Conceito de ativos, passivos financeiros e patrimônio líquido de uma empresa

Conhecer a definição do conceito de ativos, passivos financeiros e patrimônio (ou capital) de uma empresa permite ampliar seus conhecimentos e se decidir estudar, criar ou investir em uma empresa, é a melhor forma de ter claros os conceitos básicos

Abaixo você pode ler sobre isso.

Definição de ativos, passivos financeiros e patrimônio líquido de uma empresa

Dentro do balanço ou demonstração da posição financeira, existem três elementos fundamentais que devemos identificar para realizar o seu correto cálculo e interpretação, que são os ativos, os passivos e o patrimônio líquido ou patrimônio líquido da empresa.

Especificamente, podemos dizer que eles são:

  • Ativos : São recursos tangíveis e intangíveis de uma empresa, que podem ser bens materiais, dinheiro e ativos financeiros que a organização possui com o objetivo de gerar receitas futuras.
  • Passivos : As obrigações ou compromissos financeiros de curto e longo prazo de uma empresa de pagar quantias a terceiros, como fornecedores e outros credores. Estas dívidas estão vinculadas ao ativo quer pelos meios utilizados para a sua aquisição, quer pelos custos incorridos durante a sua utilização.
  • Patrimônio líquido : O patrimônio líquido é o resultado líquido do total de ativos menos as obrigações (passivos), mostrando a real solvência da empresa em quase qualquer momento. É o valor presente líquido do negócio, ou seja, o que restaria se toda a dívida pendente fosse cancelada e o restante fosse distribuído entre seus acionistas.

Como o ativo é classificado?

Os bens são todos os bens, investimentos e direitos que a empresa possui e são classificados como:

Ativo circulante

São todos ativos e investimentos de caráter transitório ou conversíveis em dinheiro no curto prazo, ou seja, no mesmo exercício fiscal. O ativo circulante é classificado por ordem de disponibilidade e é composto por:

  • Dinheiro: é dinheiro
  • Bancos: é o dinheiro em contas bancárias.
  • Aplicações em Títulos: são excedentes de caixa aplicados no curto prazo.
  • Mercadorias ou estoques.
  • Contas a cobrar:
  • Clientes: são consideradas todas as contas a receber de mercadorias.
  • Devedores diversos: são contas a receber com conceito diferenciado de mercadoria.
  • Documentos a receber: independentemente da origem da dívida, existem notas promissórias assinadas pelo devedor.

Características do ativo circulante

Os ativos circulantes ou circulantes são os ativos que mais facilmente podem ser convertidos em dinheiro, e que no caso da empresa pode decidir usar, consumir ou vender no curto prazo.

As características do ativo circulante são:

  • São ativos que se espera que sejam convertidos em dinheiro ou utilizados para pagar obrigações no mesmo exercício contabilístico.
  • Podem ser compostos por produtos cambiais, como bens e mercadorias destinados à venda ao consumidor final, contas a receber, dinheiro disponível, outros títulos negociáveis como ações e títulos comerciais, entre outros.
  • Eles estão diretamente relacionados ao fluxo de caixa futuro esperado da empresa.
  • A liquidação normalmente não exige qualquer sacrifício adicional nos recursos de capital financeiro investidos, uma vez que os fundos são devolvidos sem a necessidade de incorrer num montante significativo de juros ou outros custos associados a transações semelhantes comuns fora do mundo dos negócios.
  • Espera-se que benefícios imediatos sejam obtidos enquanto permanecerem em vigor ou forem operáveis ao longo do período contabilístico considerado.

Ativo fixo ou ativo não circulante

São os ativos permanentes que a empresa adquire para serem utilizados por ela ou por seus clientes. O ativo imobilizado é composto principalmente por:

  • Terra
  • Edifícios
  • Máquinas
  • Mobiliario e equipamento
  • Equipamento de entrega e transporte
  • Equipamentos de informática
  • Marcas e patentes
  • Investimentos de longo prazo

Os ativos fixos são os ativos que, por diversos motivos, são mais difíceis de converter em dinheiro, por serem pouco líquidos, e que a empresa costuma manter por períodos superiores a um ano.
Os equipamentos adquiridos pela empresa para a realização das suas operações diárias, que normalmente permanecem na empresa por um período de longo prazo superior a 1 ano, exceto nos casos em que a empresa compra e vende equipamentos, caso em que seriam classificados como ativos correntes.

Um ativo imobilizado é um ativo material de uma empresa que possui valor econômico e que se espera que seja mantido no futuro para obtenção de lucros ou receitas.

As características do ativo imobilizado são:

  • Eles representam custos de longo prazo
  • Eles têm um alto valor de investimento
  • Eles não se destinam diretamente à venda
  • Eles são suscetíveis à depreciação ao longo do tempo
  • Eles podem ser usados como garantia para empréstimos
  • É mantido com a finalidade de gerar renda

Ativos diferidos

O ativo diferido é uma conta contábil que serve para registrar o valor das despesas pagas antecipadamente. Essas despesas costumam ser características de contratos de longo prazo, como aluguéis, serviços básicos e outros conceitos.

O ativo diferido é composto por:

  • Pagamentos antecipados
  • Itens de consumo
  • Investimentos amortizáveis (despesas de organização e despesas de instalação)

O que é depreciação?

Depreciação: Representa a diminuição de valor (ou desgaste) que o bem sofre pelo uso ou pela passagem do tempo e é registrada como conta complementar de ativo (negativa), reduzindo o bem que lhe dá origem.

O principal objetivo da depreciação é permitir que as empresas reflitam o custo real do uso de ativos por muitos anos, sem pagar por eles pelo mesmo preço no início.

O que é um passivo?

Os passivos representam as dívidas e obrigações da empresa. É composto pelos direitos exigíveis contingentes (futuros) e pela parte atual que vence no período contábil corrente ou imediatamente subsequente.

De certa forma, é considerado o lado oposto do ativo; Ou seja, enquanto o ativo representa os recursos de propriedade da entidade econômica; enquanto os elementos do passivo provêm principalmente de financiamentos e são classificados como:

Passivo circulante

O passivo circulante são as dívidas e obrigações de curto prazo da empresa (menos de um ano), e são apresentados por ordem de passivo. O passivo circulante é composto por:

  • Fornecedores: são todas as contas a pagar pelas mercadorias.
  • Credores diversos: são contas a pagar por um conceito diferente de mercadoria.
  • Documentos a pagar: independente da origem da dívida, assinamos nota promissória.

Responsabilidade Fixa:

Inclui todas as dívidas de longo prazo, ou seja, superiores a um ano, que também são classificadas por ordem de exigibilidade e nas quais não deve ser incluída a parcela corrente de um crédito de longo prazo.

Alguns exemplos são:

  • Obrigações emitidas.
  • Credor hipotecário.
  • Empréstimos de longo prazo.

Passivos diferidos:

São as cobranças feitas antecipadamente por serviços que ainda não prestamos, ou seja, estamos devendo o serviço. São passivos até que o serviço seja prestado, uma vez prestado, torna-se receita ou produto.

  • Serviços cobrados antecipadamente.

O que é patrimônio ou patrimônio?

O patrimônio líquido é o patrimônio líquido, ou seja, a parte residual do ativo depois de deduzidas todas as responsabilidades, inclui as contribuições efetuadas, seja no momento da constituição ou em momentos posteriores, bem como os resultados acumulados e é composto pelas seguintes contas:

  • Capital social (contribuições).
  • Reserva legal.
  • Lucros retidos ou acumulados.
  • Lucro (prejuízo) líquido do ano)

Para que servem os ativos e passivos?

A classificação de ativos, passivos e capital de uma empresa serve para fornecer informações sobre os diferentes recursos financeiros que a empresa possui. Isso ajuda a avaliar sua situação financeira e determinar quanto de seus fundos vem de empréstimos, investimentos ou renda própria.

Além disso, a classificação é útil para identificar as principais fontes de financiamento e calcular índices comuns, como o índice de endividamento (relação entre o passivo circulante e o patrimônio líquido), o índice de liquidez (ativo circulante dividido pelo passivo total) ou o índice de rentabilidade. -capital (lucro antes de juros e impostos dividido pelo capital).


Da mesma forma, conhecer e compreender o que são ativos e passivos permitirá ao pessoal da área correspondente realizar os registos corretos para que a análise da informação contabilística seja o mais precisa e objetiva possível e assim obter um melhor balanço. econômico da empresa.

Qual é a relação entre ativos, passivos e patrimônio líquido?

A relação entre os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma empresa, com base na fórmula contábil básica, em uma empresa o valor total dos ativos é igual ao valor total dos passivos mais o valor total do patrimônio líquido.

Fórmula (Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido)

A teoria indica que os ativos de uma empresa são financiados com recursos de terceiros (passivo) ou com recursos próprios (capital próprio).

  • Ativo: bens e direitos de cobrança
  • Passivo: obrigações e dívidas
  • Patrimônio líquido: capital e lucros

Diferenças entre ativos e passivos de uma empresa

A diferença entre ativos e passivos baseia-se na natureza que apresentam a nível económico. Neste caso, enquanto um ativo gera uma propriedade ou um direito de cobrança em finanças, um passivo produzirá uma obrigação de pagamento.

Ou seja: a principal diferença entre um ativo e um passivo é que o primeiro é capaz de gerar receitas e o segundo apenas gerará despesas.

Agora, para facilitar a diferenciação entre ativos e passivos, podem ser levadas em consideração as seguintes características destes:

Ativo  Passiva
Possibilidade de gerar retornosObrigação de pagamento
Amortização reduz valorA amortização subtrai a dívida pendente
Pode representar um investimentoUm dos seus objetivos é financiar ativos
Seu valor pode mudar com o tempoTem um valor estabelecido junto com uma data de validade

Esperamos ter esclarecido algumas dúvidas e ampliado seu conhecimento sobre o assunto.

Qual a importância do registro dos ativos, passivos e patrimônio de uma empresa?

O registo de ativos, passivos e capitais próprios é essencial para uma empresa em termos financeiros.

O início do período contábil é baseado no inventário que compila cada um destes elementos: bens que representam bens e direitos; Os passivos refletem dívidas com fornecedores e credores por serviços prestados ou obrigações adquiridas; enquanto o capital próprio indica a sólida plataforma financeira sobre a qual tudo o resto funciona.

Está diretamente relacionado aos resultados financeiros que mostram a rentabilidade ou prejuízo líquido obtido durante um determinado período de tempo. Além disso, ajuda a determinar se existem áreas onde o crédito pode ser concedido, quais níveis de despesas devem ser mantidos ou quantificar se há oscilações nos balanços para perceber possíveis problemas internos ou externos.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento