Como e por que investir em empresas de cibersegurança na bolsa de valores?

Adivinhar qual será o próximo investimento mais rentável nunca é fácil. Os especialistas estudam a evolução do mercado para avaliar quais empresas podem crescer nos próximos anos e, mesmo assim, podem errar. No entanto, há um setor em ascensão que parece valer a pena investir atualmente: a cibersegurança.

cibersegurança

As ameaças cibernéticas têm se multiplicado exponencialmente nos últimos anos e é um problema crescente onde diariamente são lançados ataques massivos na rede contra empresas ou sistemas de segurança tentando ultrapassar essas barreiras de segurança. Principalmente são ataques classificados em 5 tipos diferentes, sendo:

  • Ataques de Negação de Serviço Distribuídos
  • Ataques de Sequestro de arquivos em discos rígidos ou dispositivos portáteis
  • Fraude do CEO, a identidade do diretor-executivo é suplantada
  • Roubo de dados pessoais

Como se não bastasse, a pandemia forçou os governos a confinarem a maioria da população, o que fez com que muitas empresas tivessem que se adaptar rapidamente à nova situação para manter sua produtividade. Nesse contexto, muitas começaram a instaurar o regime de teletrabalho.

Com a pandemia superada em quase todo o mundo, o trabalho remoto parece ter vindo para ficar, o que levou muitas empresas a se digitalizarem. Por esse motivo, garantir sua segurança online é mais importante do que nunca, de modo que o setor de cibersegurança está em plena ascensão.

O que é cibersegurança?

A cibersegurança é um ramo da informática dedicado a proteger todas as nossas informações, ativos e dispositivos digitais, ou seja, toda a infraestrutura computacional. As empresas possuem uma abundância de dados digitalizados que, nas mãos erradas, podem levar a consequências desastrosas.

À medida que a digitalização cresce, também cresce a cibercriminalidade, uma prática criminosa que consiste em hackear os sistemas das empresas, seja para roubar seus dados ou para introduzir malwares (vírus de computador) que derrubam o sistema.

No entanto, a cibersegurança não se dedica apenas a proteger a infraestrutura digital de criminosos, mas também de erros humanos ou eletrônicos que possam danificar seu funcionamento.

Em suma, a cibersegurança é essencial para qualquer empresa digitalizada. Considerando que cada vez mais negócios estão se digitalizando, é lógico ser um setor atualmente em pleno crescimento.

Por que investir em empresas de cibersegurança na bolsa?

Há muitas razões para investir em empresas de cibersegurança na bolsa, começando pelo fato de que, como já dissemos, é um setor em ascensão. Existem certas resistências porque a cibersegurança está na indústria tecnológica, cujas empresas não estão passando pelos melhores momentos na bolsa.

No entanto, não devemos esquecer que os ciclos de baixa podem ser oportunidades a longo prazo. Para aprofundar um pouco mais nisso, vejamos por que há previsão de que a demanda por cibersegurança continue crescendo:

As ciberameaças estão aumentando

No tempo decorrido desde o início da pandemia de coronavírus, a cibercriminalidade só tem aumentado. Cada vez mais empresas sofrem algum tipo de ataque e, portanto, requerem mais frequentemente os serviços de empresas de cibersegurança.

Devido ao fato de que a digitalização está cada vez maior, os ataques também estão, aproveitando os pontos fracos da conectividade remota, a quantidade de dispositivos que estão fora do trabalho, etc. Que um funcionário, de sua casa, clique em um simples link, pode ser desastroso para o sistema, então é necessário encontrar uma maneira de bloqueá-los.

número de ciberataques no mundo durante 2021

Cibersegurança nas empresas: A importância de proteger a propriedade intelectual do negócio

É importante que todos os negócios invistam na proteção de suas contas, bem como de sua propriedade intelectual, devido precisamente ao ponto anterior. Lembremos que o roubo de dados não é o único perigo ao qual um negócio está exposto, já que um hacker pode entrar no sistema e realizar uma ação que prejudique a reputação da empresa.

Nesse sentido, é previsível que a demanda por serviços de cibersegurança continue crescendo, já que nunca foi tão importante como agora proteger os sistemas digitais das empresas.

Por exemplo, ao longo de 2020, a maioria dos crimes por ciberameaças contra empresas americanas estavam relacionados com phishing (38%) e intrusão de rede (32%)

Ataques cibernéticos mais comuns

As empresas devem cumprir a regulamentação de cibersegurança

Provavelmente, esta seja a razão mais importante para que as empresas contratem os serviços do setor de cibersegurança. Existe em direito o que se conhece como segurança da informação, uma área com um regulamento claro que os negócios têm a obrigação de cumprir.

Entre eles, encontram-se algumas normas como o Regulamento Geral de Proteção de Dados na Espanha ou a lei SOX nos EUA. Ou seja, outro motivo para que se continuem contratando os serviços de empresas especialistas em segurança e estas continuem aumentando seu faturamento.

A cibersegurança como um assunto de interesse e estratégia nacional

Os Estados precisam de um maior investimento em cibersegurança devido ao aumento constante dos ciberataques que estão afetando os sistemas governamentais e a informação sensível que estes têm em seu poder.

De fato, esses ataques cibernéticos podem causar danos consideráveis à infraestrutura crítica do Estado, como sistemas de energia, transporte ou comunicações, e também podem comprometer a segurança nacional e a confidencialidade da informação governamental.

Por exemplo, em 2022, a segurança dos dados de altos funcionários do governo espanhol foi comprometida quando o software de espionagem Pegasus se infiltrou nos celulares de políticos de primeira linha nacional, como o próprio Presidente do Governo.

Portanto, é vital que os Estados invistam em cibersegurança para proteger seus sistemas e dados de ataques cibernéticos, e por isso, no futuro veremos grandes partes do orçamento público destinadas a desenvolver uma estratégia nacional de cibersegurança.

Cibersegurança, uma indústria em crescimento

Dessa forma, e por tudo o que foi expresso, podemos afirmar que a cibersegurança será um setor que continuará crescendo, e possivelmente de forma exponencial ao longo desta década.

Segundo um recente relatório da P&S Intelligence, o mercado global de cibersegurança atingirá 433.000 milhões de dólares em 2030, ou seja, mais de 250% do que foi seu faturamento em 2021.

E à medida que a transformação digital de muitas empresas que nem sequer têm um site começa a se tornar realidade, como resultado da mudança geracional, veremos o faturamento deste mercado aumentar a um ritmo muito mais rápido.

Como investir em empresas de cibersegurança na bolsa?

De tudo o que foi dito, concluímos que o setor de cibersegurança é muito interessante para investir. Já vimos que está em alta, e a previsão é que continue crescendo devido tanto aos avanços tecnológicos quanto à adoção cada vez maior do trabalho remoto.

Agora, se eu quero investir em cibersegurança, como posso fazer isso?

Existem várias maneiras, como acontece com quase todo tipo de investimento, mas todas elas consistem em comprar ações de empresas dedicadas a este setor. Esta compra pode ser direta, adquirindo as ações de empresas específicas através do seu corretor de confiança.

Mas, além disso, pode ser indireto, pois é possível investir mediante fundos de investimento ou ETFs sobre cibersegurança, que possuem em seu portfólio um amplo conjunto de empresas do setor. É uma boa ideia caso você esteja interessado na indústria, mas sem intenção de estudar as diferentes empresas que se dedicam a ela.

Em conclusão, investir em cibersegurança é cada vez mais importante devido ao crescente número de ciberataques que estão afetando empresas e Estados em todo o mundo. Além disso, com o aumento da dependência das tecnologias digitais em nossas vidas cotidianas, é provável que a demanda por serviços de cibersegurança continue a crescer no futuro.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados