPS) e Listing. E agora nos conte, você já investiu em alguma empresa que acabou de entrar na bolsa?

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento