Diferença entre Mercados à Vista e Mercados Futuros

A diferença entre mercados á vista e mercados futuro define os termos e prazos usados nos processos de negociação.

Neste post, descrevemos o que são os mercados à vista e futuros, e principalmente como eles diferem, pois cada um possui características específicas que devem ser conhecidas ao tentar fazer qualquer tipo de negociação neles.

O que é o mercado à vista?

O mercado à vista, ou mercado spot, é aquele em que a transação e a liquidação de uma operação coincidem na mesma data ou que tem no máximo uma separação de dois dias.

Ou seja, no mercado à vista, as transações são liquidadas a curto prazo, em um ou dois dias, até mesmo no mesmo dia. Isso é conhecido como liquidação em D+1 ou D+2.

O mercado à vista é caracterizado pela fixação de preços em tempo real, transações rápidas e a troca de bens físicos ou instrumentos financeiros geralmente dentro de um curto período, muitas vezes dentro de dois dias úteis.

Desempenha um papel crucial na facilitação da troca eficiente de produtos e matérias-primas, oferecendo transparência, flexibilidade e liquidez aos participantes do mercado.

Como funciona o mercado à vista ou spot?

Algo importante neste mercado é entender como ele é usado. Uma característica chave é que os ativos que participam da transação são entregues imediatamente ao comprador.

Os ativos são comprados ao preço de mercado atual, o preço spot. O trading spot é geralmente considerado a maneira mais rápida de operar ações, moedas, commodities, criptomoedas e outros ativos financeiros, o que é muito atraente para os traders.

Os preços do mercado spot estão sujeitos a volatilidade?

Sim, pois os preços do mercado spot podem ser muito voláteis e são influenciados por vários fatores, incluindo a dinâmica de oferta e demanda, condições climáticas, eventos geopolíticos e dados econômicos. Como resultado, os participantes do mercado à vista devem monitorar de perto as condições do mercado para tomar decisões comerciais informadas.

Em quais mercados à vista você pode operar?

Entre os mercados à vista que você pode operar estão:

1. Forex com pares principais como GBP/USD e EUR/USD

2. Matérias-primas, incluindo petróleo, ouro e prata.

3. ETFs e Ações

 

O que é o Mercado a prazo?

O Mercado a prazo é aquele onde as transações e o preço que será aplicado ao ativo são acordados em um dado momento, mas são realizados no futuro, com um mínimo de dois dias úteis.

Ou seja, neste mercado os compradores e vendedores chegam a um acordo sobre qual será o preço de venda do ativo no futuro, mas com pelo menos dois dias úteis de diferença entre a compra do ativo e o acordo de preço.

O prazo para fixar o preço futuro pode ser de até 6 meses após a negociação.

Qual é a diferença entre mercado à vista e mercado a prazo?

Diferentemente do mercado à vista, o mercado a prazo fixa um preço que deve ser mantido no futuro após ter sido acordado, portanto, não será afetado pelo preço do ativo no momento da venda. É semelhante ao mercado de futuros, mas com a diferença de que o comprador tem um prazo para verificar o comportamento do mercado e depois fixar o preço que o ativo manterá no momento da liquidação. Isso permite ao comprador evitar o risco das flutuações sobre o ativo.

O que é o Mercado de futuros?

O mercado de futuros, ou forwards, é um contrato em que duas partes se comprometem a comprar e vender um ativo e fixam um preço para esse ativo na data de vencimento do contrato, seja qual for o preço do ativo naquele momento. É diferente do mercado à vista e a prazo, como mencionamos anteriormente.

No mercado de futuros, o preço é acordado no momento da assinatura do contrato, e não como no mercado a prazo, em que há um período de tempo entre o contrato e o acordo de preço. Além disso, o preço do ativo será mantido, independentemente do que tenha no momento da venda, o que pode ser benéfico ou prejudicial, dependendo da habilidade do investidor.

Podem ocorrer em três cenários:

  1. Que o preço acordado do ativo seja congruente com o preço real no momento da venda.
  2. Que o preço tenha caído, o que obriga a parte que compra a pagar um preço mais alto.
  3. Ou que o preço tenha subido e que o comprador tenha ganhado por pagar o ativo a um preço menor do que o que realmente tinha no momento da venda.

Quais são as características dos futuros?

As condições dos contratos são padronizadas em relação ao seu valor nominal, objeto e data de vencimento.

Tanto para comprar como para vender futuros, os intervenientes devem fornecer garantias ao mercado, ou seja, um valor determinado em função das posições abertas que mantêm como sinal do cumprimento do seu compromisso, de forma a evitar o risco de contraparte.

Como os futuros podem fornecer cotações precisas dos preços futuros?

Esta é uma pergunta válida, pois os operadores podem ver que os preços dos futuros flutuam de acordo com as condições do mercado, que refletem a volatilidade atual e a projetada. Portanto, não se pode julgar as diferentes cotações que se recebem quando se opera com futuros, que normalmente refletem as mudanças de preços nos ativos subjacentes.

👉 Continue aprendendo sobre esse tema em nossos artigo: Entenda os Contratos Futuros

Qual é a diferença entre o mercado à vista e o mercado de futuros?

O mercado à vista envolve transações imediatas para entrega instantânea, enquanto o mercado de futuros envolve acordos para comprar ou vender ativos em uma data e preço futuros específicos. No mercado à vista, os produtos mudam de mãos quase imediatamente, enquanto que, no mercado de futuros, os comerciantes especulam sobre futuros movimentos de preços.

Uma das diferenças entre o mercado à vista e o mercado de futuros é que as operações são fechadas ao preço vigente do ativo que está sendo vendido, contrário ao futuro em que se pactua um preço de antemão e deve ser cumprido seja qual for o preço do ativo no momento de liquidar o futuro. Outra das diferenças entre estes dois mercados seria o prazo da operação, enquanto que no mercado à vista é a curto prazo, os futuros são negociados a médio e longo prazo.

O que é o Mercado de opções?

Por último, o mercado de opções é aquele onde se executam operações call e put, ou seja, compra e venda, sobre derivados financeiros onde dois ou mais agentes se comprometem a comprar e vender uma quantidade de um ativo subjacente, fixando um preço e uma data determinada.

No mercado de opções, cada uma das partes se compromete, ou adquire a opção, sobre um dos lados da moeda na operação. Enquanto um compra um direito, sem obrigação, sobre o ativo na data e preço determinados (preço de exercício), a outra parte se compromete a vendê-lo a esse preço no final da opção, independentemente de seu valor no momento do vencimento.

O sistema de operação do mercado de opções (ou opções binárias) é bastante simples do ponto de vista funcional, mas envolve um risco bastante elevado. O agente assume uma posição seja com uma opção de compra (call) ou de venda (put), e define um prazo. Ao vencer o prazo, o sistema valida a opção que a pessoa escolheu, mas se ela errar na sua escolha, perderá o capital investido.

Ao conhecer os conceitos e diferenças entre mercado à vista, a prazo, futuros e opções, cada investidor pode tomar a decisão de em qual tipo de modalidade quer investir, dependendo dos riscos que está disposto a tolerar e do grau de conhecimento que tem de cada mercado.

Para que serve uma opção financeira?

Pode-se obter lucros acertando as previsões sobre as tendências futuras do mercado. Segundo os especialistas, os momentos de maior volatilidade dos mercados são aqueles em que mais podemos ganhar ou perder com as opções.

Também são muito utilizadas para operações de cobertura. Por exemplo, minimizam de maneira eficaz o risco relacionado com as variações de taxa de câmbio que podem afetar a sua atividade econômica.

👉 Continue aprendendo sobre esse tema em nossos artigo: O que são e para que serve as Opções Financeiras

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento