O que é Investidor Institucional no Mercado Financeiro Brasileiro?

Um investidor institucional é uma entidade legal, empresa ou organização que acumula fundos de vários investidores para investir o dinheiro em nome de outras pessoas e em vários instrumentos financeiros. Os fundos mútuos, as pensões e as companhias de seguros são exemplos deste tipo de instituição. Os investidores institucionais compram e vendem blocos substanciais de ações, bônus e outros valores e, por essa razão, consideram as bolas de Wall Street.

O que são os investidores institucionais?

Os incestidores institucionais, que no menu são referenciados como os grandes atores no mundo das finanças, compram, vendem e gerenciam diversos valores de inversão, como ações e bonos , em nome de seus clientes, membros ou acionistas.

Uma diferença entre os investidores minoristas é que eles geralmente são considerados mais sofisticados e são capazes de afetar os mercados através de suas importantes operações em bloco. Esses inversionistas geralmente não invertem seus fundos pessoais, mas são responsáveis por tomar decisões de inversão para seus clientes, acionistas ou clientes. Além disso, o menu está sujeito a uma menor supervisão regulatória que outros investidores.

Quem são os investidores institucionais?

Os investidores institucionais são empresas que investem os recursos de seus clientes ou membros. Los fundos de cobertura , fundos mútuos e fundos de pensões são alguns exemplos.

BlackRock é o administrador de ativos privados mais grande, com ativos de baixa gestão (AUM) por valor de aproximadamente $ 10 bilhões de dólares americanos a partir de 2022. É importante saber que a maior parte desses ativos é um nome dos clientes da BlackRock, em vez de ser propriedade da BlackRock mismo.

Quais são os tipos de investidores institucionais?

Os seis tipos principais de inversionistas institucionais são: Fundos de cobertura, Fundos mútuos, Fundos P/E, Fundos de doação, Companhias de seguros e Fundos de pensões. Esses inversionistas geralmente são considerados mais sofisticados e especializados para protegê-los, o que o inversionista promete e como resultado, enfrenta menos proteções regulatórias. A continuação é detalhada suas características:

Fundos de cobertura

Este tipo de investimentos institucionais é fundos de inversão que agrupam dinheiro de vários investimentos em seu nome. Para o geral, eles foram estruturados como sociedades limitadas com o administrador do fundo que atua como sócio geral e os investidores que atuam como sócios limitados. As características distintivas dos fundos de cobertura são que os reguladores não impõem nenhum limite ao uso do apalancamento.

Além disso, investem principalmente em ativos líquidos. A característica mais importante dos fundos de hedge é que o menu toma uma posição longa e curta ou uma posição coberta em valores. Também utiliza inúmeras outras técnicas de gerenciamento de riscos para neutralizar o risco.

Fundos mútuos

Os fundos mútuos são veículos de inversão agrupados que compram valores com capital agrupado por vários investimentos. As principais vendas dos fundos mútuos são gerenciadas profissionalmente.

Os investidores sem nenhum conhecimento adequado podem aproveitar o benefício de obter um gerenciamento profissional de seus fundos através deste fundo. A inversão é realizada em ativos líquidos comercializados no mercado.

Os fundos mútuos são bem diversificados e oferecem proteção aos investidores, caso a segurança em particular tenha um desempenho inferior. Ao mesmo tempo, os fundos mútuos cobram algumas tarifas de acordo com cada esquema que se deduz da conta do cliente.

Fundos P/E

Os fundos de Private Equity são veículos de inversão agrupados com uma estrutura de sociedade limitada e um prazo fixo de 10 anos. Esses fundos proporcionam financiamento de capital a entidades privadas que não podem obter capital público. Estas inversões são de natureza ilíquida.

Os fundos P / E são geralmente entregues ao financiamento de capital de risco, na medida em que fornecem capital a entidades emergentes naqueles que enfrentam o enorme potencial oculto. O tamanho mínimo de inversão com fundos P / E é geralmente alto e esta opção está disponível apenas para HNI.

Os fundos P / E apresentam um alto risco e, por isso, os investidores esperam um alto retorno de sua inversão. O alto risco está associado à naturalidade não pública e ao pequeno tamanho das empresas participadas.

Fundos de doação

Este tipo de investidor institucional são grupos de inversão estabelecidos por um grupo de fundadores ou diretórios para necessidades específicas ou para os processos operacionais gerais de uma entidade. Um menu que aborda a forma de organizações e fundamentos sem multas de lucro.

Geralmente, são usados por universidades, hospitais e organizações de caridade onde os diretores fazem doações ao fundo. O ingresso da inversão, assim como uma pequena parte do principal, está disponível para que as organizações o utilizem.

Companhias de seguros

As empresas de seguros também entram na categoria de investimentos institucionais. Recue as primas regularmente e as reclamações são pagas de forma irregular. A primeira coisa que deve ser implementada e, por isso, inverte os valores.

Fundos de pensões

Este tipo de investidor institucional administra o dinheiro transportado pelos empregados e pelos empregadores para trazer benefícios de júbilo aos empregados.

Esses fundos geralmente são estruturados como fideicomisos, e o administrador do fundo é responsável por inverter as contribuições realizadas pelos participantes do plano para gerar rendimentos que proporcionem ingressos durante a aposentadoria.

Qual é o papel do investidor institucional nos mercados financeiros?

Os investidores institucionais, também conhecidos como criadores de mercado, têm um impacto significativo na dinâmica dos preços de vários instrumentos financeiros, e sua presença cria um efeito positivo na situação econômica geral. Se você acredita que o ativismo dos acionistas desses investidores melhora o governo corporativo ao vigiar os mercados financeiros em benefício de todos os acionistas.

Como grandes atores em Wall Street , as atividades de compra e venda de volumosas quantidades de posições dos inversionistas institucionais podem causar interrupções entre a oferta e a demanda que resultam em movimentos repentinos de preços em ações, bônus e outros ativos.

Devido ao volume significativo de suas operações, os investidores institucionais às vezes evitam comprar ações de pequenas empresas. Isso se deve a que a compra ou venda de grandes blocos de ações pouco cotadas pode gerar desequilíbrios entre a oferta e a demanda, o que provoca que os preços de suas ações suban e bajen abruptamente.

Importância do Investidor Institucional

Fontes importantes de capital: Os investidores institucionais são uma fonte muito importante de capital na economia. Grandes quantidades de capital proporcionais a empresas que cumprem seus requisitos sem ter que depender de uma grande quantidade de pequenos investidores. Além disso, antes de um OPV, os bancos de inversão solicitam aos investidores institucionais que compreendam as ações para garantir que o OPI esteja bem escrito. Reduza a dependência dos investidores minoristas.

Benefícios para os investidores individuais: Os investidores institucionais acabam de agrupar veículos de inversão nos que vários investidores juntam seu dinheiro para formar uma entidade de grande tamanho que pode ser invertida em seu nome. Dado que nem todos os investidores podem assumir posições em valores que exigem grandes compromissos de capital, você pode aproveitar esses benefícios por meio de investimentos institucionais. Além disso, você tem seus próprios equipamentos pessoais altamente qualificados que estudam os valores e rastreiam os mercados. Você tem uma gestão profissional em todos os níveis. Os investidores individuais que possuem todas essas habilidades obtêm o benefício de uma administração especializada altamente capacitada em seu dinheiro.

Tratamento preferencial: dado que os investidores institucionais podem influenciar o mercado devido ao seu grande tamanho de inversões, obter um trato preferencial em termos de menores custos de transação, execução rápida de suas ordens, etc. instância, beneficia os investidores que fazem parte do grupo de inversão.

Como se diferenciam o investidore institucional do investidor minorista?

Os investidores institucionais apresentam uma vasta quantidade de recursos econômicos e o conhecimento especializado para investigar exaustivamente diversas oportunidades de inversão que não estão disponíveis para os inversionistas minoristas. Devido à sua grande escala de inversão, é a principal força impulsionadora da oferta e da demanda nos mercados de valores, e realiza uma porcentagem significativa de transações nas principais bolsas do mundo, o que influencia os preços dos valores.

Um estudo de 2021 do Morgan Stanley revelou que os investidores institucionais representam mais de 90% do volume diário de negociação de ações no Russell 3000, enquanto os dados de Pensions & Investment Online indicavam que isso representava cerca de 80% da capitalização de mercado total do S&P 500.

Os investidores institucionais geralmente são considerados mais experimentados e sofisticados do que o inversionista prometeu e, no mínimo, está sujeito a um menor escrutínio regulatório.

O que vocês vendem os investidores institucionais frente aos investidores minoristas?

  • Os investidores institucionais recebem um trato preferencial e tarifas mais baixas, pois consideram que são participantes do mercado mais qualificados e melhores fornecidos para protegê-los. Em consequência, estão sujeitos a regulamentações menos restritivas que os investidores minoristas em determinadas circunstâncias.
  • Se um indivíduo pode inverter qualquer ativo que tenha disponível na bolsa, os investimentos institucionais tendem a se concentrar mais nas inversões ao longo do caminho.
  • Os inversionistas institucionais também têm acesso a uma gama mais ampla de operações devido às oportunidades corporativas, e graças ao seu importante capital e licenças, as grandes instituições têm garantido o acesso a ativos que não estão disponíveis para os investidores minoristas.

O que aconteceria com os investidores institucionais frente aos investidores minoristas?

  • Os inversionistas institucionais, sujeitos a uma menor supervisão regulamentar em comparação com os inversionistas minoristas, podem expô-los a maiores riscos e menos proteção aos investidores.
  • Os inversionistas institucionais podem enfrentar certas restrições em suas estratégias de inversão, como mandatos de inversão, diretrizes de gestão de riscos e requisitos de cumprimento, que podem limitar sua flexibilidade em comparação com os inversionistas minoristas que têm mais liberdade para tomar decisões de inversão individuais.
  • Os investidores institucionais gerenciam fundos em nome de diversos clientes, o que pode dificultar a personalização das estratégias de inversão dependendo das necessidades e preferências individuais.

Como os investidores minoristas podem se beneficiar da presença dos investidores institucionais nos mercados financeiros?

Dado que os inversionistas institucionais têm capacidade de influência nos mercados, os inversionistas minoristas investigam às vezes para determinar quais valores devem ser invertidos pessoalmente. Como resultado, alguns investidores minoristas podem tentar replicar as operações dos inversionistas institucionais tomando as mesmas posições que são consideradas como “dinheiro inteligente”.

Qual é o risco de assumir investimentos institucionais?

É crucial compreender os riscos enfrentados pelos investidores institucionais, que podem ser classificados da seguinte maneira:

  • Riesgos permanentes de incumprimento dos direitos legais de os accionistas , que incluem a falta de avaliadores competentes e experimentados e a ausência de uma política bem estabelecida sobre o pagamento de dividendos.
  • Desafios na organização da estrutura de gestão e no trabalho dos funcionários. O emprego de gerentes e analistas é formal e não existe uma abordagem padronizada para avaliar a qualidade de seu trabalho. Esses problemas também se estendem a outros departamentos, como a alta direção ou o marketing.
  • Um inversionista acreditado, também conhecido como inversionista sofisticado, é uma pessoa com experiência ou patrimônio suficiente para realizar certas inversões riesgosas que não estão disponíveis para o público em geral. Nos Estados Unidos, é necessário que um inversionista acreditado tenha um patrimônio líquido superior a US$ 1 milhão, excluindo o valor de sua residência principal.

Quais medidas reguladoras serão aplicadas aos investidores institucionais?

Uma pesquisa institucional sempre se trata de uma entidade legal que administra um fundo em nome de seus clientes ou amigos, e é importante sinalizar que é uma empresa que gerencia o fundo, como por exemplo, um fundo mútuo, mas a empresa não é o fundo sim.

Para cumprir as leis dos mercados de valores, os investidores institucionais provavelmente evitarão adquirir uma alta porcentagem da propriedade de uma empresa. Por exemplo, os fundos mútuos, e Os ETFs que estão registrados como fundos diversificados têm restrições sobre a porcentagem de valores com direito a voto de uma empresa que pode representar.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento