Investidor ou Trader? Qual a diferença?

Os mercados financeiros podem ser abordados com diferentes estratégias dependendo dos instrumentos que cada investidor prefere operar, uma vez que pode ter conhecimentos mais especializados ou ter preferência por uma determinada ferramenta de análise.

Mas o objetivo final acaba por ser a rentabilidade, ou seja, gerar retorno e maximizar os lucros reduzindo os riscos assumidos.

Que objetivo tenho ao investir ou fazer trading?

Superar a inflação, sair na frente do mercado e obter lucros ao longo do caminho são algumas das premissas que surgem na hora de fazer um investimento ou começar a negociar.

Ao avaliar qual destas opções escolher, há uma série de aspectos a ter em conta, tais como; a abordagem para realizar transações no mercado, os benefícios e as desvantagens associadas a cada opção, uma vez que nenhum instrumento financeiro tem a capacidade de garantir um determinado retorno, mas é viável limitar os resultados com base no conhecimento do mercado em combinação com a(s) ferramenta(s) de análise mais adequada(s).

Neste artigo iremos contrastar os conceitos de investimento e negociação, pois embora ambas as abordagens sejam úteis para a obtenção de riqueza através da sua operação no mercado, as semelhanças terminam aí.

O que significa investir ou ser investidor?

Um investimento representa uma promessa de capital a um activo para obter um retorno positivo num ponto indefinido no futuro; por outras palavras, é uma estratégia de “comprar e manter” com a intenção de obter lucro futuro.

Os investimentos podem levar de dias a anos para amadurecer, e os investidores aceitam essa condição.

A maioria dos investidores executa transações apenas algumas vezes por ano, baseando suas decisões em uma análise profunda dos diversos fatores que afetam seu investimento, o retorno do capital pode variar de acordo com o prazo, condições, perfil e expectativas do investidor.

Os investimentos também podem ser diretos ou indiretos, públicos ou privados, e geralmente apresentam diferentes níveis de risco e timing.

A palavra investidor é geralmente associada no vocabulário do mercado de ações a alguém com foco de médio e longo prazo em ativos tradicionais: ações , ETFs , fundos de investimento , imobiliário.

O que é o trading?

Ao operar especulativamente em instrumentos financeiros com o objetivo de obter lucro no mercado de ações, chama-se trading.

O processo de compra e venda de valores mobiliários em mercados cotados também é conhecido como negociação de ações, assim como seus participantes na negociação.

Trabalhando em um período de tempo mais curto do que o escolhido pelos investidores, os traders se concentram em gerar “fluxo de caixa imediato e bastante regular” através da exposição diária ao risco de capital, os traders buscam obter o máximo desempenho nas sessões de negociação individuais.

Embora os traders possam selecionar alguns dos títulos escolhidos pelos investidores, eles também podem preferir produtos derivativos.

As flutuações de preços permitem que os traders capitalizem os ganhos de curto prazo em negociações que podem demorar apenas alguns segundos, tornando possível realizar centenas de negociações numa única sessão de negociação, e muitas vezes fazem estes movimentos utilizando diferentes níveis de alavancagem.

Qual é a diferença entre trading e investir?

Identificar as diferenças entre negociar e investir não representa um desafio para os proponentes de cada opção.

Eles sabem qual abordagem atende às suas preferências, bem como os prós e os contras de cada uma, pesando os pontos positivos e negativos enquanto encontram maneiras de fazer seu dinheiro trabalhar para eles.

Ao avaliar os benefícios potenciais, estes fatores contribuem para a tomada de decisão:

Juros : Os activos podem tornar-se mais valiosos ao longo do tempo, uma vez que o rendimento das taxas de juro permite um reinvestimento que aumenta a “valorização dos instrumentos de dívida”, embora os juros compostos sejam um conceito abstracto mais aplicável à cobrança de juros. Para algum tipo de financiamento, existem esquemas de investimento que , dependendo das circunstâncias do mercado, pode beneficiar durante alguns períodos através da geração de fluxos positivos.

Responsabilidade limitada de curto prazo : Ao eliminar mercados difíceis (em carteira) em vez de reagir à volatilidade periódica, os investidores limitam o risco com produtos que devolvam valor a um investimento ao longo do tempo.

Por exemplo, em tempos de inflação elevada, juros elevados e volatilidade do mercado, é viável investir em renda fixa, garantindo prazo e desempenho.

Custos de transação e obrigações fiscais : os investidores devem considerar os custos de transação associados ao tipo de instrumento que operam, seja por determinação do setor financeiro ou da instituição que atua como intermediária entre o investidor e o mercado.

O aspecto fiscal é outra questão que nunca deve ser deixada de lado, a obtenção de rendimentos sempre gerará uma obrigação de contribuir para o governo, e o cumprimento destes deve ser monitorado, pois sua omissão acarreta consequências jurídicas.

Ganhos de capital inesperados : Os investimentos podem aumentar ao longo do tempo com desdobramentos de ações ou pagamentos de dividendos imprevistos.

É importante conhecer as condições de funcionamento de qualquer potencial investimento, pois alguns instrumentos estão sujeitos a restrições, por exemplo, em alguns casos os investidores podem não ter acesso ao capital disponível até que ocorra a liquidação do produto que operam.

Deve-se considerar também que nunca se está isento de ter uma desvantagem, pois no mercado nem “todos os fatores permanecem constantes”.

Resumindo, ser trader ou optar por investir é uma decisão pessoal que depende mais de preferências ou outros motivos pessoais, pois em ambas as posições você pode obter benefícios. Abaixo compartilhamos algumas características que podem lhe dar uma perspectiva mais ampla sobre ambas as opções.

Por que negociar nos mercados financeiros?

· As posições são facilmente abertas e fechadas, evitando riscos de “colapso total do mercado” através de uma filosofia de negociação ativa.

· Existem coberturas e seguros para proteção de fundos através de instituições regulamentadas.

· Uma série de operações positivas pode gerar uma reserva de recursos.

· Os traders que utilizam alavancagem podem arriscar quantidades menores de capital para obter lucros.

Riscos de negociação

Embora os possíveis riscos e/ou custos associados também devam ser considerados:

  • A exposição a volatilidades de curto prazo pode esgotar gravemente uma conta de negociação, especialmente com alavancagem.
  • Taxas e comissões podem reduzir o lucro tanto do trader quanto do investidor.
  • A responsabilidade fiscal sobre ganhos de capital de curto prazo pode afetar os resultados financeiros.
  • Dependência de tecnologia para Internet e sistemas de informação, em maior medida para o comerciante, uma vez que normalmente funcionam em períodos de tempo muito curtos.

Os traders consideram uma vantagem obter liquidez abrindo e fechando posições rapidamente e evitando os riscos de um “colapso total do mercado” através de uma filosofia de negociação ativa.

A capacidade de sair rapidamente de uma posição indesejável proporciona protecção contra levantamentos de conta, e uma “série de transacções positivas” pode construir uma reserva de fundos, os comerciantes que utilizam alavancagem podem arriscar quantidades menores de capital para obter o lucro que desejam.

Aproveite as oportunidades na hora certa

O mercado de ações oferece algumas diretrizes que tornam slogans fáceis de lembrar, como “comprar na baixa e vender na alta”.

O desempenho do mercado mostra que os investimentos valem mais que o preço de compra no longo prazo, ou seja, pelo menos 10 anos.

Quando um investimento vale mais do que inicialmente declarado, ele deve ser retirado com lucro.

A necessidade de dinheiro pode motivar um investidor a liquidar um ativo e investir em outro lugar, o que é um bom motivo para vendê-lo.

Em alguns casos, um investidor pode querer equilibrar uma carteira obtendo lucros de curto prazo sobre uma ação que teve um bom desempenho.

A consideração dos fluxos líquidos descontados costuma ser uma operação obrigatória para determinar se o investimento deve ou não ser realizado.

Focar nos preços das ações para obter lucros no longo prazo é o slogan que orienta a decisão de vender ou comprar ações, porém, a capacidade de identificar um preço baixo ou alto depende de variáveis que apresentam desafios.

Indicadores técnicos, como volume de negociação, podem fornecer alguma orientação, mas muitos especialistas consideram a prática arriscada.

Outras diretrizes incluem relatórios de analistas e preços-alvo consensuais que apresentam uma média das opiniões de todos os analistas.

Saber como determinar quando o preço de uma ação atinge seu ponto mais baixo é um dos aspectos mais procurados do investimento.

Investidor ou Trader O que escolhemos?

Ser trader ou investidor pode ser uma experiência gratificante e satisfatória, pois oferece a possibilidade de obter renda por meio de operações no mercado financeiro.

Com o conhecimento certo, os traders e investidores podem desenvolver competências para realizar negociações lucrativas em diferentes classes de ativos financeiros.

No entanto, também existem muitos riscos envolvidos na negociação e no investimento; Por esta razão é importante que traders e investidores estejam cientes dos seus objetivos antes de abrir qualquer posição, estabelecendo limites claramente definidos para o seu nível de alavancagem.

Que tenham educação contínua sobre o mercado financeiro em geral, bem como mecanismos de proteção contra as maiores ameaças, inclusive erros em que possamos incorrer em decorrência de nossas decisões.

Se forem tomados os cuidados necessários ao negociar e investir, qualquer um dos caminhos pode gerar os retornos desejados, deixando a escolha do estilo de investimento ao critério individual.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento