Qual é a diferença entre corretor de ações e corretor de Forex?

É comum surgirem dúvidas entre os papeis de um corretor de ações e um corretor do mercado Forex, afinal o trabalho realizado por ambos possui semelhanças. Todavia, à medida que os investidores ganham mais conhecimento e experiência acerca dos pormenores do mercado financeiro, conseguem distinguir diferenças na atuação de ambos. O texto a seguir tem o objetivo de esclarecer como funciona o trabalho de cada um e as diferenças entre eles: sobre quais mercados negociam, produtos que ofertam, estrutura do mercado e regulamentação, horas de negociação, risco x recompensa, além dicas para avaliar as empresas. Se você deseja saber sobre o assunto, continue a leitura:

Mercados e produtos negociados

Os corretores, tanto de ações quanto Forex, atuam como uma ponte entre as compras e vendas realizadas no mercado financeiro. As companhias compõem uma empresa registrada em uma bolsa de valores, chamada de companhia pública, na qual a ação é uma fração do capital da empresa. Compradores adquirem ações na esperança do crescimento do valor da companhia, isso impacta positivamente as ações e gera uma oportunidade de lucro com a apreciação do capital. Outra forma de receber é por meio de dividendos, uma porcentagem dos lucros distribuída pela empresa.

Já o mercado Forex é conhecido pela sua elevada e contínua liquidez, 24 horas por dia, exceto finais de semana. As moedas são negociadas em pares, indicando o valor de uma moeda em relação a outra. Por exemplo, o par EUR/USD representa o valor do euro em relação aos EUA. Os corretores Forex fornecem acesso a este mercado, permitindo aos comerciantes avaliar as alterações nas taxas de câmbio. Ao contrário do mercado de ações, os traders de Forex podem beneficiar tanto da valorização como da desvalorização de uma moeda, uma vez que podem assumir uma posição longa (compra) ou curta (venda).

Além destes dois mercados, existem outros produtos negociáveis, como commodities, índices, opções e futuros. Cada um deles tem as suas próprias nuances e requer uma compreensão específica para negociar de forma eficaz. Por exemplo, o mercado de commodities permite a negociação de recursos naturais como ouro, petróleo e arroz, enquanto os índices representam o desempenho agregado de um grupo de ações. A escolha do mercado e do produto a negociar depende dos objetivos, perfil de risco e estratégia do investidor ou trader. Poderá saber também, O que são ações e como analisá-las.

Estrutura e regulação dos mercados

O mercado de ações e o mercado Forex são dois dos principais do sistema financeiro global e cada um tem características próprias que afetam investidores e reguladores. O mercado de ações é conhecido por sua estrutura centralizada, principalmente em países como o Brasil, em que a Bovespa (B3 – Brasil, Bolsa, Balcão) desempenha um papel importante. As bolsas de valores proporcionam um ambiente controlado no qual as transações são monitoradas e os detalhes das empresas listadas são divulgados de forma transparente. Além disso, regulamentações locais, como as instituídas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no Brasil, estabelecem regras claras para a negociação de ações, garantindo assim a confiança do mercado.

Por outro lado, o mercado Forex para câmbio de moeda é incrivelmente descentralizado. Não existe uma bolsa central para Forex; em vez disso, opera 24 horas por dia através de bancos, corretores e outras instituições financeiras espalhadas por todo o mundo. Essa natureza descentralizada permite flexibilidade e acesso ao mercado, mas também cria desafios regulamentares. Sem controles centralizados, os investidores podem enfrentar riscos significativos e segurança inconsistente. 

Horários de negociação e acesso global

O horário de negociação nas bolsas de valores está limitado ao horário de funcionamento das bolsas. Elas geralmente funcionam durante o horário comercial normal do país anfitrião. Isso significa que os investidores têm uma janela específica para suas atividades, o que pode ser um desafio para quem busca flexibilidade ou vive em fusos diferentes.

Por outro lado, o mercado Forex se destaca pela sua capacidade de operar regularmente em dias úteis, abrindo no domingo à noite, horário do Pacífico, e fechando na sexta-feira à noite em Nova York. O melhor horário para atuar no Brasil é das 8h às 12h, no horário de Brasília (BRT), em que há uma maior liquidez e mais oportunidades de negociação. Essa característica dá aos traders a oportunidade de reagir imediatamente a questões que possam afetar as taxas de câmbio e as finanças globais, independentemente do horário de funcionamento de uma determinada bolsa de valores. Se quer consultar o funcionamento da Bolsa de Valores de Brasil, pode conferir seu Calendário da Bolsa de Valores Brasil 2024

A natureza descentralizada do mercado Forex demonstra que não está vinculado a um único local físico. Ao contrário, ele é composto por uma rede global  que envolve bancos, comerciantes e outras instituições financeiras. O que facilita o acesso de participantes de todo o mundo, e também contribui para a liquidez e a volatilidade do mercado, criando um ambiente dinâmico para a negociação. É importante notar que embora o Forex ofereça uma grande flexibilidade sistémica, também requer uma compreensão mais profunda dos fatores que podem influenciar as flutuações cambiais, como mudanças políticas e econômicas a nível global.  

Enquanto o mercado de ações oferece dinamismo e ordem durante os seus horários definidos, o mercado Forex atrai aqueles que valorizam a volatilidade e a capacidade de negociar num mercado verdadeiramente global. Ambos os mercados têm as suas vantagens e desvantagens, e a escolha entre eles deve ser baseada nos objetivos, estratégia e estilo de vida do investidor. Se deseja, pode saber Como investir em Forex a partir do Brasil?

Perfil de risco e potencial de retorno

Investir em ações é uma estratégia que pode oferecer grande potencial de retorno, principalmente para investidores que focam em empresas com fundamentos sólidos e histórico comprovado de crescimento. A escolha de ações de empresas estabelecidas com boa governança corporativa pode levar a ganhos substanciais no longo prazo. No entanto, é crucial compreender que os mercados bolsistas são inerentemente instáveis. Os preços das ações podem flutuar amplamente e são afetados por uma variedade de fatores, incluindo mudanças econômicas, políticas e até eventos específicos da empresa.

Por outro lado, o mercado Forex, que envolve negociação de divisas, é notório pela sua elevada liquidez e volatilidade. Estas características permitem que o investidor lucre com as rápidas mudanças nas taxas de câmbio no curto prazo. No entanto, as flutuações cambiais também acarretam um elevado grau de risco. Embora o uso da alavancagem possa ampliar os ganhos, também pode resultar em perdas significativas, gerando perda do capital injetado.

Portanto, investir em diferentes classes de ativos, como ações, obrigações, mercadorias e moedas é uma excelente opção, que pode ajudar a distribuir o risco e reduzir o impacto do desempenho negativo em qualquer investimento individual. A diversificação não garante lucros nem protege completamente contra perdas, mas pode ser uma ferramenta valiosa na gestão do perfil de risco de uma carteira.

Os fundos de índice e os fundos negociados em bolsa (ETFs) podem ser opções atraentes para investidores que procuram equilibrar risco e retorno. Eles proporcionam exposição a uma ampla gama de ativos, reproduzindo o desempenho dos índices de mercado, o que permite aos investidores participar nos mercados de ações ou de câmbio sem terem de selecionar ações ou moedas individuais. Um benefício para aqueles que preferem uma abordagem de investimento mais passiva. Além disso, a educação financeira contínua e a consulta com profissionais da área podem fornecer informações valiosas.

Recomendamos a leitura do nosso artigo sobre Melhores ETFs para investir no Setor Financeiro

Dicas para avaliação de empresas para investimento em ações

Investir em ações é como se tornar sócio de uma empresa e ter a chance de aproveitar seu potencial de crescimento e lucratividade. Mas, para escolher em quais empresas investir, é preciso fazer uma análise cuidadosa e entender bem alguns aspectos importantes do negócio. São eles:

– Análise financeira detalhada: Examine as demonstrações financeiras da empresa para avaliar sua saúde financeira. Isso inclui a análise de indicadores como receita, lucro líquido, fluxo de caixa e dívida. Ferramentas como a razão corrente, retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) e margem EBITDA podem fornecer insights valiosos sobre a eficiência operacional e a solidez financeira da empresa.

– Modelo de negócios e estratégia: Entenda o modelo de negócios da empresa e sua estratégia de longo prazo. Avalie como a empresa gera receita e lucro e se seu modelo é sustentável a longo prazo. Considere também a capacidade da empresa de se adaptar a mudanças no mercado e inovar em seus produtos ou serviços.

– Liderança corporativa: Procure conhecer quem são as pessoas que estão à frente da empresa, sobretudo da diretoria. Uma liderança forte e ética pode ser um indicador de uma empresa bem administrada.

– Vantagens competitivas: Identifique as vantagens competitivas da empresa, como patentes, marcas fortes, barreiras de entrada para concorrentes ou uma rede de distribuição eficiente. Essas vantagens podem proteger a empresa de concorrentes e garantir sua posição no mercado.

– Análise de mercado: Entenda o tamanho do mercado, a participação da empresa que você deseja investir, a concorrência e as tendências do setor. Uma empresa que opera em um mercado em crescimento com pouca concorrência pode ter um potencial de crescimento maior.

– Análise SWOT: Utilize a análise SWOT para obter uma visão holística da empresa. Além de identificar os pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças, considere como a empresa está posicionada para lidar com desafios externos, como mudanças regulatórias ou econômicas.

– Sustentabilidade e responsabilidade social: Cada vez mais, investidores estão considerando o impacto ambiental, social e de governança das empresas, representados pela sigla ESG. Avalie as práticas de sustentabilidade da empresa e seu compromisso com a sociedade. Isso aumenta as suas chances de sucesso financeiro e também contribui para questões mundiais de grande importância. 

– Análise técnica: Embora o foco deste guia seja a análise fundamental, alguns investidores também utilizam a análise técnica para identificar tendências de preços e padrões de mercado que podem sugerir o momento ideal para comprar ou vender ações.  Ao considerar esses aspectos adicionais em sua análise, você estará mais preparado para tomar decisões de investimento mais acertadas. Não esqueça a diferença entre Análise Técnica e Análises Fundamental

Investir no mercado de ações ou no mercado Forex

Tudo depende dos objetivos, tolerância ao risco e estratégia de cada investidor. Independentemente da sua opção, é essencial buscar educação financeira contínua, isso aumenta as suas chances de sucesso no mercado financeiro. 
Se está buscando informação sobre o mercado Forex, nosso artigo Como Investir em Forex a partir do Brasil? ajudará na sua decisão.

Esperamos que a informação tenha sido de grande utilidade para suas decisões financeiras.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados