Oscilador de médias exponenciais: TRIX

Provavelmente vocês já ouviram falar de indicadores como as Bandas de Bollinger ou o RSI, que devo dizer, são bastante úteis para alguns ativos e/ou cenários financeiros. No entanto, na análise técnica existem muitas outras ferramentas que podemos usar e que não são tão populares quanto as que mencionamos anteriormente. A seguir, deixaremos um exemplo disso, o TRIX.

Oscilador de Média Móvel Exponencial Tripla (TRIX)

A vantagem das médias móveis exponenciais é que elas acompanham melhor a tendência porque os valores mais recentes têm um peso maior para o seu cálculo. As médias móveis exponenciais respondem mais rapidamente às mudanças de tendência se as compararmos com as médias móveis simples. No entanto, pode haver ocasiões em que podem indicar mudanças de tendência precipitadas devido a altos aumentos de volatilidade nos períodos mais recentes.

O TRIX é uma média móvel exponencial, é um indicador que nos ajuda a identificar momentos de sobrecompra ou de sobrevenda nos mercados. Como muitos outros osciladores, o valor neutro é 0, um valor acima disso indica sobrecompra e um valor abaixo, sobrevenda. A seguir, deixamos uma imagem sobre os movimentos do oscilador em função da evolução do IBEX 35. Usamos a plataforma CMC Markets para mostrar os gráficos.

trix 15-30

Fonte: CMC Markets

Na imagem anterior, usamos um TRIX de 10 períodos (o de cima) combinado com um TRIX de 30 períodos (o de baixo). Podemos ver que quanto mais curto é o período, mais sensível é o TRIX às variações do mercado, no entanto, o TRIX de 30 períodos é mais confiável para confirmar uma tendência.

Hoje em dia, o TRIX é uma excelente ferramenta para filtrar movimentos insignificantes que podem indicar mudanças de tendência, porque suavizam as médias exponenciais 2 vezes. De fato, muitos analistas consideram atualmente o TRIX como um dos melhores indicadores de momentum.

Trix leading

Fonte: CMC Markets

Como podemos ver na imagem acima, os “picos” e os “vales” coincidiram razoavelmente bem com o TRIX de 10 períodos, enquanto o de 30 períodos vemos que está um pouco atrasado. Em princípio, quanto maior for nosso horizonte temporal de investimento, maior deve ser nosso horizonte da média móvel (maior período).

Como já comentamos anteriormente, um horizonte muito curto capta novas tendências mais cedo, mas também comporta reviravoltas mais inesperadas. Enquanto um horizonte muito longo deixa passar mais pontos de inflexão, embora, sua confirmação de tendência seja mais segura. Não existe um número ou uma fórmula mágica sobre qual deve ser nosso horizonte ideal.

Cálculo do TRIX

O cálculo do TRIX é resumido da seguinte maneira:

  • TRIX em 0 = [(1-f)^3] * [(P0+3*f*P1+6*P2*(f^2)+….]
  • Onde f = 1 – [2/(N+1)] sendo “N” o número de dias e “P” o preço.

Dessa forma, podemos contrastar que se trata de uma suavização na segunda rodada de uma média exponencial de N períodos sobre preços de fechamento.

Explicado de outra maneira, o TRIX é:

  • Uma mudança percentual de 1 dia sobre a média móvel A
  • Sendo a média móvel A, uma média móvel exponencial de N períodos da média móvel de B
  • Sendo a média móvel B, uma média móvel exponencial de N períodos da média móvel de C
  • Sendo a média móvel C, uma média móvel exponencial de N períodos dos preços de fechamento.

Conclusão

Como vimos, o TRIX é um bom companheiro de viagem que pode facilitar bastante as decisões. Embora, como sempre, devemos considerar outros fatores ao operar, no caso da análise técnica, o lógico seria também usar outras ferramentas.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento