O que é o Índice Greed & Fear? | Do que é composto e como interpretá-lo?

Nos períodos em que os investidores baixistas, ou ursos, fazem o seu trabalho fazendo os mercados caírem fortemente, é comum na imprensa econômica, referir-se a vários indicadores sobre o sentimento dos operadores do mercado. Um dos mais famosos é o Fear & Greed Index.

O que é o Fear & Greed Index?

O índice Greed & Fear, pode ser traduzido como o indicador de medo e ganância, ao serem precisamente esses dois sentimentos que mede, e na profundidade em que ocorrem em relação ao mercado de ações.

Para isso, considera vários fatores como a volatilidade, os índices de venda/recompra e o desempenho dos valores individuais.

Ao analisar esses fatores, o fear & greed index pode dar aos investidores uma ideia de se o mercado continuará em sua correção, ou poderia já estar perto de atingir o fundo.

Embora o indicador de medo e ganância não seja um preditor perfeito dos movimentos do mercado, pode ser uma ferramenta útil para aqueles que procuram aproveitar as oportunidades do mercado ou saber como os investidores se sentem, em relação à situação atual do mercado.

Com tudo dito, este indicador é elaborado pela CNN Money com base em sete indicadores

1. Momento das ações

É calculado pelo comportamento do S&P 500 (SPX) em relação à sua média móvel de 125 dias.

Assim, a relação fear & Greed em relação ao SP500 é a seguinte:

  • Pânico: Se o SP500 foi muito acima de sua média móvel, pode haver algum medo e favorecer a pressão vendedora.
  • Neutro: O SP500 está muito próximo de sua média de 125 dias.
  • Ganância: Geralmente ocorre em dias negros ou quando os mercados experimentam algum choque forte. Quando o SP500 está muito abaixo de sua média móvel, pode ser um sinal para começar a fazer compras agressivas.

2. Fortaleza do preço das ações:

É calculado com a quantidade de valores em máximos e mínimos de 52 semanas na New York Stock Exchange.

Portanto, quando há uma abundância de valores em máximos, pode começar a dar vertigem aos investidores, e o Fear & Greed Index pode começar a virar para o vermelho. O contrário ocorrerá ao contrário, quando o número de empresas em máximos históricos cai a mínimos, poderia começar a visualizar uma possível entrada.

Na realidade, este indicador e o anterior, andam de mãos dadas. Quando o SP500 estiver abaixo de sua média móvel, o óbvio é pensar que o número de empresas em máximos será mínimo e vice-versa.

3. Amplitude do preço das ações:

É calculado com o volume destinado às ações que estão em alta frente às que estão em baixa.

Para isso, utiliza-se o McClellan Volume Summation Index.

4. Opções put and call

Nesta ocasião, é calculado com o ratio put/call comparando o volume de negociação das opções call em alta em relação ao volume das opções put em baixa.

Para isso, devemos recorrer ao CBOE 5-Day Put/Call Ratio

Portanto, este índice costuma oscilar entre 0,7 e 1,2 pontos.

Como se pode deduzir, quanto mais baixo for o índice, mais pânico existirá, mas conforme esse índice se aproxime de seu suporte natural de 0,7, o indicador fear & greed, poderia começar a virar ligeiramente, isso, sim, ainda muito longe da cor verde.

5. Demanda por títulos podres

É calculado com o diferencial entre os rendimentos dos títulos com grau de investimento e os títulos podres.

Como pode ser observado, essa proporção funciona um pouco ao contrário do mercado.

E é normal, em momentos de fortes quedas na bolsa, o investimento mais cobiçado é o completamente seguro, neste caso os títulos de países solventes ou com reputação (como os títulos do Tesouro dos Estados Unidos). Por outro lado, quando falamos de estados ou empresas de reputação duvidosa, se estamos em um momento de crise financeira, ninguém quererá seus títulos de dívida, por mais rentabilidade que nos prometam.

Portanto, quanto mais investidores comprarem títulos seguros, em vez de títulos podres, mais pânico haverá no mercado. E ao contrário, quando o fluxo de investimento for semelhante entre títulos muito seguros (e muito pouco rentáveis) e títulos podres (mas com maior rentabilidade), é que o mercado, e a economia em geral, está passando por um bom momento. De fato, a leitura seria que a situação é tão boa, que até os títulos de países pouco solventes, podem ser atraentes e… mais ou menos seguros.

6. Volatilidade do mercado:

É calculada tomando como referência o VIX em relação à sua média móvel dos últimos 50 períodos.

A leitura tende a ser a seguinte: Em épocas de alta volatilidade, o VIX atinge máximos e se correlaciona com quedas no S&P 500, indicando medo no mercado, e efetivamente, coincidindo com mínimos no índice de referência, e é atualmente que podem ocorrer movimentos muito bruscos, com muita volatilidade.

E por outro lado, também funciona ao contrário, e existe maior ganância quando o VIX está baixo ao haver aparente calma nos mercados.

A teoria deste indicador é que se o mercado é baixista, os investidores acreditam que o mercado cairá e protegerão seu portfólio comprando mais puts. Por outro lado, se o operador é otimista, não comprará puts porque não vê a necessidade de se proteger. Em resumo, desconta as expectativas em breve e, muitas vezes, é o oposto de um índice.

7. Demanda por ativos sem risco:

É calculado pela diferença entre os retornos das ações e os títulos do Tesouro dos EUA.

E finalmente, a relação da demanda por ativos livres de risco versus ações.

Neste caso, o indicador Fear & Greed tenderá a ficar vermelho nos pontos onde o retorno oferecido pelos mercados de ações se iguala ao oferecido pelos títulos do tesouro público. Nestes casos, o medo se instala nos mercados, e mesmo se o retorno dos títulos superar o do mercado, provavelmente já estaríamos falando de pânico.

Por exemplo, no gráfico que colocamos, vemos como durante o período 2008-2013 (crise financeira e recessão subsequente) havia muitas dúvidas sobre o SP500, o que se repetiu em março de 2020, quando ocorreu um novo crash no mercado de ações.

E o mesmo ocorre ao contrário, quanto maior a diferença entre o retorno dos títulos e das ações, em benefício do segundo, haverá mais ganância (cor verde) no Fear & Greed Index

Como interpretar o índice Fear & Greed?

O indicador de medo e ganância é interpretado da seguinte maneira:

  • 0-24: medo extremo
  • 25-49: medo
  • 50-74: otimismo
  • 75-100: otimismo extremo

A evolução histórica deste índice desde a sua criação foi a seguinte:

A evolução do índice atualizado pode ser consultada no link a seguir.

Em resumo, o Fear & Green Index é uma espécie de eletroencefalograma que nos mostra o humor do mercado, se está triste e alerta, ou feliz e relaxado. Precisamente por isso, costuma ter uma relação muito direta com o VIX, um índice que mede a volatilidade esperada no curto prazo.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados