Esquemas financeiros |Tudo que Você Precisa Saber e como evitar

Tenho certeza de que todos ouvimos nas notícias o termo Golpe Financeiro. Tiremos as dúvidas neste post onde descobriremos tudo o que precisamos sobre este termo financeiro.

O que é um esquema financeiro?

Os esquemas financeiros são entidades que oferecem e prestam serviços de investimento sem estarem autorizadas para isso. Geralmente, são fachadas para se apropriar do capital de suas vítimas, fazendo-as acreditar que estão fazendo um investimento de alta rentabilidade. Devemos prestar especial atenção aos altos retornos que oferecem, geralmente são bons demais para ser verdade e isso deve nos fazer suspeitar. Simplesmente são golpistas.

Como sei se estou diante de um esquema financeiro?

Enquanto as empresas autorizadas a prestar serviços de investimento (sociedades, bancos, EAFI, etc..) estão sujeitas às normas que regulam os mercados de valores e controles rigorosos por parte dos órgãos supervisores (CVM e Banco do Brasil) os esquemas financeiros atuam à margem da legalidade. Isso significa que:

  • Não estão registradas na CVM nem no Banco do Brasil. Apenas as empresas registradas obtiveram do supervisor competente uma autorização para prestar serviços de investimento.
  • Não estão aderidos ao Fundo de Garantia de Investimentos ou de Depósitos, portanto, os investidores não estão protegidos em caso de insolvência da entidade não autorizada.

Não se concentram em um tipo específico de vítima, pois geralmente são esquemas muito elaborados e com uma grande aparência de credibilidade na qual qualquer um pode cair. É fácil se tornar vulnerável às promessas de enriquecimento rápido e sem risco dos esquemas financeiros, por isso sempre devemos suspeitar de coisas que parecem boas demais para ser verdade.

Como essas entidades agem? Técnicas de contato

Os “esquemas financeiros” utilizam os seguintes canais para atrair possíveis clientes:

  • Chamada telefônica: Ao ter contato direto permite certas técnicas de pressão psicológica. Trata-se de chamadas inesperadas e que não respondem a um pedido prévio de informação.
  • Correio: Por meio de folhetos luxuosos, podem apresentar investimentos sofisticados e excepcionalmente promissores e solicitam aos destinatários que entrem em contato com eles preenchendo um cupom, ligando para eles ou visitando sua página na Internet.
  • Internet: Permite aos anunciantes acessar uma ampla massa de receptores a um custo muito inferior ao dos meios tradicionais (telefone, carta, etc.). Este fato, aliado à possibilidade de anonimato, deu origem a usos abusivos do meio, como, por exemplo, o spam.

Embora estritamente falando não sejam “esquemas financeiros”, vale a pena mencionar uma fraude cada vez mais comum e perigosa: o phishing.

São e-mails que parecem vir de entidades financeiras reconhecidas e solventes, nos quais por motivos “de segurança” são solicitadas ao destinatário suas chaves pessoais de acesso. Essas mensagens levam geralmente a uma página web que replica a autêntica da entidade na qual o cliente confiante insere suas chaves.

Uma ação mais sofisticada é chamada de pharming:

Através desta ação, os ladrões de dados conseguem que as páginas visitadas não correspondam às autênticas, mas a outras para coletar dados confidenciais, que têm a mesma aparência que a original.

Quando devo suspeitar de uma oferta financeira?

A maioria das atitudes e argumentos usados pelos esquemas não ocorreriam em intermediários autorizados. Os intermediários autorizados têm a obrigação de manter os clientes adequadamente informados e a informação que fornecem aos investidores deve ser imparcial, clara e não enganosa. Portanto, é importante conhecer como se comportam os intermediários financeiros:

  • As entidades autorizadas nos solicitam informações para poder prestar seus serviços de maneira adequada.
  • O contato deve ter sido solicitado ou aceito pelo possível cliente.
  • As entidades autorizadas nunca pressionam o cliente.
  • Os verdadeiros profissionais nos apresentariam ofertas realistas.

Onde posso procurar quais empresas são fraudes financeiras?

A CVM adverte sobre entidades não autorizadas. Tem uma lista atualizada com todas as empresas não autorizadas ou que considera “golpes financeiros”.

No site da CVM na parte superior há uma seção onde diz advertências ao público, se você acessar, ele mostra diretamente as entidades não autorizadas. É uma página totalmente confiável atualizada diariamente.

Em nosso site, você tem à sua disposição o Fórum de esquemas financeiros onde você pode consultar qualquer dúvida que tenha a respeito ou perguntar se algum corretor é uma fraude.

Onde posso denunciar um esquema financeiro?

A recomendação das autoridades de nosso país é que entremos em contato com a comissão nacional do mercado de valores para avisar da situação e com a polícia nacional para poder noticiar.

Exemplos de esquemas financeiros

Existem centenas de casos comprovados que foram esquemas financeiros. E agora com o mundo das criptomoedas os casos se multiplicaram. Por favor, antes de investir seu dinheiro, pergunte e pergunte até estar 100% seguro.

 

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados