Hard Fork: Definição e Implicações em Criptomoedas

Se você estiver interessado no mundo das criptomoedas, provavelmente já ouviu falar de termos como “hard fork”, “soft fork” ou “consenso”. Estes conceitos são importantes para entender como as criptomoedas funcionam e como são tomadas as decisões que afetam o seu desenvolvimento.

Neste artigo, vamos nos concentrar no hard fork, um termo que se tornou muito relevante nos últimos anos devido a algumas situações polêmicas no mundo das criptomoedas.

O que é um Hard Fork?

Um hard fork é um evento em que uma criptomoeda é dividida em duas versões diferentes e incompatíveis entre si. Em outras palavras, uma nova criptomoeda é criada a partir da original.

Em termos simples, um hard fork é um evento em que uma criptomoeda é dividida em duas. Isso ocorre quando um grupo de desenvolvedores decide fazer mudanças significativas no código de uma criptomoeda existente, resultando em uma nova versão da mesma.

Por que um Hard Fork é realizado?

Existem várias razões pelas quais um hard fork pode ocorrer. Uma das razões mais comuns é a necessidade de atualizar o código de uma criptomoeda existente. Quando uma criptomoeda se torna obsoleta ou apresenta problemas de segurança, é necessário realizar mudanças significativas no código para corrigi-los.

Outra razão pela qual um hard fork pode ocorrer é devido a desacordos entre a comunidade de uma criptomoeda. Isso pode ser devido a diferentes visões sobre como a criptomoeda deve evoluir, como as transações devem ser gerenciadas ou como as recompensas de mineração devem ser distribuídas, entre outras coisas.

O que acontece durante um Hard Fork?

Quando ocorre uma bifurcação dura, as direções que contêm o ativo original agora contêm dois ativos diferentes, regidos por regras diferentes.
Você pode manter a criptografia original que já tinha, mas agora também tem algumas das novas criptografias bifurcadas.

Como se decide se deve ou não realizar um Hard Fork?

Para que um projeto continue sendo relevante nos criptomercados, a comunidade de desenvolvedores deve trabalhar em novos recursos para se manter atualizada com as tendências, aumentar a velocidade das transações, aumentar/reduzir o tamanho dos blocos, etc.

Por exemplo, pode-se realizar uma bifurcação dura para habilitar uma rede criptogr

A maioria das trocas de criptomoedas e carteiras de hardware facilitam que os usuários acessem suas novas moedas pouco tempo depois de ocorrer uma bifurcação dura, seja em algumas semanas ou alguns meses.

Geralmente, uma nova carteira será criada com o nome da nova moeda. O saldo na nova carteira deve ser idêntico ao da anterior.

Como um Hard Fork afeta os usuários da criptomoeda?

Os usuários que possuíam a criptomoeda original antes do hard fork também terão a nova versão, pois receberão uma quantidade equivalente da nova criptomoeda como recompensa por manter a versão anterior.
No entanto, a partir desse momento, as duas versões da criptomoeda seguirão caminhos separados e terão características e funcionalidades diferentes.

Podem ocorrer vários Hard Forks em uma criptomoeda?

Sim, é possível que ocorram vários Hard Forks em uma criptomoeda. Na verdade, houve casos em que uma criptomoeda experimentou vários Hard Forks ao longo de sua história.


Como um Hard Fork afeta o preço de uma criptomoeda?

Um hard fork pode ter implicações no valor de uma criptomoeda. Em alguns casos, a nova versão da criptomoeda pode ter um valor muito maior do que a versão anterior, o que pode resultar em ganhos significativos para os usuários que possuem ambas as versões.

No entanto, também é possível que o valor da criptomoeda diminua após um hard fork. Isso pode ser devido à incerteza gerada pela divisão da comunidade e à falta de clareza sobre qual versão da criptomoeda será a dominante no futuro.

Quais são alguns exemplos notáveis de Hard Forks na história das criptomoedas?

Aqui estão alguns exemplos notáveis de Hard Forks na história das criptomoedas:

  • Bitcoin Cash (BCH): O Bitcoin Cash foi criado em 2017 como resultado de um Hard Fork na cadeia de blocos do Bitcoin.
  • Ethereum Classic (ETC): O Ethereum Classic é uma cadeia bifurcada do Ethereum que foi criada em 2016 depois que a comunidade do Ethereum não concordou sobre como lidar com um incidente de pirataria que resultou no roubo de milhões de dólares em Ethereum.
  • Bitcoin Gold (BTG): O Bitcoin Gold é uma cadeia bifurcada do Bitcoin que foi criada em 2017 para tornar a mineração do Bitcoin mais acessível para os mineradores comuns.
  • Litecoin Cash (LCC): O Litecoin Cash é uma cadeia bifurcada do Litecoin que foi criada em 2018 para melhorar a eficiência e a velocidade de transação do Litecoin.


Qual é o papel dos mineiros em um Hard Fork?

Em um Hard Fork, os mineiros desempenham um papel importante na cadeia de blocos, pois são responsáveis por verificar e validar as transações e garantir a integridade da rede.

Quando ocorre um Hard Fork, os mineiros devem decidir se continuam a minerar a cadeia de blocos original ou mudam para a nova cadeia.

Se os mineiros decidirem continuar a minerar a cadeia original, considera-se que eles rejeitaram a bifurcação e não participam no Hard Fork. Se eles decidirem mudar para a nova cadeia, considera-se que eles aceitaram a bifurcação e começarão a minerar na nova cadeia.

Como posso me preparar para um Hard Fork?

Se espera-se que ocorra um Hard Fork em uma cadeia de blocos em que você tem ativos ou transações pendentes, é importante se preparar adequadamente para minimizar qualquer impacto negativo. Aqui estão alguns passos que você pode tomar para se preparar para um Hard Fork:

  • Investigue: Aprenda tudo o que puder sobre o Hard Fork em questão.
  • Atualize seu software: Se o Hard Fork exigir uma atualização de software, certifique-se de atualizar seu software de carteira e qualquer outro software relevante antes da data do Hard Fork.
  • Mantenha seus fundos seguros: Se você tiver ativos em uma carteira, certifique-se de ter suas chaves privadas ou frases de recuperação seguras e acessíveis.
  • Seja paciente: Depois de um Hard Fork, podem haver atrasos nas transações e na disponibilidade de fundos. Certifique-se de ter tempo suficiente para resolver qualquer problema técnico e de estar preparado para esperar até que a situação se normalize.

O que acontece se eu não atualizar meu software durante um Hard Fork?

Se você não atualizar seu software durante um Hard Fork, pode enfrentar diferentes consequências, dependendo da natureza do Hard Fork e da cadeia de blocos em questão. Algumas possíveis consequências incluem:

  • Perda de fundos
  • Transações rejeitadas.
  • Vulnerabilidades de segurança.

O que acontece depois de um Hard Fork?

Depois de um Hard Fork, é criada uma nova cadeia de blocos que é independente da cadeia de blocos original. Esta nova cadeia de blocos tem sua própria história de transações e é apoiada por uma comunidade e um conjunto de regras de consenso diferentes.

É possível reverter um Hard Fork?

Teoricamente, é possível reverter um Hard Fork, mas na prática, fazer isso é muito difícil e pouco provável que aconteça.

Para reverter um Hard Fork, seria necessário que a maioria dos usuários e mineiros retornassem à cadeia original e abandonassem a cadeia bifurcada. Isso é pouco provável que aconteça, já que a comunidade já adotou a nova cadeia bifurcada e se comprometeu com suas novas regras de consenso.

Qual é a diferença entre um Hard Fork e um Soft Fork?

É importante mencionar que um hard fork é diferente de um soft fork. Em um soft fork, as alterações no código são compatíveis com a versão anterior da criptomoeda, o que significa que não é necessária uma nova cadeia de blocos. Por outro lado, em um hard fork, as alterações são tão significativas que é necessária uma nova cadeia de blocos para hospedar a nova versão da criptomoeda.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...