Taxa Forward: saiba o que é e como funciona

Neste artigo, você entenderá como funciona a Taxa Forward, para que ela serve, quais são os tipos de operações relacionadas a ela e os riscos que ela representa.

Continue com a leitura e saiba mais!

Taxa Forward: saiba o que é e como funciona

O que é preço forward?

Preço forward é o preço acordado entre duas partes para a compra ou venda de um ativo financeiro em uma data futura. É uma forma de se proteger contra as variações de preço que podem ocorrer no mercado à vista (spot), em que as transações são realizadas atualmente.

Por exemplo, imagine que você é um produtor de café e quer garantir um preço justo pela sua safra que será colhida daqui a seis meses. Você pode negociar um contrato forward com um comprador, fixando o preço por saca de café que será pago na data de entrega. 

Assim, você elimina o risco de que o preço do café caia no mercado à vista e prejudique sua receita.

O preço forward é determinado pela oferta e demanda do ativo, considerando também os custos de armazenamento, transporte, juros e outros fatores que influenciam o valor do ativo no futuro. 

Ele pode ser maior ou menor que o preço à vista, dependendo das expectativas do mercado.

Quais os tipos de operações com taxa forward?

Existem diferentes tipos de operações com taxa forward, dependendo dos ativos envolvidos e das condições do contrato, como:

  • Forward Rate Agreement (FRA);
  • Contrato Futuro de Cupom Cambial;
  • Contrato Futuro de DI.

Forward Rate Agreement (FRA)

Forward Rate Agreement é um contrato onde as partes acordam uma taxa de juros fixa para um período futuro, sobre um valor nominal. No vencimento do contrato, a diferença entre a taxa acordada e a taxa de mercado é paga pela parte que “perdeu” na operação. 

Contrato Futuro de Cupom Cambial

Contrato Futuro de Cupom Cambial é um contrato de uma taxa de juros prefixada em reais e uma taxa de câmbio para um período futuro, sobre um valor nominal em dólares. 

Quando ocorre o vencimento do contrato, a diferença entre o valor nominal em reais e o valor nominal em dólares convertido pela taxa de câmbio é paga pela parte que “perdeu” na operação. 

Contrato Futuro de DI

Contrato Futuro de DI é um contrato taxa de juros prefixada para um período futuro, sobre um valor nominal baseado na taxa média diária dos depósitos interfinanceiros (DI). 

Na data do vencimento do contrato, a diferença entre o valor nominal calculado pela taxa acordada e o valor nominal calculado pela taxa média de DI é paga pela parte que “perdeu” na operação. 

Esse tipo de alternativa ajuda a proteger uma operação que pode ser mais influenciada por mudanças nas taxas de juros.

Quais são os riscos da taxa forward?

Alguns dos riscos da taxa forward são:

  1. Risco de crédito;
  2. Risco de liquidez;
  3. Risco de mercado.

Risco de crédito

Risco de crédito é o risco de uma das partes não cumprir com as suas obrigações no vencimento do contrato, causando um prejuízo para a outra parte. Esse risco pode ser minimizado com a exigência de garantias ou a intermediação de uma câmara de compensação.

Risco de liquidez

Risco de liquidez é o risco de não haver compradores ou vendedores suficientes para um contrato forward, dificultando a sua negociação ou a sua liquidação antecipada. Esse risco pode ser maior para contratos com prazos mais longos ou com ativos menos negociados.

Leia também: O que é um Provedor de Liquidez?

Risco de mercado

Risco de mercado é o risco de as taxas de juros ou os preços dos ativos envolvidos no contrato forward se alterarem de forma desfavorável para uma das partes, reduzindo o seu ganho ou aumentando a sua perda. 

Esse tipo de risco pode ser maior para contratos com maior volatilidade ou com maior exposição a fatores externos.

Conclusão

Em resumo, podemos dizer que a taxa forward é uma ferramenta importante para quem deseja negociar ativos financeiros em datas futuras, como moedas, commodities ou derivativos

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mercado financeiro. Acompanhe nossa página de eventos!

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...