O que é o tapering e como afeta os mercados financeiros?

Nos últimos meses, ouvimos a palavra tapering em quase qualquer programa de economia na TV. Mas o que muitos se perguntam é: O que é o tapering e como afeta os mercados financeiros? Tentaremos esclarecer essas dúvidas.

O que é o tapering? Definição e Conceito

Para entender o que é o tapering e como afeta os mercados, devemos começar pela sua definição: O tapering é a retirada progressiva dos estímulos econômicos propostos pelo FED (Federal Reserve) na economia dos Estados Unidos, agora em que a inflação na maior economia do mundo está subindo a níveis preocupantes.

O Federal Reserve propôs a redução da compra de títulos de dívida pública de uma maneira progressiva para evitar um grande impacto, e dessa maneira, ir eliminando estímulos à economia para poder “esfriá-la” e acomodar a inflação.

Os mercados de ações hoje

Para entender os efeitos do tapering, primeiro precisamos saber o que a FED está fazendo até este momento. Estamos em um momento em que há uma euforia pelos mercados financeiros, onde os índices e os preços das ações sobem dia após dia, quebrando recorde após recorde. Mas essa não é a história completa.

O rally atual em Wall Street foi sustentado pelo apoio da FED, através da compra de ativos financeiros (como ações, obrigações negociáveis, títulos corporativos, etc) a um ritmo sem precedentes, dobrando seu balanço e baixando as taxas de juros de referência para acalmar os mercados em meio à crise do coronavírus. A subida do mercado, desta forma, foi motivada pela existência de uma Fed mais flexível, com taxas baixas e uma política fiscal expansiva.

O ritmo de compras do FED é simplesmente fenomenal: US$ 120 bilhões mensais em compras, principalmente de títulos do tesouro americano e de ativos lastreados em hipotecas, fazendo com que seu balanço passe de US$ 3,9 trilhões antes do início da crise para os atuais US$ 7,9 trilhões. Tantos zeros que é difícil entender essas quantidades.

Porém, toda festa tem seu fim. e o FED, através do tapering, irá diminuir gradualmente todas essas compras de ativos, diminuindo a liquidez e esfriando a economia gradualmente, para acalmar a inflação. Como o tapering afetará os mercados financeiros?

Como o tapering afetará os mercados financeiros?

Tudo tem seu fim, e essa política de estímulos também terminará. Eventualmente, o FED, em alguns de seus relatórios, começará a dar indícios de mudança em sua postura em relação à sua política monetária (o que de fato já fez) e, assim que realmente começar a fazê-lo (o tapering propriamente dito), provavelmente o atual rally em Wall Street começará a enfraquecer, pois o suporte e sustentação de liquidez nas ações começaria a ser questionado.

Alguns corretores indicam que, se encontrarmos um FED mais restritivo em sua política monetária, seria desencadeado um corte no mercado e, como resultado, haveria maior volatilidade.

Se a política de estímulos do FED for revertida e começarmos a ver uma contração na política monetária, deveria haver um ajuste no mercado e um aumento nas taxas de juros. Se virmos taxas mais altas, o setor tecnológico seria mais prejudicado, ao serem empresas de duração mais longa e com fluxos esperados mais longos no futuro. Assim, espera-se uma provável queda generalizada dos valores de ações, especialmente os tecnológicos.

Como o tapering afetará os mercados de renda fixa?

Outro dos mercados que serão afetados pelo tapering são os Mercados de Títulos ou Renda FixaMas, ao contrário do mercado de ações, este mercado já está se antecipando e se preparando para o futuro tapering.

Por que dizemos isso? Se observarmos a dinâmica das taxas dos títulos do tesouro dos Estados Unidos a 2, 10 e 30 anos, eles têm se comportado de maneira semelhante ao evidenciado no tapering realizado pelo Fed em 2013, quando começou a desmontagem de posições compradas desde o início da crise subprime de 2008 e 2009.

Assim, os investidores têm estado desmontando posições nos títulos, tanto do tesouro quanto os corporativos, com medo de um início de desmontagem de posições do Fed que possa desencadear uma queda maior do preço, seja pelas vendas do Fed nesses ativos, seja pela menor demanda na ausência do Federal Reserve nesse segmento da curva.

Estratégias para contrariar o tapering em seus investimentos

Com o tapering já virtualmente iniciado, e sem lugar para esperanças de que não aconteça, nossos investimentos correm riscos de desvalorizações que deveríamos conseguir contrariar antes das quedas previstas nos mercados.

É descartado que as condições do mercado vão mudar e por essa razão, todos os gestores de investimentos devem se adaptar. Os investidores de varejo também devem se adaptar, que sempre são os últimos a saber dessas grandes mudanças.

Por exemplo, a rotação dos investidores já começou, dizem os especialistas, a fim de se adaptar às novas regras do jogo. A estratégia comum de rotação ocorre deixando de lado grandes empresas de crescimento, como as tecnológicas, e favorecendo as cotadas que se incorporam melhor a esta fase do ciclo econômico, sendo favorecidas pelas taxas de juros em alta, como são os setores financeiro e energético.

Outra das mudanças que estão sendo vistas é a entrada de fluxos nas bolsas da Europa, especialmente naqueles setores relacionados a um maior investimento em despesas de capital e reposição de estoques.

Em resumo, os especialistas apontam que entre os setores que seriam favorecidos pelo tapering estão os bancos, empresas de energia e imobiliárias. Além disso, espera-se um bom desempenho do setor de saúde, utilities, materiais e consumo de bens duráveis. Se o tapering fortalecer o dólar, também poderia beneficiar as empresas exportadoras europeias.

Conclusões

Finalizando, no tema de investimentos e mercados financeiros nada é considerado certo, e quem serão os mais beneficiados e prejudicados pelo tapering só serão vistos quando isso estiver em andamento. Mas quem se antecipa aos fatos e acerta, tem o maior ganho.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados