O que é a Cruz da Morte em trading? Como funciona?

Death Cross ou Cruz da Morte, é um sinal de negociação que ocorre quando uma média móvel de curto prazo cruza uma média móvel de longo prazo para baixo, sugerindo uma possível mudança de tendência de baixa. Esta tática é amplamente reconhecida por sua capacidade de prever mercados de baixa.

Neste artigo, exploraremos o que é e como implementar a estratégia do Death Cross e quais tipos de ativos são mais apropriados para seu uso. Desde commodities até ações, descobriremos como essa técnica pode ajudar a proteger nossos investimentos.

O que é o Death Cross no trading?

Death Cross é um termo usado na análise técnica para identificar uma tendência de baixa nos mercados financeiros. É uma formação de gráficos de duas linhas de tendência onde o preço de uma linha de tendência de curto prazo (uma média móvel) cruza de cima para baixo o valor de uma linha de tendência de longo prazo, sinalizando uma possível tendência de baixa.

Dessa forma, os traders podem:

  • Vender se o preço fechar abaixo de uma linha de tendência de alta.
  • Ou comprar se o preço fechar acima de uma linha de tendência de baixa.

Por exemplo, como neste gráfico da ação da Amazon em velas de 1 dia. Justo no momento em que a média móvel de curto prazo (30 sessões), cruzou de cima a média móvel de longo prazo (220 sessões), confirmou uma queda na qual chegou a perder mais de 40% de sua cotação. Um claro exemplo, de como antecipou, talvez não desde o ponto mais alto, uma correção importante.

Isso é porque as médias móveis de curto prazo são mais sensíveis aos movimentos do mercado e podem ajudar a identificar rapidamente mudanças na tendência, sendo confirmadas quando há um cruzamento da morte. Esta é a razão pela qual o Death Cross é um sinal útil.

Além do sinal de tendência de baixa, o Death Cross também pode ser usado para identificar níveis de resistência e suporte. Se um ativo fecha abaixo de uma linha de tendência de alta, pode haver uma resistência significativa para o preço naquele ponto. Por outro lado, se o preço fecha acima de uma linha de tendência de baixa, pode haver um suporte significativo para o preço naquele ponto.

Consequentemente, também se pode aproveitar o sinal de Death Cross para estabelecer stop-loss e stop profits, o que permitirá limitar as perdas ou garantir os lucros se o preço se mover na direção desejada.

Em qualquer caso, os traders também devem ter cuidado para não se deixar levar pelo movimento dos preços e evitar entrar em operações com uma grande alavancagem.

A propósito, já que na análise técnica tudo é simétrico e tem seu oposto, quando está mesma circunstância ocorre ao contrário, ocorre o chamado Cruce Dourado.

Como aplicar a estratégia do Death Cross no trading?

Vejamos como aplicar esta estratégia de trading de forma fácil.

Passo 1: Selecionar as médias móveis

O primeiro passo para aplicar esta estratégia é selecionar as médias móveis. Comumente, são recomendadas duas médias móveis para gerar o sinal:

  • Uma média móvel de longo prazo, como a média móvel de 200 sessões.
  • E uma média móvel de curto prazo, como a média móvel de 30 sessões.

Estas duas médias móveis devem se cruzar de cima para baixo, para gerar o sinal de death cross.

Passo 2: Estabelecer o limite de entrada

Depois de selecionar as médias móveis adequadas para gerar o sinal de death cross, o próximo passo é estabelecer o limite de entrada.

Portanto, você deve estabelecer um preço no qual deseja comprar ou vender o ativo se um sinal de death cross for gerado. Quanto mais próximo o preço do sinal de death cross, maior será a probabilidade de sucesso

Passo 3: Aplicar a estratégia Death Cross

Finalmente, depois de estabelecer as médias móveis adequadas, o limite de entrada e o ativo específico, você pode começar a aplicar a estratégia de death cross.

Quando o preço de um ativo atinge o limite de entrada estabelecido, você pode fazer uma operação de compra ou venda, dependendo da direção do sinal de death cross.

Exemplo prático de Death Cross no trading

Vamos ver isso com um gráfico do índice SP500

Momento chave após a crise das Ponto com onde em 2002 o Sp500 perde sua média de 200 dias desta vez usada para o longo prazo e a de 50 usada para o curto prazo em dias.

A perda desse patamar em Maio de 2002 reflete o cruzamento da morte que não terminará até Maio de 2003. Quase um ano com uma forte tendência de baixa que provoca movimentos para aproveitar.

👉 Para conhecer mais ferramentas de trading, clique no seguinte artigo: Indicadores técnicos

Com quais ativos é mais conveniente investir quando ocorre um Death Cross?

Em geral, os ativos com os quais faz mais sentido aplicar este tipo de estratégias são aqueles cujos preços tendem a ser estáveis, portanto, um Death Cross poderia antecipar uma tendência de baixa imediata. Vamos ver alguns:

  • Títulos soberanos: são um dos ativos mais seguros para investir durante um death cross porque são uma forma de investimento de longo prazo que oferece uma taxa de juros fixa sendo respaldados pelo governo. Estes podem ser interessantes em momentos em que as taxas de juros do banco central são altas, e já começam a descontar quedas nos mesmos.
  • Mercadorias: Também é possível aplicar uma estratégia de Death Cross com elas. Isso se deve ao fato de que as mercadorias não são sensíveis às mudanças no mercado, e estão muito expostas a condicionantes de todo tipo: fatores geopolíticos, climáticos… um Death Cross em mercadorias, poderia antecipar alguma boa situação que esteja ocorrendo no mercado, que faça aumentar notavelmente a produção (e baixar seu preço) da qual não estávamos cientes. Lembre-se: O preço desconta tudo.
  • Ações: Outro ativo interessante. Principalmente, aquelas tendem a ter preços estáveis. Um death Cross poderia antecipar uma importante queda no preço das cotaçõesEm qualquer caso, é importante ter em conta que as ações são mais voláteis que os títulos ou as mercadorias, por isso poderia haver circunstâncias de sinais falsos.
  • Ouro: Outro dos ativos é o ouro também. Ao contrário das ações, o ouro é relativamente seguro e não está sujeito às mudanças no mercado.

Outras opções como os principais pares de moedas ou até mesmo ETFs sobre índices ou setores pouco voláteis, poderiam ser ativos de investimento sobre os quais aplicar a estratégia Death Cross como sinal de negociação.

Death Cross: Melhor estratégia de investimento? | Opiniões.

Assim como com qualquer técnica de análise técnica, é importante ter em conta que um Death Cross não é um sinal de compra ou venda. Pelo contrário, deve ser usado como uma ferramenta para confirmar as tendências existentes e para identificar possíveis mudanças na direção dos preços.

Sim, é uma ferramenta útil para os investidores.

Em primeiro lugar por sua simplicidade de uso. Como vimos, desenhar em um gráfico duas médias móveis procurando os pontos de cruzamento entre ambas, é algo realmente fácil.

E em segundo lugar, porque ajuda a identificar tendências de longo prazo para investidores do tipo Buy & Hold, especialmente se forem usados, como já mencionei, em ativos pouco voláteis.

Prós e contras de usar o Death Cross no trading

Vantagens e desvantagens de usar este indicador técnico de trading

Prós:
✅ Funcionalidade: Previsão de mercado de um possível mercado baixista e a tomar medidas para proteger seus investimentos.
✅ Simplicidade: O conceito do Death Cross é fácil de entender e aplicar, facilitando seu uso para traders de qualquer nível.
Universalidade: Pode ser aplicado a uma ampla gama de ativos, se forem pouco voláteis, desde ações até pares de moedas e commodities.


Contras:
❌ Atraso: Assim como o Golden Cross, o Death Cross pode fornecer sinais atrasados, o que significa que os traders podem perder parte do movimento de queda antes que o sinal seja ativado.
❌ Sinais falsos: Em mercados voláteis, pode gerar falsos sinais de venda, o que pode levar a vendas desnecessárias e possíveis perdas.
 Desempenho subótimo em mercados laterais: Esta estratégia pode não funcionar bem em mercados sem uma tendência clara, onde os preços se movem lateralmente em vez de subir ou descer constantemente.

Em conclusão, o Death Cross é uma ferramenta de análise técnica valiosa que pode auxiliar os traders a identificar possíveis mudanças de tendência baixista. Embora a estratégia tenha suas desvantagens, sua simplicidade e aplicabilidade a uma ampla gama de ativos a tornam uma tática a ser considerada por qualquer investidor.

No entanto, como qualquer estratégia de investimento, recomenda-se usar o Death Cross em combinação com outros sinais e técnicas de análise para maximizar sua eficácia e minimizar o risco.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...