Gerenciamento de dinheiro em trading: O que é e como funciona?

Existem três disciplinas que todo bom trader deve dominar Psicologia, Sistemas de Trading e Gestão de Dinheiro.

São as três Ms que define Alexander Elder: Mente, Dinheiro(Money) e Método. A primeira delas, Mente, refere-se à nossa mente, ou seja, ao nosso comportamento, disciplina, controle emocional e, em última análise, à psicologia aplicada. Dinheiro significa Gestão de Dinheiro e refere-se à gestão monetária. É o que nos dirá quanto comprar e quanto vender e, finalmente, Método, que se refere ao método, ao sistema de trading que vamos usar, ou seja, quando comprar e quando vender.

Gestão de Dinheiro: O que é?

 

Das três Ms, a gestão monetária, também conhecida como gestão de dinheiro, bet sizing ou position sizing é talvez a mais importante, pois nos ajudará a aumentar nossas taxas de retorno-risco.

O que é Gestão de Dinheiro ou Gestão Monetária?

Vamos definir a gestão de dinheiro ou gestão monetária como o algoritmo matemático que decide Quanto!! vamos arriscar na próxima operação dependendo do total de nosso equity ou capital disponível para fazer trading.

Em outras palavras, quanto podemos investir em função do dinheiro que temos disponível e o resultado geral de nossa operação. A priori, não parece algo complicado. É um jogo de números e simplesmente responde à pergunta de Quanto capital colocar na próxima posição?

Esta é uma decisão que todo investidor tem que tomar, conheça ou não o que é a gestão monetária. A diferença é que nesse caso provavelmente foi uma decisão irracional e com a qual assumiu um risco muito elevado.

Vamos ver com um exemplo. Imagine que você tem 10.000 reais e um amigo lhe conta que seu primo ouviu que sua irmã conhece uma pessoa que sabe muito sobre isso e que a ação xyz e que essa vai subir como a espuma (embora como sistema de trading pareça ridículo, é um dos mais utilizados pelos iniciantes). Agora eu sei o que vou comprar, mas Quanto?!!!, aqui é onde entra a gestão monetária.

E esse quanto pode ser muito, pouco ou uma autêntica loucura dependendo do tamanho da carteira.

Um erro muito comum é pensar que a gestão monetária é um campo exclusivo do gestor de patrimônios. Todo investidor pode se beneficiar dessas técnicas que, além disso, podem ser aplicadas a qualquer estratégia ou sistema de trading.

Com tudo, a gestão monetária entra em ação quando já tomamos uma posição. Por isso há quem diga que antes de tomar uma posição somos traders e quando já estamos no mercado, deixamos de ser traders e nos tornamos gestores monetários e de riscos.

Outra forma de definir a ideia de gestão de dinheiro, é a própria de Van K. Tharp, deixo vocês com sua famosa citação:

“Possivelmente, o maior segredo para o sucesso no Investimento e Trading seja uma correta gestão monetária. Eu chamo isso de “Segredo” porque poucas pessoas parecem entender isso, incluindo muitas pessoas que escreveram livros sobre este tema.” Van K. Tharp

 

O que NÃO é a Gestão de Dinheiro no trading?

Já definimos a gestão de dinheiro e para esclarecer essa ideia, vamos definir o que NÃO é gestão de dinheiro.

E é que, é normal, confundir os seguintes conceitos e ideias:

Quando comprar e quando vender

A decisão de quando comprar e quando vender depende de nosso sistema de trading ou de nosso conjunto de regras ou de nosso ratio fundamental favorito, mas nunca de nosso capital disponível, nunca de nosso nível de Equity, portanto não é gestão de dinheiro.

Onde colocar nossos stops de proteção

Os stops loss são uma ferramenta indispensável no arsenal do trader e nos ajudam a permanecer no jogo, protegendo nosso capital. No entanto, a colocação dos stops faz parte da gestão de risco ou risk management, um conceito diferente.

A maioria dos traders acredita que a gestão monetária consiste em saber onde colocar os stops, talvez por falta de informação, talvez por falta de vontade de aprofundar em temas relacionados ao risco de nossa operação. Se eu aplico, por exemplo, um stop loss de 200 euros em cada uma das minhas ordens no futuro do ibex-35, estou seguindo uma estratégia que não está relacionada com meu capital total disponível ou Equity, portanto, não pode ser categorizada como gestão monetária.

Vamos ver mais uma vez como Van K. Tharp se expressa a respeito disso

“Há pessoas que pensam que estão fazendo “gestão monetária” através da gestão de seus ’stop loss’. Controlar o risco através de pontos de perda máxima ou stop loss, é diferente de controlar o risco através de uma estratégia de “gestão monetária” que controla o tamanho da posição a cada momento.” Van K. Tharp

Piramidação

Este é outro dos conceitos mal interpretados pela maioria dos traders, que consideram a piramidação como uma estratégia de gestão monetária. Tecnicamente, a piramidação implica em utilizar lucros não realizados de uma ação ou commoditie como garantia para abrir outras posições com fundos emprestados de nosso corretor.

No entanto, no sentido geral em que a expressão é usada e no qual vamos usar nesta explicação, piramidar se refere a aumentar o tamanho de nossa posição à medida que o mercado se move a nosso favor. O oposto de piramidar seria a média para baixo (averaging down ou cost averaging), isto é, aumentar o tamanho de nossa posição à medida que o mercado vai contra nós.

Suponhamos que compramos 1.000 ações da Telefônica a 12 euros e a cotação começa a subir e ao chegar a 12,5 voltamos a comprar outros 1.000 títulos e ao chegar a 13 euros, compramos outros 1.000, se seguirmos esta estratégia, estamos piramidando nossa posição. É uma estratégia altamente recomendada, mas que nada tem a ver com a gestão monetária, pois o fato de aumentar a posição não depende de nosso capital ou equity, mas das condições de mercado.

Equity Curve Trading

Este termo se refere a implementar métodos de trading sobre a curva de resultados em vez de fazê-lo sobre as cotações de um ativo financeiro.

Um exemplo seria aplicar uma média móvel ao nosso capital e usar essa média móvel da maneira tradicional. Ou seja, se nossa curva de Equity cortar a média móvel em sentido descendente, supõe-se que estamos entrando em DrawDown e, portanto, paramos o sistema de negociação até que nossa curva de resultados comece a subir e corte a média em sentido ascendente. É assim que se evitam os períodos de DrawDown.

No entanto, não existe nenhum estudo matemático que demonstre que o Equity Curve Trading gere uma maior relação risco-retorno em nosso plano de negociação.

Séries consecutivas de perdas; “a falácia do jogador de cassino”

Existe uma crença muito difundida de que, após uma série de operações com perdas, a probabilidade de sucesso na próxima jogada aumenta e que, portanto, convém aumentar o capital do próximo investimento.

Isso pode ou não ser verdade no mundo do trading, mas para a maioria dos fenômenos aleatórios, como jogar uma moeda ao ar, não é verdade. O que a afirmação anterior implica é que a probabilidade de sucesso em cada investimento é influenciada de alguma forma pelos resultados de investimentos anteriores.

No entanto, é verdade que ao investir em ações, cada operação pode não ser totalmente independente da anterior. Por exemplo, se usarmos um sistema de quebra de faixas ou médias móveis, pode ser que após várias falhas consecutivas consigamos um vencedor. O problema é que nunca saberemos quando vamos nos beneficiar de um aumento na quantidade investida, então ir fazendo isso conforme aumentam as falhas pode nos fazer incorrer em uma grande perda e nos deixar sem capital.

Em resumo, um sistema de negociação vencedor no qual parece bastante simples gerar dinheiro, Quantos doutorados você acha que acabaram ganhando dinheiro no final do jogo? Apenas 2 dos 40, 95% dos jogadores acabaram perdendo dinheiro em um jogo em que deveriam ter ganhado.

Por quê? Principalmente por causa da falácia do jogador e da ausência de técnicas de gestão monetária. Além de questões de psicologia como a ganância e o medo.

95% dos jogadores perderam dinheiro por expor suas contas a um risco excessivo e isso é o que também acontece na realidade, 90-95% dos operadores perdem dinheiro por não conhecerem os aspectos psicológicos do trading, por não empregarem estratégias de gestão monetária e por não entenderem que se trata de um jogo de probabilidades.

Por que a gestão de dinheiro é tão desconhecida?

Se a gestão de dinheiro é tão importante, por que encontramos tão poucos livros e artigos sobre o assunto?, Por que para cada livro sobre gestão de dinheiro existem 30 ou 40 sobre sistemas de trading?, Por que as revistas especializadas dedicam menos de 10% de seu conteúdo à gestão de dinheiro?, vamos ver duas razões para este abandono.

Sem dúvida, é a parte mais chata de um plano de trading. São as matemáticas da negociação. Qualquer livro que aborde isso estará cheio de tabelas, números, fórmulas e sua leitura não é tão simples quanto a de um livro que nos ensina como entrar e sair do mercado

Segundo essa corrente, existe uma ordem interna nos mercados, conhecida por poucos, então tudo que eu preciso é encontrar essa minoria privilegiada e obter esse método, essa fórmula, esse indicador e assim saberei antecipadamente os movimentos que o mercado fará. Deixemos as histórias românticas para o cinema e nos concentremos na realidade da negociação.

Vivemos em um mundo aleatório e a negociação não é uma exceção. Não existe uma ordem interna nos mercados. Tudo que precisamos é criar uma metodologia com expectativa matemática positiva e sabemos que isso é possível.

Um dos erros mais comuns é pensar que para se beneficiar da gestão de dinheiro é necessário já ter bons resultados. Nada poderia estar mais longe da verdade. O momento de usar a gestão de dinheiro é agora mesmo.

“Os traders acreditam que não precisam incorporar estratégias de gestão de dinheiro em suas operações até um momento futuro que chegará, que será quando estiverem ganhando dinheiro. Eles precisam testar um sistema de negociação e ver se funciona antes de aplicar uma estratégia de gestão de dinheiro. Isso pode ser um erro muito caro em termos de custo de oportunidade.” Ryan Jones

As três fases da gestão de dinheiro

Uma vez que temos nosso sistema de negociação e nossa estratégia de gestão de dinheiro, o próximo passo lógico é aplicá-lo nos mercados para obter um benefício do trabalho realizado. Ryan Jones em seu livro “The Trading Game”, distingue três fases bem diferenciadas pelas quais nossa conta passará, independentemente do tipo de estratégia utilizada (Fixed-Ratio, Fixed-Fraction. Optimal f, Secure f, etc):

1. Fase de semeadura ou fase de acumulação:

Nesta fase, a conta está em seu ponto mínimo, partimos do capital inicial e começamos com um único contrato. Aqui o trader não verá os efeitos favoráveis da estratégia de gestão monetária e, além disso, sofrerá os efeitos negativos da alavancagem assimétrica, termo que definiremos mais adiante, ao começar a adicionar contrato. Em resumo, os resultados serão inferiores aos que obteríamos ao aplicar nosso sistema de negociação sem gestão monetária.

2. Fase de Crescimento ou Growing Phase.

Nesta segunda fase começam a ser vistos os efeitos da estratégia, o efeito da alavancagem assimétrica diminui e chega a um ponto em que mesmo se o sistema de negociação não for eficiente, nossa conta mostrará lucros.

3. Fase de Colheita ou Harvest Phase.

Nesta fase final é quando nossa conta mostra as virtudes de nossa estratégia de gestão monetária. A alavancagem assimétrica já é história e estamos em um ponto sem retorno às perdas, isto é, se nosso sistema começar a perder dinheiro nossa conta não será afetada e o capital será preservado. Se você teve paciência e disciplina com seu sistema de negociação e sua estratégia de gestão de dinheiro, este é o momento de colher os frutos do trabalho bem feito.

Melhor plataforma de Money Management

Para realizar uma gestão eficiente do capital é fundamental contar com ferramentas e plataformas de gestão de dinheiro de alta qualidade.

Por isso, ao escolher as melhores plataformas de gestão de dinheiro é importante considerar diversos aspectos como:

  • Interface do usuário
  • Integração com outros serviços financeiros
  • Segurança dos dados
  • Qualidade do suporte ao cliente.

Nesse sentido, uma das opções mais destacadas é a plataforma de negociação ProRealTime. Uma plataforma que oferece funcionalidades específicas e vantagens únicas para os investidores, como screeners, carteira de favoritos ou ferramentas de análise técnica e fundamental

👉 Em qualquer caso, para mais informações, convido você a visitar nosso próximo artigo: Melhores apps de Money Management

Categorias de Money Management e seus riscos

Todas as estratégias de gestão monetária podem ser classificadas em duas categorias.

Além disso, essas categorias não são estratégias em si, como muitas pessoas pensam. Por exemplo, tanto o Fixed-Ratio quanto o Secure f, são na verdade estratégias da categoria anti-martingale.

Estratégias Martingale

O aumento do tamanho da aposta após cada perda é conhecido como Estratégia Martingale.

É um método ineficiente, pois só funciona se tivermos capital ilimitado. Um dos exemplos mais claros de quão ruim essa estratégia pode ser é o jogo que consiste em lançar uma moeda ao ar e dobrar a aposta cada vez que erramos. Este jogo tem expectativa zero. Funciona da seguinte maneira:

Apostamos 1 real com cada lançamento da moeda. Se sair cara ganhamos 1 real, se sair coroa perdemos 1 real. Se sair coroa após a primeira jogada, dobramos a aposta, então na segunda jogada apostamos 2 reais. Se ganharmos, ganhamos 2 reais, se perdermos, perdemos 2 reais. E assim por diante.

O problema com esta estratégia surge quando enfrentamos uma série de perdas muito grande. A quantidade apostada também se torna muito grande. Por exemplo, após uma série de 10 falhas, a próxima aposta teria que ser de 1.024 reais e já se perderam de fato 1.023 reais, de tal forma que se acertarmos no décimo primeiro lançamento nosso ganho final será de 1 real, enquanto nossa perda potencial aumenta demais. Este tipo de jogo só tem sucesso se o jogador tem capital ilimitado, então deixemos essas estratégias para os cassinos, não para o trading.

“O principal problema dos jogadores está em encontrar um jogo com expectativa positiva. O jogador, além disso, precisa aprender a gerenciar o tamanho de suas apostas, ou seja, a gestão monetária. Nos mercados financeiros o problema é semelhante, embora mais complexo. O jogador, que é chamado de Investidor, busca a maximização da relação rentabilidade-risco.” Edward Thorp.

Estratégias Anti-Martingale ou Reverse-Martingale

Nesta categoria vamos fazer o contrário com as Martingale, após uma operação vencedora, aumentaremos a aposta e diante de uma operação perdedora, reduziremos nossa aposta, desta forma protegeremos nossos lucros quando a sequência de perdas vier e deixaremos que corram nas sequências vencedoras.

Estas são as estratégias que o trader deve utilizar. Os métodos mais conhecidos e testados do mercado pertencem a esta categoria e o maior risco das mesmas está na alavancagem assimétrica, que veremos a seguir.

Modelos de avaliação de equity

As diferentes estratégias de gestão monetária referem-se ao capital total que a conta de trading mostra. Existem três formas de avaliar esse capital a partir das quais elaborar estratégias tão complexas ou sofisticadas quanto quisermos.

Models of equity

Estes três métodos são: Core Equity, Total Equity e Reduced Total Equity.

Veja como cada um funciona:

  • Modelo Core Equity: É o modelo mais simples de todos, pois só leva em consideração a quantidade necessária para abrir uma posição. Com ele, nosso equity será igual ao capital inicial menos os valores iniciais destinados a cada um dos investimentos, independentemente de como eles se desenvolvam.
  • Modelo Total Equity: Segundo este modelo, o nível de equity é determinado pelo total disponível em dinheiro mais o valor de todas as posições abertas, sejam elas positivas ou negativas.
  • Modelo Reduced Total Equity: Este modelo é uma combinação dos dois anteriores, e o cálculo do equity seria o seguinte: Ao abrir uma posição, assim como no modelo Core Equity, subtraímos essa quantidade do total inicial, no entanto, não deixamos assim, e adicionamos qualquer valor que se beneficie de um stop loss que reduza nossa possível perda ou que garanta um lucro. É o modelo mais complexo.

Lembre-se que o ProRealTime é uma plataforma onde você pode testar e monitorar algumas das estratégias de gerenciamento de dinheiro que vimos aqui ou redirecionado – para o artigo em questão –

👉 Se você quer saber mais sobre esta plataforma de negociação, você pode visitar o seguinte artigo: Opiniões ProRealTime: plataforma de negociação, tarifas e corretores

Este é um exemplo de avaliação de uma conta de negociação para cada modelo e o que acontece após sete investimentos diferentes.

Exemplo de conta de negociação

E isso é o que cada movimento significa:

  1. Tomamos uma primeira posição no valor de 5.000 reais.
  2. Tomamos uma segunda posição no valor de 4.000 reais.
  3. Nosso primeiro investimento entra no território de perdas e passa a valer (2.000 reais).
  4. O segundo investimento avança conforme o planejado, passando a valer 6.000 reais e nosso stop móvel sobe garantindo uma perda máxima de 1.000 reais.
  5. A primeira posição retorna ao território de ganhos e agora tem um valor de 11.000€, e não só isso, mas nosso stop móvel agora garante um lucro de 8.000 reais.
  6. Tomamos uma terceira posição no valor de 6.000 reais.
  7. Em um golpe de sorte definitivo, nossa primeira posição atinge nosso alvo de lucro e os 5.000 reais se transformaram em 12.000€, então fechamos a posição com um lucro de 7.000 reais.

Em resumo, o sucesso na negociação é alcançado através do domínio de três disciplinas: Sistemas de negociação, Psicologia e Gerenciamento de dinheiro. Se você quer se tornar um bom trader, você precisa se treinar e prestar atenção especial ao gerenciamento de dinheiro.

Bibliografia recomendada

Ryan Jones, “The Trading Game”, Wiley and Sons, 1999.
Nauzer J. Balsara, “Estratégias de gestão de dinheiro para traders de futuros”, Wiley and Sons, 1992.
Ralph Vince, “A matemática da gestão de dinheiro”, Wiley and Sons, 1992.
Edward Thorp, “A matemática do jogo”.
Edward Thorp, “O critério de Kelly no blackjack, apostas esportivas e o mercado de ações”, 1997.
J. Edward Crowder, “Jogos de cassino para diversão e lucro”, Writer’s Showcase, 2000.
Van K. Tharp, “Negocie seu caminho para a liberdade financeira”, Mc Graw-Hill, 1999.
Van K. Tharp, “Relatório especial sobre gestão de dinheiro”, IITM, 1997.
David Stendahl, “Análise de portfólio e guia de acompanhamento do workshop de gestão de dinheiro”.
J. L. Kelly, “Uma nova interpretação da taxa de informação”, 1956.
Burke Gibbons, “Gerenciando seu dinheiro”, Active Trader Magazine, 2000.
Sherwin kalt, “Probabilidade de ruína do investimento”, S&C, 02/1985.
Bob Pelletier, “Gestão de dinheiro Martingale”, S&C, 07/1988.
James William Ferguson, “Martingales”, S&C, 02/1990.
James William Ferguson, “Martingales reversos”, S&C, 03/1990.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...