Carteira Bogleheads: o que é e como funciona?

Pode ser que você não esteja familiarizado com o termo Bogleheads, mas já ouviu falar sobre investimento passivo ou fundos indexados? Vamos descrever quais são as características deste tipo de investimento criado pelo economista John Bogle e como podemos criar uma carteira Boglehead.

Um pouco da história de John Bogle

Em 1929, em plena Grande Depressão, nasceu em Nova Jersey John Bogle. Após cursar, graças às suas boas notas e bolsas de estudo, um grau em economia em Princeton, em 1951 ele se formou como economista e mergulhou no mundo dos fundos de investimento trabalhando com Wellington Funds.

Vinte anos depois, ele foi demitido deste fundo de investimento (não sem antes ser seu Diretor Geral) e fundou: Vanguard Group, atualmente uma das maiores administradoras de ativos financeiros do mundo, como fundos de investimento e ETFs. Foi nesta gestora que, em 1975, introduziu o primeiro fundo indexado, o Vanguard 500 Index Fund.

Em janeiro de 2019, John Bogle faleceu, um dos filantropos mais importantes do século XX (nas palavras do próprio Warren Buffett), criador do investimento Boglehead, e desde Rankia quisemos homenageá-lo no fórum de gestão passiva: Bogleheads e outros temas relacionados à indexação.

O que é a carteira Bogleheads e como funciona

A carteira de investimento Bogleheads é baseada na própria filosofia de investimento de John Bogle. Este economista descobriu que a maioria dos fundos de investimento ativos não conseguia superar o mercado a longo prazo, então uma boa estratégia de investimento poderia ser imitar ou replicar os movimentos do próprio mercado, o que é conhecido como gestão passiva ou indexada, com resultados semelhantes ou melhores que a gestão ativa e menos custos de gestão, já que replicam os mesmos movimentos do próprio mercado.

Portanto, uma carteira Bogleheads é uma carteira composta por fundos indexados de renda fixa (principalmente títulos de alta qualidade de crédito) e renda variável (principalmente global).

Uma carteira Boglehead composta por 3 fundos também é conhecida como “Lazy Portfolio“, ou seja, uma carteira simples projetada para se comportar bem em diferentes cenários de mercado.

Esta carteira de 3 fundos é normalmente composta por um indexado ao índice doméstico, um indexado global e um indexado ao mercado de títulos global. O peso de cada um desses ativos dependerá da idade do investidor e de seus objetivos.

Este tipo de investimento é especialmente indicado para todos aqueles que, como o próprio Bogle disse, optam por comprar o palheiro e não a agulha; ou seja, não buscam especular nem grandes retornos a curto prazo, mas que sua estratégia dê retornos médios a longo prazo.

Filosofia de investimento Boglehead

Os princípios de investimento podem ser resumidos nos seguintes 11 pontos, extraídos do site Bogleheads:

  1. Reduza seus gastos e invista o que economizou.
  2. Invista o mais cedo possível e periodicamente.
  3. Mantenha os custos baixos.
  4. Minimize e adie o pagamento de impostos.
  5. Diversifique.
  6. Simplifique.
  7. Use fundos indexados.
  8. Nunca assuma muito ou pouco risco.
  9. Não tente prever o mercado.
  10. Fuja do ruído do mercado.
  11. Mantenha o curso.

Como criar uma carteira Boglehead

Você pode criar uma carteira indexada por conta própria ou através de roboadvisors ou gestores automatizados.

No caso de criar uma carteira por conta própria, você só precisa ir a um comercializador que ofereça fundos indexados e que não cobre comissões adicionais além das próprias do fundo.

No segundo caso, é investir diretamente nos roboadvisors. Para quem não conhece o que são os Robo Advisors, são gestores automatizados que, após um questionário prévio, criam uma carteira de investimento indexada adaptada às necessidades e perfil do usuário. Por ser uma ferramenta digital, suas comissões são mais baixas do que as gestoras, democratizando o acesso a este tipo de investimentos.

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento