O que é para que serve a Pirâmide de Maslow?

A pirâmide de Maslow é uma teoria do campo da psicologia, mas que acabou sendo aplicada também em outros campos como a economia, o comércio e o marketing. Esta teoria, proposta pelo psicólogo Abraham Maslow, classifica hierarquicamente as necessidades humanas, ao mesmo tempo que estuda — com base nessas necessidades — impulsionando o comportamento humano.

Falamos da pirâmide de Maslow pelo fato de que a teoria na qual a pirâmide é descrita foi desenvolvida por Abraham Maslow, psicólogo americano e um dos principais expoentes da psicologia humanista. No entanto, o nome pelo qual esta pirâmide é conhecida é “pirâmide de necessidades”.

Durante a primeira metade do século XX, em 1943, o renomado psicólogo desenvolveu a teoria da pirâmide das necessidades em uma de suas principais obras, “Uma teoria sobre a motivação humana” (em inglês, A Theory of Human Motivation).

Esta teoria, como mencionamos, tenta descrever o comportamento do ser humano, ou melhor, o que impulsiona o comportamento humano, atendendo a uma série de necessidades que Maslow ilustra com uma pirâmide. Nesta pirâmide, Maslow hierarquiza as necessidades que um ser humano tem e que motivam seu comportamento.

Como veremos a seguir, Maslow dizia que o ser humano vai suprindo as necessidades mais básicas, antes de continuar com outras. Ou seja, que o ser humano classifica suas necessidades, como ele ilustra com sua pirâmide.

A explicação da pirâmide de Maslow

Como estávamos apontando, a pirâmide das necessidades descrita por Abraham Maslow tenta descrever o comportamento do ser humano, ou melhor, o que impulsiona o comportamento humano, atendendo a uma série de necessidades que Maslow ilustra com esta pirâmide.

Nesta pirâmide, Maslow hierarquiza as necessidades que um ser humano tem e que motivam seu comportamento.

Como vemos a seguir, a pirâmide de Maslow classifica as necessidades, em função da importância que estas têm para nós, ou seja, começando pelas necessidades mais básicas e terminando com as menos relevantes.

Começando pelas necessidades mais básicas, que Maslow define como necessidades fisiológicas, o ser humano vai suprindo necessidades, enquanto outras vão se desenvolvendo. De acordo com Maslow, o ser humano não buscará satisfazer necessidades secundárias, ou terciárias, se não tiver suprido previamente essas necessidades básicas.

Em outras palavras, ninguém precisará ser respeitado se, por outro lado, não tem recursos para sobreviver. Segundo o que Maslow propôs, o ser humano deve ir completando os diferentes níveis que ele hierarquiza na pirâmide para desenvolver outras necessidades.

Portanto, em resumo, Maslow dizia que o ser humano não poderia ter certas necessidades se, previamente, não tivesse suprido outras necessidades mais básicas.

Os níveis da pirâmide de Maslow

Como já conhecemos o que é a pirâmide de Maslow e o que ela tenta ilustrar, vejamos a classificação de necessidades que Maslow ilustra com sua pirâmide.

  • Necessidades fisiológicas ou básicas: As necessidades fisiológicas, segundo Maslow, são aquelas básicas que precisamos suprir para sobreviver. Estou me referindo a comer, respirar, nos vestir, etc.
  • Necessidades de segurança: As necessidades de segurança são aquelas que o ser humano supre para alcançar estabilidade e, como o próprio nome indica, segurança diante da vida e dos acontecimentos do dia a dia. Nesse sentido, falamos de emprego, saúde, poupança e patrimônio, bem como tudo aquilo que nos proporciona estabilidade.
  • Necessidades de afiliação ou necessidades sociais: Supridas as outras necessidades, as necessidades de afiliação ou sociais são aquelas que surgem como consequência da interação social que temos com outros seres humanos. A amizade, o amor, a família… todas essas necessidades são algumas das necessidades sociais a que estamos nos referindo.
  • Necessidades de reconhecimento ou estima: As necessidades de reconhecimento ou estima são necessidades que surgem, uma vez que suprimos as anteriores. Assim, estamos nos referindo ao próprio reconhecimento social, como o nome indica, o respeito, a confiança pessoal, nossos objetivos profissionais e financeiros…
  • Necessidades de autorrealização: Por fim, as necessidades de autorrealização são aquelas que atendemos quando já atendemos todas as outras necessidades. Poderíamos dizer que são as necessidades que atendemos para alcançar o verdadeiro sucesso na vida.

A pirâmide de Maslow na economia, marketing, comércio…

A economia, o marketing, o comércio… todas essas disciplinas se baseiam no estudo do comportamento humano e, especialmente, em suas necessidades. Quando estudamos economia, estudamos a maneira como os seres humanos gerenciam seus recursos para satisfazer o maior número possível de necessidades. Quando estudamos marketing, estudamos a maneira de criar necessidades no ser humano e vender o que promovemos. Quando estudamos comércio, da mesma forma, estudamos gerar necessidades em outros indivíduos para os quais queremos vender algo.

Como pode ser visto, essas disciplinas se concentram no estudo das necessidades, e pela mesma razão que a pirâmide das necessidades estuda as necessidades que motivam o comportamento humano, a teoria do psicólogo humanista americano, Abraham Maslow, pode e tem sido aplicada em outras disciplinas que nada têm a ver com a psicologia.

Exemplo de pirâmide de Maslow

Para terminar, vejamos como aplicaríamos a pirâmide de Maslow no caso de querermos criar uma empresa, por exemplo, um restaurante.

Atendendo às necessidades que temos, procedemos à classificação delas conforme a pirâmide proposta por Maslow:

  • Necessidades fisiológicas ou básicas: Local, funcionários, cozinha, matéria-prima…
  • Necessidades de segurança: Licenças, limpeza, clientes…
  • Necessidades sociais: Bom ambiente de trabalho, bom tratamento com os clientes, bom relacionamento com os vizinhos e a administração…
  • Necessidades de reconhecimento: Boa crítica, aceitação social, reconhecimento em meios de comunicação e redes…
  • Necessidades de autorrealização: Prêmios gastronômicos, Estrela Michelin, Sol Repsol…

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados