O que é o Índice Russell 2000?

São diversos os índices do mercado de ações que servem como bússolas para orientar investidores através das complexidades econômicas. Entre eles, o Índice Russell 2000 se destaca como uma ferramenta essencial, focando especificamente em empresas de pequena capitalização nos Estados Unidos. Neste artigo, falaremos sobre o que é o Índice Russell 2000, como ele é calculado, quais setores ele abrange, e como você pode investir neste índice. Além disso, poderá seguir os 7 passos para investir e diversificar sua carteira.

Entendendo o Índice Russell 2000 e seu papel no mercado.

O Índice Russell 2000 é uma dessas ferramentas essenciais, mas o que ele realmente representa? Imagine uma grande seleção, uma espécie de “campeonato” onde 2000 jogadores – neste caso, empresas – são escolhidas não por sua popularidade ou tamanho gigantesco, mas por sua agilidade e potencial de crescimento. Essas são as pequenas captações, ou “Small Caps”, empresas com uma menor valorização de mercado, mas vitais para a economia devido à sua capacidade de inovação e crescimento rápido.

O Russell 2000 é parte do mais amplo Russell 3000, que abrange cerca de 98% do mercado acionário dos Estados Unidos. Portanto, ao falar do Russell 2000, estamos nos aprofundando nos detalhes mais finos e vibrantes do mercado, explorando as oportunidades onde o potencial de crescimento pode ser maior, embora acompanhado de riscos correspondentes. Este índice oferece uma visão mais granular e específica do mercado, contrastando com índices que focam em grandes corporações, como o S&P 500.

A importância do índice Russell 2000 não só medir o desempenho das 2000 empresas selecionadas, mas também serve como um barômetro para o vigor e a saúde das pequenas empresas dentro do ecossistema econômico mais amplo dos EUA. Ele é uma ferramenta indispensável para investidores que buscam diversificar suas carteiras, saindo da segurança relativa das grandes multinacionais e se aventurando no dinâmico mundo das pequenas e médias empresas.

russell 2000

Como é calculado o Russell 2000?

A matemática por trás do Índice Russell 2000 pode parecer complexa à primeira vista, mas é fascinante entender como ele é construído para refletir com precisão o dinamismo das pequenas empresas americanas. Neste segmento, desvendaremos o cálculo desse importante índice do mercado de ações.

Para começar, é essencial saber que o Russell 2000 é um índice de capitalização de mercado ponderada. Isso significa que o impacto de cada empresa no índice é proporcional ao seu valor de mercado ajustado pela sua flutuação de ações disponíveis ao público. Em outras palavras, empresas com uma maior capitalização de mercado têm uma maior influência no índice.

Ajuste de Flutuação do Mercado: Cada empresa incluída no índice tem seu valor ajustado para refletir apenas as ações disponíveis para investidores externos. Ações detidas por insiders, governos ou outros bloqueados não são contabilizadas. Isso garante que o índice represente verdadeiramente o valor que os investidores podem negociar.

Processo de Rebalanceamento: O Russell 2000 é atualizado anualmente no final de junho, num processo conhecido como “reconstituição”. Durante essa reconstituição, a Russell reavalia quais empresas devem ser incluídas no índice com base no seu valor de mercado atual. Este processo garante que o índice continue a refletir o segmento de pequenas empresas, removendo empresas que cresceram suficientemente para serem consideradas médias ou grandes e adicionando novas pequenas empresas que atendam aos critérios.

Critérios de Inclusão: Para ser elegível para inclusão no Russell 2000, uma empresa deve estar entre as 2000 menores empresas do Russell 3000, um índice mais amplo que inclui as 3000 maiores empresas públicas dos EUA, definidas por capitalização de mercado.

Este método de cálculo faz do Russell 2000 um indicador sensível das tendências entre as empresas de menor capitalização nos Estados Unidos, oferecendo aos investidores uma visão precisa do potencial de crescimento, além dos desafios enfrentados por essas empresas.

Ao entender como o Russell 2000 é calculado, os investidores podem melhor interpretar suas flutuações e ajustar suas estratégias de investimento para melhor se alinharem com as tendências do mercado. Este conhecimento é essencial para quem busca diversificar investimentos em pequenas empresas com grande potencial de expansão.

Conforme a ordem, as empresas pertencem a um índice ou outro.

Importante: Lembre-se de que as empresas podem criar quantos índices quiserem, mas são as gestoras de ETFs ou fundos, ou as bolsas de futuros, que decidem sobre quais produtos veem interesse e pedem a licença para replicá-los.

Requisitos para Inclusão no Índice Russell 2000

Fazer parte do seleto grupo é como conquistar um selo de qualidade no mercado de ações. Para que uma empresa faça parte deste índice, ela precisa atender a critérios específicos que garantem sua representatividade e adequação ao perfil de pequena capitalização. Vamos explorar detalhadamente esses requisitos, que não apenas mantêm a integridade do índice, mas também asseguram que ele reflita as tendências e oportunidades no segmento de pequenas empresas nos Estados Unidos.

Presença nos Estados Unidos: A primeira condição é geográfica. A empresa precisa estar baseada nos Estados Unidos, com sua principal sede operacional no país. Isso assegura que o índice reflita o mercado americano de pequenas empresas.

Capitalização de Mercado: Cada empresa deve se encaixar no espectro de capitalização de mercado destinado às menores 2000 empresas do amplo Russell 3000. Esse valor não deve ser inferior a 30 milhões de dólares, o que estabelece um piso para a inclusão no índice, garantindo que apenas empresas com um mínimo de valor de mercado sejam consideradas.

Liquidez das Ações: Outro fator crítico é a liquidez das ações. Para que uma empresa seja incluída, suas ações devem ser negociadas frequentemente. O volume médio diário de negociações (ADDTV) deve superar a mediana global estabelecida, que no processo de reconstituição de 2020 foi fixada em 130.000 dólares. Isso assegura que as ações são ativamente compradas e vendidas, refletindo um interesse genuíno do mercado.

Elegibilidade da Ação: Por fim, a empresa deve possuir ações ordinárias disponíveis ao público investidor, com pelo menos 5% de seu capital em flutuação. Isso significa que uma porção significativa das ações da empresa deve estar nas mãos do público geral, garantindo a democratização do investimento e a transparência da companhia.

Esses critérios são revisados anualmente durante a reconstituição do índice, permitindo que o Russell 2000 se adapte às mudanças no mercado e continue a oferecer uma representação precisa das pequenas e médias empresas americanas. Adicionalmente, em situações de oferta pública inicial (IPO), as empresas que entram na bolsa também devem cumprir esses padrões para serem consideradas para inclusão no índice. Assim, o Russell 2000 se mantém como um reflexo atual e dinâmico do mercado de pequenas capitalizações, servindo como um guia essencial para investidores interessados nesse segmento.

Melhores empresas do Russell 2000

Uma das estratégias que podemos avaliar não é exatamente adquirir o índice Russell 2000 por completo, mas selecionar as empresas mais destacadas do índice para compor uma carteira personalizada.

Para tanto, temos a alternativa de examinar aquelas empresas do índice que julgamos mais promissoras (embora isso exija conhecimentos aprofundados em análise fundamentalista de ações, além de ser um processo trabalhoso, considerando que são 2000 empresas e a cada ano algumas entram e outras saem do índice), ou optar simplesmente pelas que possuem maior participação no índice, em função de sua maior capitalização de mercado em relação às demais empresas (ainda que isso não signifique necessariamente que sejam as melhores oportunidades de investimento).

Esta segunda alternativa é mais prática, visto que podemos verificar rapidamente e sem custos as ações que compõem o índice em diversos sites confiáveis e reconhecidos. Estas são as 7 empresas com maior participação no índice Russell 2000:

EmpresasTickerPeso
Super Micro ComputerSMCI1,60%
ELF BeautyELF0,42%
Comfort SystemsFIX0,40%
Microstrategy IncMSTR0,38%
ONTO InnovationONTO0,35%
Light WonderLNW0,34%
Simpson ManufacturingSSD0,34%

Como investir no Russell 2000?

FTSE Russell é uma subsidiária do London Stock Exchange Group e é responsável pelo cálculo, metodologia e composição da família de índices Russell. Investir no Russell 2000 não é apenas uma forma de ganhar exposição a um segmento vital e vibrante da economia dos EUA, mas também uma estratégia para buscar retornos potencialmente mais elevados, embora com um nível correspondente de risco.

Se pensa em diversificar sua carteira com a inclusão de pequenas empresas americanas com alto potencial de crescimento, aqui estão alguns passos para começar a investir neste índice dinâmico:

PassoDescrição
1. Entenda o ÍndiceO Russell 2000 inclui 2000 pequenas empresas, representando cerca de 10% do mercado americano.
2. Escolha a Forma de InvestimentoInvista através de ETFs que replicam o desempenho do índice, como o iShares Russell 2000 (IWM).
3. Avalie as CorretorasEscolha uma corretora que ofereça bons serviços, taxas competitivas e acesso ao mercado dos EUA.
4. Monitore o MercadoFique atento às flutuações e notícias que podem impactar as pequenas empresas do índice.
5. DiversifiqueDistribua investimentos em diversos setores dentro do índice para reduzir riscos.
6. Planeje a Longo PrazoMantenha investimentos por vários anos para capturar o crescimento das empresas.
7. Consulte um EspecialistaSe necessário, obtenha orientação de um assessor financeiro para ajustar a estratégia ao seu perfil.

ETFs Russell 2000

Conheça quais são os ETFs que são negociados na Europa que replicam o Russell 2000

Também é possível operar no mercado de futuros e opções

Quantos índices Russell existem?

Embora o Russell 2000 seja o mais famoso, a realidade é que são calculados 156 índices pela empresa. Muitos investidores equivocadamente acreditam que esses índices se limitam apenas a empresas de pequena capitalização nos Estados Unidos.
Na verdade, há índices que abrangem ações emergentes, volatilidade, temáticas, sustentáveis, entre outros.

O que é o Russell 3000?

Não cometa o erro de pensar que ele é composto por 3000 small caps nos Estados Unidos. Na verdade, este índice é mais abrangente e inclui cerca de 4.000 empresas.
Seu nome é porque engloba todas as empresas dos índices Russell 1000 e 2000. No entanto, existem poucos produtos financeiros que replicam este índice.
Importante: Lembre-se de que as empresas podem criar quantos índices desejarem, mas são as gestoras de ETFs ou fundos, ou as bolsas de futuros, que decidem quais produtos são viáveis e solicitam licença para replicá-los.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento