Ações preferenciais ou ações ordinárias? Qual é a diferença?

  • O que são ações preferenciais? E qual é melhor?
  • Investir em ações preferenciais ou em ações ordinárias?
  • Quais são os direitos das ações preferenciais? 
  • O que acontece com as ações se a empresa falir? 

Respondemos a todas essas perguntas a seguir.

O que são ações ordinárias?

As ações ordinárias são títulos de propriedade, que são negociados no mercado, pelos quais, após sua aquisição, o proprietário das mesmas é proprietário da empresa na parte proporcional que essa ação representa do capital social da mesma.

As ações ordinárias diferentemente de muitos outros ativos financeiros não têm data de validade, portanto, o proprietário delas será dono delas até que as venda, as passe em herança ou a empresa encerre suas atividades.

Quais direitos as ações ordinárias concedem?

Estes são os seguintes direitos de que um acionista ordinário desfruta:

  • Direito a dividendos: O acionista tem direito a participar nos lucros gerados pela empresa, seja através da distribuição de dividendos, seja através do aumento da capitalização de mercado da empresa.
  • Direito de reivindicação em caso de falência: Quando um processo de falência é iniciado, o acionista ordinário tem direito a recuperar sua contribuição depois que todas as dívidas foram liquidadas e os acionistas preferenciais foram compensados. Portanto, corre o risco de não recuperar seu dinheiro, o que acontece frequentemente em muitas liquidações de ativos de empresas.
  • Direitos políticos: O acionista tem direito a participar das assembleias gerais e votar para eleger o Conselho de Administração, com um peso de voto de acordo com a porcentagem do capital social que possui. Vale ressaltar que as ações ordinárias costumam ser o único ativo com direito a voto.
  • Responsabilidade limitada: O acionista não tem responsabilidade solidária em caso de falência ou inadimplência, simplesmente responde pela parte do capital contribuído e esse será seu único risco.

O que são ações preferenciais?

As ações preferenciais são ações estabelecidas pela empresa com diferentes características, que variam dependendo do que a empresa decide. Antes de adquirir este tipo de ativo, deve-se conhecer especificamente as características particulares das ações preferenciais.

Este tipo de ações não dá ao acionista o direito de voto nem quota de capital, mas sim prioridade na hora de receber dividendos ou liquidações, como veremos a seguir.

Quais são os benefícios das ações preferenciais vs ações ordinárias?

Ao investir em ações preferenciais, o investidor adquire uma série de vantagens ou benefícios que não estão ao alcance dos acionistas ordinários, como podem ser direitos políticos ou o recebimento prioritário dos dividendos, como veremos a seguir

Prioridade no recebimento de dividendos das ações preferenciais

Uma das principais vantagens que as ações preferenciais têm é que geralmente têm prioridade no recebimento dos dividendos sobre as ações ordinárias. No caso de tudo correr bem para a empresa, ambos os tipos de ações receberão seus dividendos. Mas se as coisas não vão tão bem e a empresa não pode pagar a totalidade do dividendo previsto, pode ser que as ações preferenciais recebam seus dividendos e as ordinárias sejam mais reduzidas ou talvez não recebam nada. O dividendo das ações preferenciais pode depender de vários fatores, entre eles:

  • quantidade investida.
  • evolução dos resultados da empresa.
  • Do dividendo das ações ordinárias.

Em caso de falência, o que aconteceria com as ações preferenciais?

Outra vantagem que as ações preferenciais têm é que em caso de falência da empresa, as ações preferenciais têm preferência de recebimento sobre as ações ordinárias, uma vez que todos os ativos da empresa foram liquidados, através de um concurso de credores e todas as dívidas foram liquidadas.

Desvantagens das ações preferenciais em relação às ações ordinárias

Assim como existem vantagens, o investidor em preferenciais também tem uma série de desvantagens em relação aos acionistas ordinários.

Por que as ações preferenciais têm um preço diferente? | Liquidez

As ações preferenciais são menos líquidas que as ações ordinárias, principalmente por três motivos:

  • Há menos ações preferenciais em circulação em relação às ações ordinárias.
  • Os acionistas costumam ser investidores institucionais.
  • Os proprietários das ações preferenciais costumam ser investidores de longo prazo.
  • Além disso, não são negociados no mercado (ou seja, através de um corretor de bolsa), geralmente será necessário ir à própria empresa. São instituições bancárias, energéticas ou organismos institucionais que as fornecem.

Todos esses fatos fazem com que sejam muito escassas, e, portanto, tenham preços bastante mais estáveis e ligeiramente superiores aos das ações ordinárias (que são mais abundantes, são negociadas no mercado, e, portanto, são mais voláteis).

Afinal, as ações com direito a cobrança antecipada são mais cotadas, especialmente em momentos em que a solvência econômica de uma empresa está em questão. No entanto, as ações preferenciais são ativos com um risco ligeiramente menor.

Direitos políticos das ações preferenciais

Normalmente, em ações preferenciais o acionista não tem nenhum tipo de direito político, ou seja, não podem votar nas assembleias de acionistas. Esto talvez, para um pequeno investidor não tenha importância, mas muitos investidores preferem ter a capacidade de influenciar nas decisões da empresa, já que por exemplo, no caso de a empresa lançar uma OPA ou haver disputas pelo controle de uma empresa entre investidores, esses direitos políticos têm muito significado e fazem com que as ações que possuem esses direitos políticos valham mais do que as que não os têm.

Ações preferenciais vs. títulos | A sensibilidade às taxas de juros.

Em muitas ocasiões, as ações preferenciais são resgatáveis por decisão da empresa. Que sejam resgatáveis significa que a empresa pode comprar as ações preferenciais quando desejar, pelo mesmo preço ao qual foram vendidas.

Em muitas ocasiões é comum descrever as ações preferenciais, como uma mistura entre ações e títulos, já que o proprietário tem um título de propriedade da companhia (ação), mas não tem nenhum direito político sobre a mesma, simplesmente se reduz a receber seu dividendo (título).

Daí se deduz que o atrativo das ações preferenciais esteja fortemente relacionado com as taxas de juros que os títulos pagam. Por exemplo, em um ambiente de aumento das taxas de juros por parte dos bancos centrais, os títulos da dívida pública, tenderão a oferecer maiores rentabilidades aos seus credores. Se uma ação preferencial (sem direitos políticos), não é capaz de pelo menos oferecer essa mesma rentabilidade, seria de esperar que o investimento nas mesmas se reduzisse para ativos mais seguros, e pelo menos igualmente rentáveis que os próprios títulos.

Como investir em ações preferenciais? | Ações e ETFs

Aseguir vamos ver quais alternativas existem para investir em ações preferenciais, já que embora a forma mais intuitiva, confortável e rentável seja através de ETFs, existem outras alternativas.

Investir em ações preferenciais individuais

A primeira opção é investir em preferenciais de entidades específicas. Não é a mais recomendada, pois requer ir à própria empresa em que estamos interessados em investir e o custo de tempo e informação é alto. Portanto, esse tipo de ações costuma ser emitido por instituições financeiras, provedores de telecomunicações, serviços públicos e empresas de energia.

Investir em ETFs de ações preferenciais

A segunda opção é investir em ETFs ou fundos negociados que são construídos com base em um portfólio de ações preferenciais.

Como investimos em um fundo e em nenhum momento teríamos um direito político, esses fundos negociados podem ser uma alternativa, não apenas mais rentável, mas também mais segura, pois se alguma das empresas que o compõem falir, conforme fosse liquidando seus ativos, deveria atender primeiro sua situação com o fundo, do que com qualquer outro acionista padrão.

Um exemplo de ETFs que investe em ações preferenciais é o:

  • Invesco Preferred Shares UCITS (ISIN IE00BDT8V027)

 

Escolha entre ações ordinárias ou ações preferenciais

Se você tem que escolher entre uma empresa que tenha ações ordinárias ou ações preferenciais, normalmente as ordinárias são mais atraentes, pelos direitos políticos e porque não são resgatáveis.

Embora as preferenciais tenham características diferentes, pode haver casos em que as preferenciais sejam mais interessantes que as ordinárias. No entanto, você deve sempre estudar todas as implicações legais envolvidas na aquisição delas.

Tabela comparativa entre ações ordinárias e ações preferenciais

DireitosAções
preferenciais
Ações
ordinárias
Direito a voto
Direito a cobrança em caso
de liquidação da SA
❌*
Ações resgatáveis
Liquidez
Direito a dividendos✅**
Responsabilidade limitada

As ações ordinárias têm direito a cobrança em caso de liquidação da empresa listada, no entanto, o fato de serem os últimos a receber o dinheiro, depois de todos os credores terem sido pagos, bem como os acionistas preferenciais, muitas vezes não conseguem recuperar seu capital investido, ou pelo menos uma parte dele.

** O direito de receber dividendos é maior no caso das ações preferenciais, daí o seu nome. Algo especialmente importante se as coisas começarem a dar errado.

Em resumo, a principal diferença entre ações preferenciais e ações ordinárias é a possibilidade de cobrar antes no caso das primeiras (especialmente em caso de más situações financeiras), enquanto as ações ordinárias envolvem certos direitos políticos. E você?, Qual você prefere?

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento