O que é uma instituição financeira cooperativa e como ela opera

As instituições financeiras cooperativas representam uma um tipo de organização do setor financeiro única, uma vez que é centrada nos objetivos coletivos dos membros. Seu propósito é atender às necessidades dos cooperados por meio de uma gestão democrática e participativa, promovendo uma alternativa sólida aos bancos tradicionais. 

Essas cooperativas enfatizam a colaboração e a busca pelo benefício mútuo, proporcionando uma visão mais inclusiva e solidária do sistema financeiro.

Continue a leitura para entender todos os detalhes sobre o funcionamento de cooperativas financeiras!

O que é uma instituição financeira cooperativa

Uma instituição financeira cooperativa é uma entidade única, de propriedade e governança de seus próprios membros, que também são seus clientes. Diferentemente dos bancos tradicionais, orientados primariamente pelo lucro e geração de valor aos acionistas, as cooperativas financeiras têm o compromisso de atender às necessidades financeiras dos membros de maneira justa e transparente.

Os membros — que, lembre-se, também são clientes — têm voz ativa e direito a voto nas decisões da cooperativa, e os lucros gerados são reinvestidos em benefício dos próprios membros ou distribuídos de acordo com as regras estabelecidas em estatuto

Essas instituições operam com base em princípios coletivos, como a adesão voluntária, controle democrático, participação econômica dos membros, educação e colaboração entre cooperativas.

A organização visa promover a inclusão financeira, oferecendo serviços financeiros acessíveis e de qualidade aos membros, ao mesmo tempo em que contribuem para o desenvolvimento sustentável das comunidades nas quais atuam.

Princípios cooperativos

Os princípios coletivos formam o alicerce essencial de uma instituição financeira cooperativa, distinguindo-a de outras entidades financeiras. Eles abrangem valores como: 

  • Adesão voluntária e aberta; 
  • Participação econômica ativa dos associados; 
  • Autonomia e independência; 
  • Formação e informação; 
  • Colaboração entre cooperativas; e 
  • Compromisso com a comunidade.

Esses preceitos não apenas moldam a estrutura da cooperativa, mas também norteiam suas ações e missão social. Através deles, as cooperativas financeiras buscam promover a inclusão financeira, a equidade e, acima de tudo, o benefício mútuo entre seus membros, estabelecendo uma base sólida para uma abordagem financeira mais solidária e orientada para a comunidade.

Principais Instituições Financeiras Cooperativas no Brasil e seus Serviços

No cenário financeiro brasileiro, as instituições financeiras cooperativas desempenham um papel crucial ao proporcionar acesso a serviços e produtos financeiros, especialmente em comunidades onde os bancos tradicionais têm presença limitada. Essas cooperativas são reconhecidas por fomentar o desenvolvimento local e proporcionar uma gestão mais humanizada e próxima aos seus cooperados. Elas oferecem uma gama variada de serviços, que vão desde contas correntes, poupança, crédito, até opções de investimento.

A seguir, apresentaremos algumas das principais instituições financeiras cooperativas atuantes no Brasil e um breve descritivo dos serviços e produtos que elas podem oferecer no segmento de investimentos.

  1. Sicredi:
    • Uma instituição financeira cooperativa conhecida por oferecer uma variedade de serviços financeiros, incluindo contas-poupança, empréstimos e opções de investimento. Operam de maneira semelhante aos bancos tradicionais, mas com foco no desenvolvimento comunitário e benefícios aos membros.
  2. Sicoob:
    • Conhecido como o maior sistema cooperativo financeiro no Brasil, o Sicoob oferece vários serviços financeiros, incluindo produtos de investimento. Visa promover a inclusão social e o desenvolvimento sustentável entre seus membros.
  3. Unicred:
    • Fornece uma variedade de produtos e serviços financeiros, incluindo opções de investimento. A Unicred foca em oferecer serviços personalizados para atender às necessidades financeiras de seus membros.
  4. Cresol:
    • Uma cooperativa que presta serviços financeiros com ênfase em responsabilidade social. A Cresol oferece crédito, poupança e oportunidades de investimento para indivíduos e empresas, visando fomentar o desenvolvimento econômico local.
  5. Confidence:
    • Embora não seja uma cooperativa, a Confidence é uma instituição financeira que oferece serviços de investimento, câmbio e outras soluções financeiras.
  6. Bancoob:
    • O banco cooperativo associado ao Sicoob, o Bancoob, fornece produtos e serviços financeiros para atender às necessidades dos membros cooperativos, incluindo oportunidades de investimento.

Estrutura e operação de uma instituição financeira cooperativa

A estrutura desse tipo de organização tem como base os princípios administrativos de uma instituição financeira comum. Ou seja, sua operação é semelhante a de outras organizações tradicionais, com divisões de cargos e responsabilidades.

O maior diferencial é que os clientes são, ao mesmo tempo, os proprietários, e isso envolve o compartilhamento dos lucros e possíveis prejuízos. Os processos decisórios envolvem a participação por assembleia e conselho administrativo, formado por membros eleitos.

Governança e propriedade

A governança e propriedade de uma instituição financeira cooperativa são baseadas em princípios democráticos e participativos. 

Os membros da cooperativa têm o direito de participar das decisões por meio do voto, sendo representados por órgãos de governança, como assembleias gerais e conselhos de administração, eleitos pelos membros, e responsáveis por estabelecer as políticas e diretrizes da cooperativa.

Cada membro tem uma participação na cooperativa e pode contribuir com capital, seja por meio de depósitos ou comprando ações da cooperativa. No entanto, a importância da participação econômica não se baseia apenas no valor do capital investido, mas sim na sua participação ativa.

Serviços financeiros oferecidos

As instituições trabalham com opções semelhantes aos de bancos tradicionais, incluindo:

  • Conta correntes;
  • Empréstimos;
  • Investimentos;
  • Seguros; 
  • Cartões de crédito;

Muitas vezes, as instituições se caracterizam ou são criadas para atender setores específicos da economia, como agricultura e habitação. 

Elas também se caracterizam pelas taxas e tarifas mais baixas para seus membros, visando fomentar a movimentação dos recursos em sua administração e possibilitando o empreendedorismo na região.

Relação com os membros

A dinâmica de relacionamento com os membros pode variar significativamente segundo o modelo de organização, o tamanho e a área de atuação da cooperativa. Essas diferenças, por sua vez, influenciam diretamente os serviços oferecidos e a extensão da participação dos membros.

Além disso, é importante observar que os membros também devem estar alinhados com as obrigações e possuir os critérios de elegibilidade para tornarem-se parte da cooperativa e usufruir plenamente dos serviços e benefícios que ela oferece.

Vantagens de utilizar uma instituição financeira cooperativa

Uma das principais vantagens é a participação ativa dos membros na tomada de decisões e na distribuição dos resultados. Os membros têm direito a voto nas assembleias e podem influenciar diretamente a gestão e as políticas da cooperativa. 

Além disso, as taxas e tarifas geralmente são mais competitivas em comparação com as instituições financeiras convencionais.

Benefícios para membros

Os principais benefícios para os membros de uma instituição financeira cooperativa são:

  • Participação nos lucros;
  • Taxas e tarifas mais baixas;
  • Serviços personalizados;
  • Participação na tomada de decisões;
  • Educação financeira;
  • Foco na comunidade.

Essas vantagens proporcionam aos membros uma experiência financeira mais justa, transparente e centrada em suas necessidades.

Conclusão

As instituições financeiras cooperativas oferecem uma abordagem voltada para o bem financeiro dos seus membros. Ao aderir a uma cooperativa, os membros se beneficiam de uma série de vantagens, incluindo participação nos lucros, taxas e tarifas mais baixas, serviços personalizados e participação na tomada de decisões. 

A governança e propriedade democráticas garantem que os interesses dos membros sejam colocados em primeiro lugar. 

E engana-se quem pensa que são instituições pequenas ou desatualizadas. Para se ter uma ideia, algumas das cooperativas financeiras relevantes no Brasil são SICOOB, SICREDI, UNICRED e CRESOL. Você provavelmente já ouviu falar em pelo menos uma delas!

Por isso, vale lembrar que muitas cooperativas oferecem o acesso a uma variedade de canais, como agências físicas, caixas eletrônicos, internet banking e mobile banking, permite que os membros tenham conveniência e flexibilidade na gestão de suas finanças. 

Ao escolher uma instituição financeira cooperativa, os membros estão optando por uma experiência financeira mais justa, transparente e centrada nas suas necessidades, proporcionando uma base sólida para alcançar o seu bem financeiro.Além de optar pela melhor instituição financeira para confiar seu patrimônio, confira no site da Rankia conteúdos que vão ajudar você na construção de um futuro financeiro seguro!

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento