Melhores ETFs para investir no Setor Imobiliário através de ETFs

Aqui conheceremos a importância de investir no setor imobiliário e algumas alternativas de investimento via ETFs ou também chamados de fundos negociados em bolsa, que geralmente nos permitem participar neste tema de investimento de forma rápida e com um custo muito atrativo.

Os ETFs imobiliários são fundos que investem no mercado imobiliário, principalmente em fundos de investimento imobiliário ou REITs. REITs são empresas que possuem e operam propriedades imobiliárias.

Bens imóveis referem-se à propriedade de terrenos e quaisquer estruturas permanentes anexas ao terreno, sejam naturais ou artificiais.

Os imóveis podem ser classificados em :

  • Residenciais
  • Comerciais
  • Industriais
  • Terrenos de uso especial.

O setor imobiliário também pode ser considerado um negócio que se dedica à produção, compra e venda de imóveis.

Por que investir em imóveis por meio de ETFs

Investir em imóveis por meio de ETFs pode ter diversas vantagens em relação à opção de investir em imóveis fora de ETFs, referindo-se fisicamente a isso como um negócio.

  • Diversificação: Investir em ETFs imobiliários pode ajudar a diversificar uma carteira e é mais diversificado do que deter imóveis individuais. Os ETFs imobiliários investem em imóveis que geram renda de aluguel, que pode variar dependendo do tipo, localização e setor dos imóveis.
  • Comissões baixas: Os ETFs imobiliários têm comissões mais baixas do que os investimentos imobiliários tradicionais, como a compra de um imóvel físico ou o investimento em imóveis físicos. As taxas anuais para ETFs imobiliários são geralmente inferiores a 1% do valor do fundo.
  • Liquidez: Os ETFs imobiliários são negociados em bolsa como qualquer outra ação, o que os torna fáceis de comprar e vender. Os investimentos diretos em imóveis podem ser mais difíceis de vender e podem envolver custos adicionais, como impostos, comissões e honorários advocatícios.
  • Menor risco: Os ETFs imobiliários apresentam menor risco do que os investimentos diretos em imóveis, uma vez que são diversificados em diversas propriedades e setores. Além disso, os ETFs imobiliários estão sujeitos a regulamentações e padrões de transparência que podem proteger os investidores contra fraudes ou más práticas.
  • Potencial de crescimento: Os ETFs imobiliários podem beneficiar do crescimento económico, do aumento da procura de habitação e escritórios, da inovação tecnológica e da sustentabilidade ambiental. Os ETFs imobiliários também podem tirar partido das oportunidades globais, investindo em mercados emergentes ou desenvolvidos.
  • Geração de rendimento: Os ETFs imobiliários podem proporcionar aos investidores um fluxo constante de rendimento através de dividendos. Os ETFs imobiliários investem em propriedades que geram receitas de aluguel, que são distribuídas aos investidores como dividendos. Alguns ETFs imobiliários apresentam rendimentos de dividendos superiores a 10%.

Recomendações para investir em ETFs imobiliários

Como você sabe o que são ETFs imobiliários, em que se especializam e também conhece suas grandes vantagens, apresentaremos agora uma série de recomendações em forma de passos a seguir, que o ajudarão a fazer a melhor escolha.

  • Determine seus objetivos financeiros. O tipo de investimento que você escolhe depende do que você deseja alcançar.
  • Pesquise fundos imobiliários. Ao selecionar ETFs imobiliários, preste atenção a fatores como histórico de dividendos, rendimento de dividendos, desempenho do fundo, taxas, principais participações e ativos sob gestão.
  • Defina seu mix de ativos. Decida qual porcentagem do seu portfólio você deseja alocar em ETFs imobiliários, levando em consideração sua tolerância ao risco e horizonte de tempo.
  • Saiba o que você possui. Revise periodicamente seus ETFs imobiliários para garantir que permaneçam alinhados com seus objetivos e expectativas.

Melhores ETFs imobiliários

Vaneck Global Imóveis

O ETF VanEck Global Real Estate investe em ativos que resistem ao teste do tempo. A reserva de valor mais antiga do mundo. O mercado imobiliário é a base de muitas carteiras de investimento profissionais.

Neste ETF poderá encontrar a disponibilidade de que numa única transação, terá uma carteira imobiliária composta pelas 100 maiores ações imobiliárias do mundo e diversificada em múltiplos setores imobiliários como residencial, escritórios, industrial, hotelaria e saúde.

Este ETF tem rendimentos regulares e atualmente um dos mais baixos rácios de despesas totais em ETFs imobiliários (0,25% anualmente), uma vez que exclui empresas com fraco desempenho ESG (conforme definido pelo Global Real Estate Sustainability Benchmark).

ETF Vanguard Real Estate

O ETF Vanguard Real Estate investe em ações emitidas por fundos de investimento imobiliário (REITs), empresas que compram edifícios de escritórios, hotéis e outros imóveis.

O objetivo é acompanhar de perto o desempenho do índice MSCI US Investable Market Real Estate 25/50. Oferece também um elevado potencial de rendimento de investimento e algum crescimento; O valor das ações sobe e desce de forma mais acentuada do que o dos fundos que detêm obrigações.

Este ETF é apropriado para ajudar a diversificar os riscos das ações e títulos de uma carteira.

iShares Core US REIT ETF

O ETF iShares Core US REIT busca acompanhar os resultados de investimento de um índice composto por ações imobiliárias dos EUA.

Este ETF fornece acesso de baixo custo a REITs (Real Estate Investment Trusts) diversificados dos EUA, busca renda e crescimento com ampla exposição ao setor imobiliário dos EUA em todos os setores imobiliários e utiliza o núcleo de um portfólio para exposição de longo prazo ao real dos EUA. Estado.

Como investir em ETFs imobiliários no Brasil?

Investir em ETFs imobiliários no Brasil pode ser uma estratégia interessante para quem deseja diversificar a carteira e ter exposição ao mercado imobiliário de uma maneira mais prática e, muitas vezes, mais acessível. Os ETFs de Fundos Imobiliários são fundos que buscam replicar o desempenho de índices do mercado imobiliário e têm suas cotas negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira.

Atualmente, existem algumas opções de ETFs imobiliários disponíveis para investimento na B3. O pioneiro nesse segmento foi o Trend ETF IFIX (XFIX11), criado pela XP Asset, que busca seguir o desempenho do índice de fundos imobiliários de alta liquidez (IFIX-L), criado pela B3.

Outro exemplo é o Trend ETF FTSE US REITs (URET11), que tem como objetivo replicar o índice FTSE Nareit Equity REITS Index, investindo predominantemente em cotas de outro ETF listado na Bolsa de Nova Iorque, o iShares Core U.S. REIT ETF (USRT).

Além desses, há o ALUG11, que reproduz o ETF VNQ (Vanguard Real Estate), também negociado em Nova Iorque e que acompanha o índice MSCI US IMI Real Estate 25/50 Index.

Para investir em um ETF imobiliário, o investidor precisa abrir uma conta em uma corretora de valores e, através da plataforma de negociação (home broker), realizar a compra das cotas do ETF desejado, assim como faria ao comprar uma ação. Vale ressaltar que os ETFs possuem taxas de administração e podem ter outras taxas associadas, como taxa de performance, e também estão sujeitos à tributação, sendo importante verificar essas informações antes de investir.

Artigos Relacionados

Melhores ETFs para investir no Setor Financeiro
Os ETFs são uma alternativa para investir em um setor tão específico quanto o financeiro e assim captar sua evolução futura. Vale a pena ressaltar que o setor financeiro é amplo. É composto por bancos, companhias de seguros gerais, de vida, de ...

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento