O que é Carry Trade e quais tipos existem?

Carry Trade tem sido uma estratégia comumente utilizada pelos investidores mais experientes no mercado Forex desde o seu início. Em termos gerais, consiste em aproveitar as diferenças de taxas de juros entre duas moedas diferentes na compra e venda de moedas.

Hoje, também é considerada uma ferramenta financeira com grande potencial para gerar benefícios adicionais. Portanto, neste artigo iremos explorar mais detalhadamente o que é Carry Trade, como ele é calculado, além de mostrar uma série de exemplos ilustrativos para seu melhor entendimento.

O que é Carry Trade?

O carry trade é uma estratégia de investimento em forex , em que as diferenças nas taxas de juros entre duas moedas são aproveitadas para obter lucros. Para fazer isso, envolve pedir emprestado uma moeda com taxa de juros baixa e usar esses fundos para comprar outra moeda com taxa de juros mais alta.

Desta forma, o objetivo é obter rendimentos tanto da diferença nas taxas de juro como das variações da taxa de câmbio entre as duas moedas.

Por exemplo, suponha que um investidor tome emprestado 100.000 dólares americanos (USD) com uma taxa de juros baixa de 1% e depois os troque por 110.000 ienes japoneses (JPY) com uma taxa de juros de 3%. 

Se no final do período de investimento a taxa de câmbio entre USD e JPY se mantiver estável, o investidor terá lucros graças à diferença nas taxas de juro. No final do período, o investidor devolve os 100.000 USD que emprestou e mantém os 110.000 JPY, obtendo um lucro de 1.000 JPY.

Embora pareça maravilhoso, nem tudo são boas, pois o carry trade também traz riscos. Se a taxa de câmbio entre as duas moedas flutuar desfavoravelmente, o investidor poderá sofrer perdas em vez de ganhos.

Qual é o objetivo do Carry Trade?

Se você analisar o conceito de carry trade, entenderá que é uma estratégia que tem um objetivo claro: gerar lucros aproveitando as disparidades nas taxas de juros entre duas moedas. Nesta técnica, como já explicamos, um investidor adquire fundos emprestados numa moeda com taxas de juros baixas e depois investi-los em outra moeda com taxas de juros mais altas, obtendo lucros através da disparidade subjacente.

Papel do Carry Trade no mercado Forex

O carry trade é muito popular no mercado Forex, e tudo está no seu funcionamento e conceito. Como já sabemos, permite aos comerciantes tirar partido das disparidades nas taxas de juro entre diferentes moedas.

Neste cenário, o comerciante paga uma taxa de juro baixa sobre a moeda que pediu emprestado, ao mesmo tempo que recebe retornos da taxa de juro mais elevada sobre a moeda que comprou.

A diferença entre as duas taxas é conhecida como diferencial de taxas de juros. Essencialmente, o carry trade envolve pedir dinheiro emprestado a um custo baixo num país com uma taxa de juro baixa e depois investi-lo num país com uma taxa de juro mais elevada.

Dentro de um contexto ideal, um exemplo de carry trade seria o seguinte:

1. Peça dinheiro emprestado no Reino Unido e pague apenas 0,10% de juros sobre ele.

2. Invista esses recursos no Brasil, onde você receberia 2% de juros.

3. O lucro líquido resultante seria de 1,90% (2% – 0,10%).

Ainda assim, lembre-se que este exemplo é simplificado e na realidade, as taxas de juros pagas ou recebidas podem variar e estar sujeitas à posição do trader, bem como comissões e custos adicionais por parte dos bancos ou corretoras utilizadas.

Como funciona o Carry Trade?

1-Identificação do par de moedas apropriado: O investidor seleciona um par de moedas onde você acredita que há uma oportunidade de fazer um carry trade bem-sucedido.

2-Pegue emprestada a moeda com menor taxa de juros: O investidor pega emprestada a moeda com menor taxa de juros e paga os juros do empréstimo.

3-Converta a moeda emprestada na moeda com maior taxa de juros: O investidor converte a moeda emprestada na moeda com maior taxa de juros e recebe juros sobre o dinheiro investido.

4-Manter a posição: O investidor mantém a posição enquanto as taxas de juros permanecerem favoráveis para obter lucros com a diferença nas taxas de juros.

5- Fechar a posição: O investidor fecha a posição quando as taxas de juros não estão mais favoráveis ou quando decide realizar lucros.

Que fatores devem ser considerados ao realizar o Carry Trade?

1- Taxas de juros: O fator mais importante no Carry Trade é a diferença nas taxas de juros entre as duas moedas envolvidas. Uma diferença maior nas taxas de juros significa que há maior potencial de ganhos.

2- Estabilidade económica: É importante monitorizar as condições económicas dos países cujas moedas são negociadas. As condições económicas, os relatórios de inflação, o crescimento do PIB, o nível de desemprego, podem afectar as taxas de juro e, portanto, o valor das moedas no longo prazo.

3- Volatilidade do mercado: Os mercados financeiros são voláteis e podem flutuar rapidamente, o que pode afetar a rentabilidade de uma posição de Carry Trade. É importante monitorar os indicadores de volatilidade do mercado e ter uma estratégia sólida de gestão de risco para proteger o capital.

4- Política monetária: As políticas monetárias dos bancos centrais afetam diretamente as taxas de juros e, portanto, o valor das moedas. É importante estar atento aos anúncios, decisões dos bancos centrais e considerar como eles podem afetar as nossas posições no mercado.

5- Custos de transação: É importante levar em consideração os custos de transação, como custos de câmbio e juros de empréstimos, ao realizar o Carry Trade. Estes custos podem reduzir significativamente os lucros e devem ser considerados em qualquer análise de rentabilidade.

Que outros tipos de ativos são usados no Carry Trade?

O carry trade pode ser aplicado a diversos tipos de ativos financeiros, embora na sua forma mais comum seja aplicado ao mercado cambial (Forex). Na verdade, é nesta secção do negócio que opera melhor. No entanto, você ainda pode aproveitar suas vantagens em:

  • Títulos: comprados títulos de um país com taxas de juros mais altas e vendem títulos de um país com taxas de juros mais baixas para o mesmo fim.
  • Ações: embora menos comum, o carry trade também pode ser aplicado a ações . Como você pode imaginar, os investidores emprestam dinheiro barato para investir em ações que pagam dividendos ou têm potencial de valorização significativo.

Em qualquer caso, independentemente do tipo de ativo utilizado no carry trade, tenha em mente todos os riscos associados, como alterações nas taxas de juro, movimentos de mercado e riscos políticos ou económicos.

Quais são os tipos de Carry Trade que existem no Forex?

Existem basicamente dois tipos de Carry Trade no Forex:

  • Carry Trade com base na taxa de juros: É o mais comum e baseia-se na diferença de taxas de juros entre duas moedas. Basicamente, é o que explicamos ao longo do conteúdo.
  • Cross Currency Pair Carry Trade: Esta estratégia envolve comprar uma moeda com uma taxa de juros alta e vender outra moeda com uma taxa de juros baixa. Por exemplo, o investidor poderia comprar a libra esterlina, que tem uma taxa de juros alta, e vender o iene japonês, que tem uma taxa de juros baixa.

Como calcular o Carry Trade? Exemplos

Se você quiser aprender como calcular o carry trade, vamos analisar o seguinte exemplo:

Para entender a diferença ou diferencial nas taxas de juros, consideremos as taxas de juros dos bancos centrais do Canadá e do México. Assim, o carry trade se desenvolveria da seguinte forma:

  • Peça dinheiro emprestado no Canadá com juros de apenas 1,75%.
  • Invista esse dinheiro no México, onde você obteria juros de 7,25%.
  • O lucro líquido seria a diferença entre as taxas de juros: 7,25% – 1,75% = 5,5%.

Este é um exemplo simplificado de carry trade, uma vez que as taxas de juros pagas ou recebidas dependerão do tamanho do investimento, bem como das comissões e custos do banco ou corretor utilizado.

Ressalta-se que o mercado de câmbio (Forex) é ideal para operações de carry trade, uma vez que as moedas são negociadas em pares. Por exemplo, ao comprar o par de moedas EUR/USD, você compra o euro e vende simultaneamente dólares americanos.

Como o retorno é calculado no Carry Trade?

Agora, você provavelmente já ouviu falar ou se perguntou como o retorno é calculado no Carry Trade. A resposta é simples e o mesmo princípio é usado no cálculo anterior. Explicaremos com outro exemplo, para visualizar qual é a diferença ou diferencial na taxa de juros, onde tomaremos como referência a taxa de juros dos bancos centrais dos Estados Unidos e do Chile.

Então o Carry Trade seria:

  • Peça dinheiro emprestado nos Estados Unidos e pague juros de 4,50%.
  • Esse dinheiro está investido no Chile, onde receberia juros de 11,25%.
  • O lucro líquido seria a diferença da taxa de juros: 11,25% – 4,50% = 6,75%

Alavancagem no Carry Trade: Exemplos

Ele aproveitar É uma ferramenta adicional no carry trade para ampliar o potencial de lucros (e também de perdas). Por si só, permite a possibilidade de empréstimo de capital adicional para aumentar o tamanho da posição numa negociação.

Além disso, ao utilizar a alavancagem, pode aceder a maiores fundos para investir numa moeda com juros elevados, aumentando potencialmente os lucros relativamente ao seu próprio capital. Porém, o risco também aumenta, pois as perdas também são amplificadas.

Em suma, a alavancagem pode permitir aos investidores assumir posições maiores no carry trade com menos capital. Por exemplo, se um investidor tiver um capital de US$ 10.000 e usar uma alavancagem de 1:10, ele poderá investir até US$ 100.000 em uma transação ou negociação.

Como avaliar se o Carry Trade é uma boa opção de investimento em um determinado momento?

1- Volatilidade cambial: A volatilidade cambial é um risco importante em qualquer estratégia de Carry Trade. As alterações no valor das moedas podem reduzir ou mesmo eliminar os lucros obtidos com a diferença nas taxas de juro. É importante avaliar a volatilidade histórica e esperada da taxa de câmbio para determinar se o Carry Trade é uma estratégia apropriada num determinado momento.

2- Fatores macroeconômicos: Os fatores macroeconômicos podem ter um grande impacto na eficácia do Carry Trade. É importante avaliar a estabilidade política e económica das economias envolvidas na estratégia.

3- Liquidez: A liquidez é importante em qualquer investimento e o Carry Trade não é exceção. É importante garantir que as moedas negociadas tenham liquidez suficiente para permitir uma rápida entrada e saída da estratégia.

Qual o papel da taxa de juros no Carry Trade?

A taxa de juros desempenha um papel essencial no carry trade, impulsionando o spread entre as taxas de juros que é utilizado para gerar lucros. Voltando à ideia principal, mais uma vez, o carry trade é definido como uma estratégia em que um investidor adquire recursos emprestados em uma moeda com taxa de juros baixa e depois os investe em outra moeda com taxa de juros mais alta, com a intenção de obter lucra com a disparidade entre as referidas taxas de juros.

O que acontece se houver uma grande flutuação na taxa de câmbio?

O carry trade acarreta certos riscos, tais como taxas de juro flutuantes, alterações nas taxas de câmbio e volatilidade nas condições de mercado . Os investidores devem realizar uma análise cuidadosa antes de se envolverem em carry trades e garantir que possuem sempre uma estratégia sólida de gestão de risco para cuidar dos seus ativos.

Vantagens e desvantagens do Carry Trade

Entre as vantagens do Carry Trade estão :

  • Um trader pode lucrar com a diferença nas taxas de juros.
  • Para os traders de Forex, a maior vantagem é a utilização de alavancagem, com a qual podem beneficiar do diferencial de taxas de juro.

Por outro lado, as desvantagens do Carry Trade são :

  • Embora a alavancagem represente uma vantagem, é também uma desvantagem para os traders de Forex, uma vez que a sua utilização pode significar grandes perdas.
  • Outra desvantagem diz respeito às moedas que podem ser muito voláteis, além de as taxas de juros mudarem ao longo do tempo. É por isso que o trader deve estar sempre à frente das ações dos bancos centrais e das mudanças nas taxas de juros se quiser usar esta estratégia.

Quais são os riscos do Carry Trade?

O carry trade apresenta riscos inerentes, como as flutuações mencionadas nas taxas de câmbio e a volatilidade nas condições de mercado. Diante disso, antes de embarcar em operações associadas, é fundamental ter uma estratégia sólida de gestão de riscos para salvaguardar o capital.

As taxas de juros flutuantes podem impactar diretamente a lucratividade do carry trade. Alterações nas políticas monetárias dos bancos centrais, bem como nas expectativas do mercado, podem gerar variações nas taxas de juros das moedas envolvidas.

Além disso, os movimentos nas taxas de câmbio entre as moedas utilizadas no carry trade podem gerar ganhos ou perdas significativos. A volatilidade nos mercados financeiros, as condições económicas e os factores geopolíticos podem influenciar as taxas de câmbio, acrescentando um nível adicional de risco.

A volatilidade geral do mercado também pode afetar o carry trade. Mudanças abruptas nas condições de mercado, tais como acontecimentos económicos inesperados ou crises financeiras, podem causar movimentos bruscos nos preços dos activos e aumentar a incerteza comercial.

Como você pode minimizar o risco no Carry Trade?

  • Limite de Alavancagem: A alavancagem pode aumentar significativamente os lucros potenciais no Carry Trade, mas também aumenta o risco. Limitar a alavancagem utilizada na estratégia ajudará a minimizar o risco e evitar grandes perdas no caso de uma flutuação do mercado contra a posição.
  • Diversificar a carteira: Uma forma de minimizar o risco é diversificar a carteira de Carry Trade. Em vez de investir numa moeda única, é aconselhável investir em várias moedas diferentes, o que ajudará a reduzir a exposição ao risco de uma moeda única.

Por sua vez, para minimizar os riscos, recomendamos aos investidores que realizem uma análise aprofundada das condições económicas e financeiras, bem como acompanhem de perto as políticas monetárias e os eventos relevantes.

Conclusão

Carry Trade é uma estratégia utilizada no mercado Forex desde o seu início, e basicamente tenta obter lucros vendendo uma moeda para comprar outra. Como informação adicional, se você estiver interessado em utilizar esta estratégia de investimento, a melhor forma de fazê-lo é encontrar uma corretora de boa qualidade que ofereça comissões competitivas na compra e venda de moedas, aumentando assim as chances de encontrar um mercado com um Carry Trade positivo.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Trading com volume: guia para usá-lo corretamente
Neste guia vamos ver um dos indicadores de trading mais básicos e fundamentais na hora de realizar uma boa operação: o volume de negociação. Dessa forma, veremos o que é volume, como fazer trading com volume, suas características, teorias operacio...

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento