O que é uma tendência na análise técnica?

Na análise técnica , uma tendência é a direção que a cotação ou preço de um ativo toma . A direção pode ser para cima, para baixo ou pode permanecer em uma faixa de preço. Em cada um desses casos, falaremos sobre uma tendência ascendente, de baixa ou lateral.

  • Tendência de alta: As tendências de alta são aquelas em que cada mínima , representada por letras, é maior que a mínima imediatamente anterior . Na imagem podemos ver como o mínimo ( c) é superior a (b), e como (b), por sua vez,  é superior a (a). Com o máximo deve _  acontece a mesma coisa, cada um deles deve ser superior ao anterior. Vemos como (3) é maior que (2) e este é maior que (1).
Tendência de alta
  • Tendência de baixa: As tendências de baixa são aquelas em que cada máxima , representada por letras, é menor que a máxima imediatamente anterior . Na imagem podemos ver como o máximo ( c) é menor que (b), e como (b), por sua vez, é menor que (a). O mesmo deve acontecer com os mínimos , cada um deles deve ser menor que o anterior. Vemos como (3) é menor que (2) e este é menor que (1). 
Tendência de baixa

  • Tendência lateral: As tendências laterais são aquelas em que as máximas e mínimas caem entre dois níveis de preços. O nível de preço superior é chamado de resistência e o inferior é chamado de suporte. Vemos como todos os altos ( 1, 2 e 3) falham em superar a resistência, assim como os baixos ( a, b e c) falham em romper o suporte.
Tendência lateral

Notar a tendência é muito importante ao negociar usando análise técnica . O problema é que, muitas vezes, quando identificamos uma tendência, ela já se formou e falta menos para terminar .

Tipos de tendência ao longo do tempo

Agora, examinaremos os tipos de tendência ao longo do tempo: tendência primária, tendência secundária e tendência terciária.

Tendência primária


Essa é a tendência básica, que dura mais de um ano e consiste em amplos movimentos de alta ou de baixa. Ela abrange toda a fase de alta ou baixa de um ciclo completo do mercado de ações e é a tendência seguida pelo investidor de longo prazo. Quando está em alta, está em uma fase de alta, e quando está em baixa, está em uma fase de baixa.

Tendência secundária


A tendência secundária consiste em movimentos com duração de várias semanas ou meses que corrigem a tendência primária. São importantes reações intermediárias opostas à tendência primária e geralmente recuperam de um terço a dois terços da tendência primária. Elas são muito úteis para investimentos de médio prazo.

Tendência terciária


Na tendência terciária, elas duram de duas a três semanas, no máximo, e podem ser definidas como breves flutuações dentro da tendência secundária.

Sempre devemos agir de acordo com a tendência; se for de alta, devemos comprar, se for de baixa, devemos vender.

Como negociar uma tendência de acordo com a análise técnica


A análise técnica é o estudo do comportamento do investidor e seu efeito sobre os movimentos de preços nos mercados. Os movimentos para cima e para baixo que você vê nos gráficos de preços refletem as flutuações entre oferta e demanda. Agora vamos ver como negociar uma tendência de acordo com a análise técnica.

Desvantagens das linhas de tendência

Primeiro, vamos dar uma olhada nas desvantagens das linhas de tendência:

  • Tempo: O preço precisa saltar entre duas e três vezes para que haja a confirmação de uma tendência.
  • Subjetividade: Todos nós somos livres para interpretar o gráfico como quisermos.
  • Efeito leque: Dependendo do momentum atual do mercado, o preço se move mais ou menos fortemente, o que significa que mais linhas de tendência precisam ser adicionadas.

Artigos Relacionados

Trading com volume: guia para usá-lo corretamente
Neste guia vamos ver um dos indicadores de trading mais básicos e fundamentais na hora de realizar uma boa operação: o volume de negociação. Dessa forma, veremos o que é volume, como fazer trading com volume, suas características, teorias operacio...