Como interpretar as divergências no trading?

No seguinte artigo, vamos explicar do zero como usar a estratégia de divergências no trading entre o comportamento do preço e outros indicadores técnicos

O que são divergências no trading?

As divergências são um dos geradores de sinais mais utilizados na análise técnica do mercado de ações. Uma divergência ocorre quando o preço de um ativo diverge de um indicador técnico, como uma média móvel.

É muito importante que os traders verifiquem se estão sincronizados com o movimento ou não. Porque disso depende que quando ocorrem divergências, podem gerar valiosos sinais de entrada.

As divergências ocorrem quando o movimento do preço e o indicador tomam direções diferentes.

Uma divergência positiva, na análise técnica, ocorre quando o preço de um ativo continua caindo enquanto o indicador técnico subjacente começa a avançar. Isso é considerado um sinal de alta, especialmente se formado quando a ação do preço está perto de uma zona de suporte; muitas vezes precede uma ruptura.

Uma divergência negativa surge quando a ação do preço avança enquanto o indicador técnico subjacente começa a contrair. Isso cria um sinal de baixa e se ocorre quando o ativo está se aproximando de uma zona de resistência, muitas vezes precede uma quebra.

As divergências são frequentemente usadas para prever mudanças de tendência, pois indicam que a tendência atual está perdendo impulso. No entanto, as divergências nem sempre são precisas e devem ser usadas em conjunto com outros indicadores técnicos para tomar decisões de investimento mais eficientes.

Os detalhes fazem a diferença.

Na análise técnica, uma das coisas chave que procuramos são as divergências. As divergências podem ser observadas com osciladores como o Indicador de Força Relativa (RSI), Convergência/Divergência Média Móvel (MACD)*, Índice de Canal de Mercadorias(CCI) e estocásticos. De fato, os indicadores fornecem seus melhores sinais quando se desviam do movimento do preço e constroem divergências.

A observação mais comum é a divergência clássica ou normal, que é um padrão de reversão. É uma desvio entre o preço e o indicador, que pode anunciar uma mudança de tendência a curto ou médio prazo.

Tipos de divergências: Alta, baixa e ocultas. | Como identificá-las?

Em termos de direção, realmente só existem 2 tipos de divergências: alta e baixa.

  • As divergências de alta ocorrem quando a ação do preço está fazendo novos mínimos, mas o indicador não. Isso mostra que a pressão de venda está começando a enfraquecer e que uma mudança de tendência pode ser iminente.
  • As divergências de baixa ocorrem quando a ação do preço está fazendo novos máximos, mas o indicador não. Isso mostra que a pressão de compra está começando a enfraquecer e que uma reversão pode ser iminente.

Por outro lado, em relação à força das mesmas, existiriam 3 tipos de divergências:

  • Divergência regular – É quando a ação do preço e o indicador se movem em direções opostas. Por exemplo, se o preço está fazendo novos máximos, mas o indicador não, isso poderia ser uma divergência de baixa.
  • Divergências ocultas (hidden) – É quando a ação do preço e o indicador se movem na mesma direção, mas em velocidades diferentes. Por exemplo, se o preço está fazendo novas máximas, mas o indicador está apenas fazendo pequenos ganhos, isso poderia ser uma divergência de alta oculta.
  • Divergência de exaustão – Isso é quando a ação do preço e o indicador se movem na mesma direção, mas depois invertem o curso perto do final da tendência. Por exemplo, se o preço está fazendo novas máximas, mas depois começa a fazer mínimas mais baixas enquanto o indicador continua fazendo máximas mais altas, isso poderia ser uma divergência de alta de exaustão.

Podemos usar a divergência do RSI para encontrar pares de Forex exaustos (no exemplo do gráfico a seguir). Uma divergência significa que as ondas de tendência estão ficando cada vez mais curtas e menos fortes, o que significa que o mercado está se esgotando.

Divergência Classe A

As divergências da Classe A são as mais significativas e levam aos melhores sinais. Geralmente, indicam uma mudança brusca e sustentável. A definição é a seguinte:

  • Uma divergência baixista da Classe A ocorre quando o preço atinge um novo máximo e o indicador forma um máximo mais baixo (Figura 1). Para sua identificação, é importante que o segundo máximo (mais baixo) do indicador não tenha impulso suficiente para superar seu máximo anterior. Isso dará uma forte indicação de que o impulso do preço está mudando.
  • A divergência altista da Classe A ocorre quando o preço faz novos mínimos mais baixos, mas o oscilador gera mínimos mais altos. É importante que o segundo (mais alto) mínimo não tenha impulso suficiente para cair abaixo de seu mínimo anterior. Isso também dá uma forte indicação de uma mudança de impulso.

Divergência Classe B

Embora este tipo de divergência surja com impulso suficiente, é aconselhável que seja confirmado por outro indicador antes de ser usado como sinal de entrada. É um tipo de divergência mais fraco que indica uma mudança gradual.

  • A divergência baixista da Classe B ocorre quando o preço atinge o mesmo valor, enquanto o indicador já marca um mínimo mais baixo (Figura 2). Isso significa que o preço ainda pode ter algum impulso para continuar com a tendência anterior. O topo duplo pode ser descrito como um momento de equilíbrio em que os compradores e vendedores estão em equilíbrio.
  • A divergência altista da Classe B se reverte quando o preço forma um fundo duplo ou formação em W e o indicador gera ao mesmo tempo mínimos mais altos. Novamente, há um momento de equilíbrio que torna o sinal um pouco incerto.

Divergência Classe C

A divergência da Classe C é o sinal mais fraco, especialmente nas fases problemáticas do mercado. Não é adequada como suporte para as configurações de negociação. Para ter certeza de excluir este tipo de divergência, você ainda precisa saber como ela é definida.

  • Uma divergência baixista da Classe C ocorre quando o preço atinge novos máximos e o indicador não consegue confirmar o novo máximo, mantendo-se próximo aos máximos anteriores (Figura 3). Isso significa que desta vez o indicador mostra um topo duplo e, portanto, a perda de momento subjacente não é forte.
  • A divergência altista da Classe C ocorre quando o preço atinge novos mínimos mais baixos, mas o indicador não cai abaixo do mínimo anterior. Desta forma, formará um fundo duplo. Novamente, a perda de impulso observada não é grande.

Divergência oculta

Uma variante efetiva é a divergência oculta. Também representa um desvio entre o preço e o indicador, mas é um padrão de continuação. É definido da seguinte maneira:

  • Uma divergência baixista oculta ocorre quando são formados máximos mais baixos do preço e máximos mais altos do indicador e serve como confirmação da tendência de baixa.
  • Uma divergência altista oculta se manifesta com mínimos mais altos do preço e mínimos mais baixos do oscilador. É uma confirmação da tendência de alta.

A Figura 4 mostra um exemplo de uma divergência altista oculta. As ações da Visa acumularam entre o outono de 2015 e o início de 2016 e depois continuaram a tendência ascendente por meses.

As divergências podem ser usadas como geradoras de sinais de várias maneiras. Uma maneira é simplesmente esperar que uma divergência ocorra e depois entrar em uma operação na direção da divergência. Outra maneira é usar as divergências como parte de um sistema ou estratégia de negociação mais amplo.

Independentemente de como você as usa, as divergências são uma ferramenta valiosa na análise técnica e podem ajudá-lo a encontrar oportunidades de negociação de alta probabilidade.

Exemplo de divergência RSI – Preço

Por exemplo, se o preço de uma ação está fazendo novos máximos, mas o indicador RSI não, isso poderia ser uma divergência baixista que sinaliza um possível topo. Por outro lado, se o preço está fazendo novos mínimos, mas o indicador RSI não, isso poderia ser uma divergência altista que sinaliza um potencial fundo.

Claro, as divergências são apenas um tipo de sinal que pode ser gerado a partir da análise técnica. Não se deve confiar exclusivamente nelas, mas podem ser úteis para confirmar outros tipos de sinais.

Gráfico EUR/USD onde, muito claramente, se observa uma divergência baixista entre preço e RSI

Divergências preço-volume | Price Action

A seguir, vamos ver um exemplo do que seriam as divergências preço-volume dentro do chamado Price Action.

Por exemplo, na taxa de câmbio XRP – USDT (Tether) de criptomoedas, podemos observar uma divergência baixista entre o preço e o volume de operações. Ou seja, enquanto o preço tende a subir, o volume de operações negociadas, tende a cair, o que poderia ser um possível padrão de mudança. De fato, se esta análise for acompanhada de alguma Price Action, podemos observar uma figura de topo duplo, que tende a indicar padrão de mudança.

Divergência baixista preço volume

Identificar possíveis pontos de inflexão no mercado é o que buscamos. Também podem ser usados para confirmar outros indicadores técnicos. Por exemplo, se uma ação está formando um padrão de cabeça e ombros no gráfico, mas não há uma divergência clara, pode não ser um sinal válido. No entanto, se houver uma clara divergência entre o preço da ação e o indicador de volume, isso poderia confirmar que o padrão de cabeça e ombros é realmente válido.

As divergências nem sempre são fáceis de detectar, e muitas vezes podem ser mal interpretadas. Consequentemente, é importante observar as divergências junto com outros indicadores técnicos e fazer sua própria pesquisa antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Vantagens e desvantagens do uso de divergências na negociação

Alguns analistas acreditam que as divergências podem ser usadas para antecipar mudanças na direção do mercado, enquanto outros acreditam que podem ser usadas para confirmar tendências. A seguir, analisaremos os prós e contras do uso de divergências como gerador de sinais.

Uma das principais vantagens de usar divergências como gerador de sinais é que elas podem ser usadas para identificar possíveis reversões no mercado antes que ocorram.

Isso significa que se você vê uma divergência se formando em seus gráficos, e é capaz de abrir posição antes do tempo, você pode chegar a “surfar a onda” do investimento com resultados muito positivos.

No entanto, o uso de divergências como gerador de sinais também tem algumas desvantagens. Uma das maiores desvantagens é que as divergências muitas vezes podem ser sinais falsos. Isso significa que se você entra em uma operação apenas porque a divergência indica, sem nenhum outro indicador de suporte, o mercado pode continuar sua direção original.

Outra desvantagem é que as divergências muitas vezes podem demorar a se formar, o que significa que você pode perder alguns lucros potenciais se esperar que se formem antes de entrar em uma operação.

 

Vantagens de aplicar divergências

Desvantagens de aplicar divergências

Podem antecipar mudanças

Às vezes dão sinais falsos

Podem identificar retrocessos

Requerem outros indicadores de apoio

Bem aplicadas, podem ser rentáveis.

Demoram a se formar

Em resumo, todas elas, divergências, normais ou ocultas, ocorrem com bastante frequência em todos os prazos. O objetivo deste artigo foi oferecer todas as informações que eduquem em todas as possíveis divergências no trading, sem deixar espaço para as emoções. O que requer que os operadores sejam pacientes o suficiente para esperar o surgimento do padrão de divergência, e a disciplina suficiente para alternar entre as configurações de divergência.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...