O que é e como investir em hidrogênio verde? Ações, ETFs e fundos

Quando falamos de investimento sustentável, um dos setores de investimento que atende aos critérios ESG, e sobre o qual há grandes esperanças, é o do hidrogênio verde.

Mas, o que é o hidrogênio verde?, Por que seu desenvolvimento será tão importante socialmente?, e consequentemente, Como investir neste novo recurso?. Neste artigo, explicamos.

O que é e como funciona o hidrogênio verde?

O hidrogênio é uma alternativa limpa ao metano, também conhecido como gás natural. É o elemento químico mais abundante, estima-se que contribui com 75% da massa do universo. Aqui na Terra, a água, as plantas, os animais e, claro, os seres humanos contêm uma grande quantidade de átomos deste produto. Mas, embora esteja presente em quase todas as moléculas dos seres vivos, é muito escasso como gás: menos de uma parte por milhão em volume.

O hidrogênio pode ser produzido a partir de uma variedade de recursos, como gás natural, energia nuclear, biogás e energias renováveis, como solar e eólica. O desafio é aproveitar o hidrogênio como gás em larga escala para alimentar nossas casas e negócios.

Não é à toa que sua importância é máxima, pois como podemos observar no gráfico a seguir sua demanda mundial não parou de aumentar, e possivelmente continuará assim nos próximos anosDemanda mundial de hidrogênio por anos

Fonte: O Futuro do Hidrogênio

Usos do hidrogênio verde

O hidrogênio tem inúmeros usos. Sua aplicação é principalmente industrial, embora a grande esperança e o foco de muitos olhos seja suas aplicações na indústria automotiva, os famosos veículos que funcionarão impulsionados por hidrogênio.

Fonte: O Futuro do Hidrogênio

Vamos ver alguns dos usos do hidrogênio verde mais detalhadamente:

Gerar eletricidade através do hidrogênio verde

A eletricidade de hidrogênio verde é uma fonte de energia limpa e renovável que ganhou adeptos nos últimos anos, devido ao seu potencial para produzir eletricidade limpa e sustentável. O hidrogênio verde é produzido a partir de duas fontes: a eletrólise da água e a reação de hidrocarbonetos com vapor. Dessa forma, a energia pode ser armazenada e depois pode ser usada para gerar eletricidade por meio de células de combustível.

Isso permite um processo eficiente para a criação de hidrogênio verde, que pode ser usado diretamente como combustível ou convertido em eletricidade através de pilhas de combustível. Deste ponto deduz-se o seguinte

Acumular energia

Mas a verdadeira essência de uma transição energética, para energias limpas, não está em que uma matéria-prima seja limpa em si, mas que seja capaz de ser acumulada, para quando for necessária (nem sempre é necessário consumir toda a energia no mesmo momento em que é produzida)

Assim, o armazenamento de energia por meio de hidrogênio verde está se tornando uma opção cada vez mais atraente para armazenar energia renovável. Esta tecnologia funciona aproveitando o excesso de energia renovável (solar, eólica, etc.) que de outra forma seria desperdiçada, usando a eletrólise para convertê-la em hidrogênio gasoso. A forma gasosa do hidrogênio pode ser armazenada por longos períodos de tempo em tanques e convertida novamente em eletricidade quando a demanda surgir, por meio de um processo conhecido como Power-to-Gas.

Hidrogênio verde como combustível de carros

Mas talvez o motivo pelo qual nos últimos anos (principalmente desde a pandemia), o hidrogênio verde ganhou especial relevância, é por seu possível uso como combustível para carros e caminhões.Ele oferece uma alternativa viável aos combustíveis tradicionais para veículos, como a gasolina ou o diesel. De fato, quando usado como combustível para veículos, não só pode fornecer uma condução com zero emissões, mas também reduzir a dependência do petróleo.

Assim, o Hyundai Nexo foi um dos primeiros carros que em 2022 chegou ao mercado impulsionado por hidrogênio verde.

No entanto, deve-se acrescentar que, embora os primeiros testes piloto já estejam sendo realizados, ainda faltam anos para que isso se popularize e vejamos em nossas estradas carros e caminhões movidos a hidrogênio verde, portanto, o petróleo e a gasolina continuarão sendo os reis da indústria.

Produção mundial de hidrogênio verde

Não são poucas as expectativas depositadas no hidrogênio verde como energia alternativa para o futuro.

De fato, os maiores produtores de hidrogênio por países são listados na tabela a seguir:Países produtores de hidrogênio

Até agora, de alguma forma, não estamos indo mal, já que de acordo com dados extraídos do relatório “Global Hydrogen Review 2022” elaborado pela Agência Internacional de Energia (AIE), a produção mundial de hidrogênio verde mal ultrapassou um milhão de toneladas em 2022.

No entanto, se olharmos para o futuro, de acordo com a mesma agência, até 2030 é provável que seja entre 16 e 24 milhões de toneladas, enquanto que antes da metade do século, deveríamos ser capazes de atingir cerca de 300 milhões de toneladas.

Embora as previsões de longo prazo sejam apenas previsões – preto no branco -, este é um cenário hipotético de uma transição correta, sensata e flexível. Estimativa da produção mundial de hidrogênio verde. |

O Potencial do Hidrogênio Verde no Brasil e suas Perspectivas

Investir em hidrogênio verde é um tema emergente e de grande relevância, especialmente considerando as tendências atuais e futuras no Brasil. O hidrogênio verde, diferentemente do hidrogênio produzido por fontes fósseis, é obtido através de processos que utilizam fontes renováveis de energia, como a eólica e solar, para a eletrólise da água, resultando em uma fonte de energia limpa e sustentável.

Tendências Atuais no Brasil

  1. Investimentos e Parcerias Internacionais: O Brasil, com seu vasto potencial em energias renováveis, tem atraído a atenção de investidores internacionais interessados em desenvolver projetos de hidrogênio verde. Parcerias com países líderes em tecnologia de hidrogênio, como Alemanha e Japão, estão em discussão.
  2. Projetos Piloto e Pesquisa: Existem diversos projetos piloto em andamento no Brasil, focados na produção e utilização do hidrogênio verde. Instituições de pesquisa e universidades brasileiras estão colaborando ativamente nesses projetos, buscando inovações e eficiência no processo de produção.
  3. Políticas Governamentais: O governo brasileiro tem demonstrado interesse em desenvolver uma economia baseada no hidrogênio verde, incluindo a criação de políticas e incentivos para fomentar o setor.

Futuro do Hidrogênio Verde no Brasil

  1. Expansão da Infraestrutura: A longo prazo, espera-se uma expansão significativa da infraestrutura necessária para a produção e distribuição de hidrogênio verde, incluindo eletrólise em larga escala e redes de distribuição.
  2. Integração com Outras Fontes Renováveis: O hidrogênio verde poderá ser integrado com outras fontes de energia renovável, como a solar e eólica, criando um sistema energético mais diversificado e resiliente.
  3. Desenvolvimento Tecnológico: Avanços tecnológicos são fundamentais para tornar a produção de hidrogênio verde mais eficiente e econômica. Espera-se que o Brasil invista em pesquisa e desenvolvimento para se posicionar como um líder na tecnologia de hidrogênio verde.
  4. Mercado de Exportação: O Brasil tem potencial para se tornar um grande exportador de hidrogênio verde, dada a sua abundância de recursos naturais e energia renovável. Isso poderia posicionar o país como um player chave no mercado global de energia limpa.
  5. Desafios e Oportunidades: Embora existam desafios, como custos iniciais elevados e a necessidade de regulamentações específicas, o hidrogênio verde oferece oportunidades significativas para o Brasil no contexto da transição energética global e na luta contra as mudanças climáticas.

Em resumo, o hidrogênio verde representa uma oportunidade promissora para o Brasil, tanto no cenário atual quanto no futuro. Com investimentos adequados, parcerias estratégicas e um foco contínuo em inovação e desenvolvimento tecnológico, o Brasil pode se estabelecer como um líder na produção e utilização de hidrogênio verde.

Quais tipos de hidrogênio existem?

O debate sobre a energia do hidrogênio está recebendo cada vez mais atenção. Algo que era um produto de matéria-prima de nicho a serviço da indústria pesada agora está muito à frente da descarbonização do mundo do transporte e do envio. Estão sendo investidos centenas de bilhões de dólares em projetos destinados a ajudar a alcançar objetivos de zero emissões líquidas e criar combustível de zero emissões. Nesse contexto, vamos dar uma olhada mais de perto nas diferentes opções disponíveis.

Hidrogênio cinza

A forma mais comum de hidrogênio, é criada a partir de combustíveis fósseis e o processo libera dióxido de carbono que não é capturado. O processo utilizado para criar hidrogênio a partir de gás natural é chamado de reforma de metano com vapor (SMR), no qual vapor de alta temperatura (700 °C–1000 °C) é usado para produzir hidrogênio a partir de uma fonte de metano, como o gás natural.

A reforma com vapor é endotérmica, ou seja, calor deve ser fornecido ao processo para que a reação ocorra. Também existe um processo de gaseificação que usa carvão como matéria-prima, criando hidrogênio marrom, que libera dióxido de carbono e pode ser colocado na mesma categoria que o cinza.

Hidrogênio azul

O hidrogênio azul utiliza o mesmo processo que o cinza, exceto que desta vez o carbono é capturado e armazenado. Isso o torna muito mais ecológico, mas envolve desafios técnicos adicionais e um grande aumento no custo.

A captura e armazenamento de carbono (CCS, em inglês) existe há algum tempo, com a tecnologia sendo utilizada pela indústria pesada e empresas de geração de energia que queimam combustíveis fósseis. A tecnologia pode capturar até 90% do CO2 produzido, então não é perfeita, mas claramente é uma grande melhoria.

Quando se trata da produção de hidrogênio, o hidrogênio azul é frequentemente visto como um trampolim do cinza para o verde, e tem se mostrado que gera divisões entre os profissionais da indústria.

Hidrogênio verde

A visão utópica do futuro é um mundo net zero onde toda a nossa eletricidade e combustível sejam produzidos a partir de fontes livres de emissões. Isso significa uma indústria de hidrogênio verde em grande escala, em escala global.

Para que o hidrogênio seja uma parte significativa da transição energética, o combustível de combustão limpa também deve ser produzido de maneira limpa.

Cada vez mais, as empresas estão produzindo “hidrogênio verde” feito com eletricidade produzida de forma renovável que é usada para separar a água em hidrogênio e oxigênio usando uma ferramenta chamada eletrolisador. Além disso, o excesso de eletricidade pode ser usado para criar hidrogênio, que é então armazenado como gás ou líquido até que seja necessário.

Enfrenta muitos desafios, mas o impulso por trás disso está crescendo com os governos ao redor do mundo reconhecendo os benefícios potenciais e desenvolvendo políticas para ajudar a impulsionar o desenvolvimento e a adoção.

Em vez de usar combustíveis fósseis, o hidrogênio verde é produzido por um processo chamado eletrólise para dividir a água em hidrogênio e oxigênio. Se esse processo é alimentado por uma fonte de energia renovável, como energia eólica ou solar, então se diz que o hidrogênio é verde.

E a propósito, já que para conseguir obter o desejado hidrogênio verde, é imprescindível o líquido azul, talvez você esteja interessado em consultar nosso artigo sobre como investir em água, já que é uma commodity que está muito correlacionada.

Por que investir em hidrogênio verde?

O futuro é a energia limpa, ou assim espera a Agência Internacional de Energia (AIE). A organização intergovernamental autônoma com sede em Paris estabeleceu o objetivo de uma economia líquida zero até 2050, o que significa que todos os gases de efeito estufa produzidos pela atividade humana serão anulados pela redução de emissões e outras atividades que absorvem dióxido de carbono.

Se há algo que os investidores amam, é investir hoje no futuro. E uma maneira de investir no futuro da energia limpa é o hidrogênio verde, que tem recebido cada vez mais atenção recentemente.

Temos um longo caminho pela frente, mas esta é uma revolução energética que está acontecendo porque precisa acontecer. O hidrogênio verde poderia fornecer até 24% de nossas necessidades energéticas até 2050, o que ajudaria a reduzir as emissões em cerca de um terço. Ao fazer isso, a transição para o hidrogênio verde poderia fornecer 11 trilhões de dólares em oportunidades de investimento em infraestrutura nos próximos 30 anos e receitas anuais diretas de 2,5 trilhões de dólares

Esta fonte de energia tem prós que devemos conhecer. Vamos revisar alguns de seus pontos mais importantes:

  • 100% sustentável: o hidrogênio verde não emite gases poluentes nem durante a combustão nem durante a produção.
  • Armazenável: o hidrogênio é fácil de armazenar, o que permite usá-lo posteriormente para outros fins e em momentos diferentes dos imediatamente após sua produção.
  • Versátil: o hidrogênio verde pode ser transformado em eletricidade ou gás sintético e usado para fins comerciais, industriais ou de mobilidade.

Como investir em hidrogênio verde na bolsa?

Não existem muitas empresas puras de hidrogênio verde listadas na bolsa, e as que existem são relativamente novas, o que pode tornar os fundos negociados em bolsa de hidrogênio mais atraentes neste momento.

A seguir, vamos ver as diferentes formas de investir em hidrogênio verde, desde as mais seguras como ações, até ETFs, fundos ou derivativos.

Ações de hidrogênio verde

Como sempre, deixamos você com uma lista de várias empresas que estão desenvolvendo investimentos em hidrogênio verde

Ações InternacionaisTickerISIN
RepsolREP.MCES0173516115
Plug PowerPLUGUS72919P2020
Fusion Fuel GreenHTOOIE00BNC17X36
IberdrolaIBE.MCES0144580Y14
Cummins IncCMIUS2310211063
Brookfield RenewableBEPBMG162581083
Bloom EnergyBEUS0937121079
Linde PLCLIN.DEIE00BZ12WP82
Air LiquideAIR.PAFR0000120073
Siemens EnergyENR.DEDE000ENER6Y0
NaturgyNTGY.MCES0116870314

Outras empresas internacionais de interesse:

  • Plug Power: é um fabricante de eletrolisadores e células de combustível de hidrogênio. É por isso que parece estar bem posicionado para aproveitar o crescimento da demanda por veículos movidos a hidrogênio, especialmente para aplicações de frotas. Em abril deste ano, a empresa anunciou um acordo para fornecer hidrogênio verde para empilhadeiras de manipulação de materiais nos centros de distribuição e cumprimento do Walmart nos Estados Unidos.
  • Fusion Fuel GreenTem projetos em Portugal e Espanha. A empresa vende sua tecnologia de eletrolisadores para clientes que desejam produzir seu próprio hidrogênio verde. Também vende o combustível de suas próprias fazendas de hidrogênio verde através de acordos de compra a longo prazo.

Portanto, se deseja adquirir algumas dessas ações, deixo você com o seguinte artigo onde poderá encontrar os corretores mais baratos para comprar ações internacionais

ETFs de hidrogênio verde

Outra alternativa é investir em ETFs de hidrogênio verde, afinal, os ETFs são fundos cotados que reúnem uma grande quantidade de empresas, por isso a diversificação ao risco de investir em uma única é maior

De fato, esses ETFs representam uma boa oportunidade de investimento para toda a comunidade de investidores com critérios ESG, pois não só permite valorizar seu capital, mas também realizar uma função social, ao colaborar na aceleração da transição ecológica.

Vamos ver alguns dos ETFs de hidrogênio verde em que você pode investir

ETFTickerISIN
BNP Paribas Easy ECPI Global ESG Hydrogen Economy UCITS ETFASRSLU2365458145
L&G Hydrogen Economy UCITS ETF USD AccHTMWIE00BMYDM794
VanEck Hydrogen Economy UCITS ETFHDR0IE00BMDH1538
Global X Hydrogen UCITS ETF Acc USDHYCNIE0002RPS3K2

Fundos de investimento em hidrogênio verde

Por outro lado, em relação aos fundos de investimento tradicionais para aproveitar os ventos favoráveis das energias limpas e do hidrogênio verde, existem algumas opções que o mercado oferece.

A primeira: o Carmignac Green Investment Fund, que se junta a esses temas sustentáveis do futuro e cujo posicionamento do portfólio também incorpora valores relacionados ao hidrogênio verde.

O mesmo acontece com outros produtos como o SBI Contra Fund – Direct Plan, ou o SBI Contra Fund. Todos eles, têm uma rentabilidade acumulada superior a 20% nos últimos três anos, apesar das quedas mais recentes que ocorreram no mercado de ações mundial. São opções a serem consideradas como investidores e pensando nos retornos a longo prazo que esse avanço energético pode oferecer.

No entanto, se você gosta da ideia de diversificar em fundos, você pode consultar nosso artigo sobre os melhores fundos de investimento sustentáveis, onde você pode expandir muito mais essa informação.

Índices

Se preferirmos ver a composição de um índice de hidrogênio, podemos encontrar o E-Hygrogen North America Index (DE000SL0A2B7) com um retorno no último ano de 54,91% . Este índice começou a ser negociado em julho de 2020.

Em suma, existem várias opções de investimento em hidrogênio verde, e lembre-se que os critérios ESG no investimento, não só ajudarão você a ser mais rentável, mas também estarão contribuindo efetivamente para um ideal de mundo mais comprometido. E agora nos conte, você tem algum tipo de investimento com critérios ESG, seja em hidrogênio verde ou em qualquer outra atividade ecológica?

Vantagens e desvantagens de investir em hidrogênio verde

Por último, deixo um quadro resumo deste artigo sobre os prós e contras de investir em hidrogênio verde.

Vantagens do hidrogênio verdeDesvantagens do hidrogênio verde
✅ Energia infinita❌ Ainda é caro para criar
✅ Útil para a indústria e o consumo doméstico❌ Requer muitos auxílios estatais, por isso não é eficiente
✅ 100% renovável❌ Ainda há dúvidas se será capaz de substituir os combustíveis fósseis.
✅ Armazenável
✅ Não poluente
✅ Com grande potencial de crescimento
✅ Potencializa benefícios sociais

FAQS sobre hidrogênio verde

Como se obtém hidrogênio verde?

O hidrogênio verde é obtido a partir de água, em tratamento com energias renováveis. A coleta de recursos renováveis através da eletrólise implica dividir as moléculas de água (H2O), em oxigênio (O2) e hidrogênio (H2). Historicamente, o hidrogênio tem sido obtido a partir de combustíveis fósseis, o que hoje chamamos de hidrogênio cinza.

A partir de quais energias se produz o hidrogênio verde?

Evidentemente o hidrogênio verde, só pode ser verde se for derivado de processos de transformação limpos. Em 2023, a UE designou que o hidrogênio verde poderia ser produzido através de energia eólica, solar ou nuclear.

Que água é usada para o hidrogênio verde?

Daqui deriva outro problema. Só se pode usar água doce para produzir hidrogênio verde. No entanto, a ideia a médio prazo é usar a água obtida em dessalinizadoras, que purificam a água. Algo que encarece ainda mais o produto.

Quantos litros de água são necessários para produzir um litro de hidrogênio?

Atualmente isso ainda não é eficiente, pois são necessários mais de 9 litros de água para produzir um único litro de hidrogênio verde.

Quando o hidrogênio verde será rentável?

De acordo com o último relatório da Agência Internacional de Energias Renováveis (IRENA), o custo das instalações de hidrogênio poderia ser reduzido em até 80% a longo prazo. Isso, combinado com a redução de custos própria das energias renováveis graças à eficiência, faz prever que o hidrogênio verde seja rentável por volta de 2030.

Qual é o problema do hidrogênio verde?

Maior consumo de energia: Em geral, a produção de hidrogênio, especialmente hidrogênio verde, requer mais energia do que outros combustíveis como a gasolina ou o gás. E outro ponto a ser levado em conta é a segurança: o hidrogênio é um elemento extremamente volátil e inflamável, por isso tem altos padrões de segurança para evitar vazamentos ou explosões.

Artigos Relacionados