O que são as Ondas de Elliot?

Para desenvolver as nossas estratégias e escolher as ferramentas mais adequadas é essencial familiarizar-nos com uma das ferramentas mais populares entre os traders, tanto profissionais como amadores: a teoria das Ondas de Elliott.

Introdução às ondas Elliott na negociação

As Elliott Waves representam uma das metodologias mais reconhecidas e utilizadas no mundo dao trading . Ao identificar padrões repetitivos nos gráficos de preços, os traders podem prever possíveis movimentos futuros do mercado.

Definição e conceito de Elliott Waves em análise técnica

As ondas de Elliott (ou Elliot Waves) é um método de análise técnica que identifica sequências e padrões nos movimentos de preços de ativos financeiros. Esta teoria sustenta que os mercados se movem em ondas, compostas por ondas impulsivas e corretivas. Estas ondas refletem a psicologia coletiva dos investidores e tendem a repetir-se em ciclos previsíveis.

Importância e origem da teoria Elliott Wave no Trading

Desenvolvida por Ralph Nelson Elliott na década de 1920, a teoria das Ondas de Elliott ganhou um lugar de destaque no mundo da análise técnica. A importância desta teoria reside na sua capacidade de fornecer insights sobre possíveis movimentos futuros do mercado com base em padrões históricos.

Ao compreender estes padrões, os traders podem tomar decisões comerciais mais informadas e estratégicas.

A teoria não só resistiu ao teste do tempo, mas também foi adaptada e refinada, estabelecendo-se como uma ferramenta essencial na caixa de ferramentas de muitos traders modernos.

Princípios e características das Ondas Elliott

As Elliott Waves fornecem uma estrutura feita a para analisar os movimentos do mercado com base em padrões recorrentes, causados pela psicologia da multidão que impulsiona os preços nos mercados financeiros.

Os cinco princípios básicos da teoria de Elliott Wave

  1. Ondas Motoras e Impulsivas : São aquelas que se movem na direção da tendência predominante e, normalmente, se dividem em cinco subondas.
  2. Ondas Corretivas: Essas ondas agem contra a tendência principal e geralmente se dividem em três subondas.
  3. Padrões Previsíveis : Apesar da aparente complexidade, os movimentos do mercado seguem padrões previsíveis com base no Sequência de Fibonacci .
  4. A regra da alternância : sugere que se uma onda corretiva for simples, a próxima provavelmente será complexa e vice-versa.
  5. Retração e Extensão : As ondas geralmente refazem uma parte significativa do avanço anterior, com base em proporções relacionadas à sequência de Fibonacci.

Identificação de padrões de ondas e suas implicações no mercado

Reconhecer padrões de ondas em um gráfico é essencial para aplicar a teoria das Ondas de Elliott. Estes padrões reflectem a psicologia colectiva dos investidores num determinado momento e podem indicar possíveis movimentos futuros do mercado.

Alguns dos padrões mais comuns incluem ondas impulsivas, ondas corretivas e sequências complexas.

Compreender e identificar estes padrões permite-lhe antecipar potenciais pontos de entrada e saída, zonas de stop loss e possíveis metas de lucro, proporcionando-lhe assim uma vantagem estratégica no mercado.

Aplicação de Elliott Waves na negociação

A aplicação prática do Elliott Waves fornece uma estrutura e perspectiva para antecipar e reagir aos movimentos do mercado. Ao identificar e compreender os padrões destas ondas, é possível estabelecer estratégias mais informadas e eficazes.

Usando Elliott Waves para prever movimentos futuros do mercado

A teoria se concentra na identificação de padrões recorrentes em gráficos de preços. Ao decifrar corretamente uma sequência de ondas em andamento, um trader pode prever se o mercado continuará na direção atual ou sofrerá uma correção.

Combinando Elliott Waves com outros indicadores para melhorar a precisão

Embora as Ondas Elliott sejam uma ferramenta confiável por si só, sua eficácia aumenta quando combinadas com outros indicadores técnicos. Ao validar uma previsão do Elliott Wave com ferramentas adicionais, os traders podem fortalecer os seus argumentos e tomar decisões com maior confiança.

Um exemplo simples do uso das Ondas de Elliott poderia ser baseado na sequência de Fibonacci, que é fundamental para a teoria. Neste exemplo, consideraremos uma ação que começa com um preço de US$ 100 e analisaremos seu movimento hipotético de alta com base nas Ondas de Elliott.

  • Onda 1 (Impulsiva): O preço sobe 8%, passando de US$ 100 para US$ 108.
  • Onda 2 (corretiva): Em seguida, recua 5%, passando de US$ 108 para US$ 102,60.
  • Onda 3 (Impulsiva): Em seguida, o preço teve um grande aumento de 13%, passando de US$ 102,60 para US$ 115,94. (A onda 3 é normalmente a mais longa e nunca a mais curta.)
  • Onda 4 (corretiva): Em seguida, sofre uma correção de 8%, baixando o preço para US$ 106,66.
  • Onda 5 (Impulsiva): Finalmente, tem outro impulso de alta de 10%, chegando a US$ 117,32.

Após estas 5 ondas, esperaríamos um conjunto de 3 ondas corretivas (a, b, c) antes que outro ciclo de Ondas Elliott se desenvolvesse. 

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

O que é Teoria de DOW na análise técnica
A análise técnica é uma ferramenta essencial para os investidores que buscam obter vantaegens no mercado financeiro. Ela consiste em estudar os padrões de comportamento dos preços dos ativos, utilizando gráficos, indicadores e outras ferramentas m...