Como investir em café?

Estima-se que o mercado global de café como serviço final alcance cerca de US$ 554 bilhões até 2029. É muito dinheiro!

De mãos dadas com gigantes corporativos como Nestlé, Starbucks e JDE Peets, os copos de café vão e vêm através da venda de produtos em lojas de conveniência, supermercados, cafeterias e restaurantes.

Você estaria interessado em investir em café do Brasil ou de outra parte do mundo?

Bem, fique conosco e conheça os 4 instrumentos de estoque para fazer isso.

Introdução ao mercado de café

O café é um produto obtido a partir do grão torrado e moído das bagas que crescem na planta de mesmo nome.

É uma das bebidas preferidas do ser humano e é preparada com água quente, embora também possa ser servida fria ou gelada. A popularidade do café tem muito a ver com a cafeína, um psicoestimulante natural que seus grãos contêm.

O café é amargo ao paladar e, portanto, adiciona-se açúcar, leite ou creme para realçar seu sabor. Normalmente é consumido ao pequeno-almoço, embora possa ser servido a qualquer hora e também como acompanhamento de certas refeições e sobremesas.

O consumo mundial de café vem aumentando cada vez mais, por isso existe toda uma indústria mundial em torno dessa matéria-prima agrícola. Tudo isso desperta o interesse em descobrir novas formas e instrumentos para investir no café.

A História do Café no Brasil

O café foi introduzido no Brasil no século XVIII, mais precisamente em 1727, no estado do Pará. No entanto, foi no Sudeste, especialmente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que a cultura do café encontrou as condições ideais para prosperar. Em poucas décadas, o país se transformou no maior produtor mundial de café, um título que mantém até os dias atuais.

Durante o século XIX e início do século XX, o “ouro verde”, como era frequentemente chamado, dominou a economia brasileira, impulsionando o crescimento de cidades, a construção de ferrovias e a modernização de portos.

Quais variedades de café existem?

Existem várias subespécies derivadas de reprodução seletiva ou seleção natural de plantas de café.

As castas distinguem-se por 3 características únicas: resistência a doenças, rendimento dos frutos e, sobretudo, o seu sabor particular.

Nesse sentido, os 2 tipos de grãos de café mais cultivados são o arábica e o robusta.

Arábica é o mais popular por seu sabor doce e complexo. O robusta representa um grão mais barato e mais forte que, devido ao seu sabor amargo, é utilizado para bebidas prontas e misturas de café solúvel.

Como está distribuído o mercado de café?

Múltiplos setores e indústrias se desenvolvem em torno da oferta do café. Poderíamos falar de uma segmentação que inclui produtos básicos, produtos processados, equipamentos especializados e serviços finais:

  • Grãos de café crus.
  • Grãos de café processados.
  • Grãos de café orgânicos.
  • Misturas de café concentrado.
  • Cápsulas de café.
  • Bebidas frias à base de café.
  • Bebidas à base de cafeína.
  • Equipamentos para uso doméstico e comercial no preparo de café.
  • Café como serviço ao consumidor final.

Cada um desses setores é especializado em uma determinada parte da cadeia de valor, desde o cultivo e processamento até a venda direta a clientes em estabelecimentos de food service e lojas de conveniência.

Outros aspectos como geografia e canais de distribuição de cada setor também devem ser considerados.

Do lado da demanda, devemos levar em consideração as preferências do consumidor, estilo de vida, taxas de urbanização e novas tendências globais de consumo.

Para dar apenas um exemplo, a empresa de pesquisa de mercado Fortune Business Insights estima que o setor de café como serviço ao consumidor final foi avaliado globalmente em 420,31 bilhões de dólares em 2021… E a expectativa é crescer 4% ao ano taxa de até 554,02 trilhões de dólares em 2029.

Se você está se perguntando como a demanda por café aumentou tanto, talvez o nome Starbucks forneça algumas pistas. Vejamos o gráfico a seguir, cortesia da Statista, com os Países com Maior Número de Cafeterias Starbucks no mundo até 2022, de acordo com o Tipo de Operação:

Como esperado, os Estados Unidos são o país com maior presença da Starbucks com 15.873 estabelecimentos. Segue-se o gigante asiático, a China, com 6.019 estabelecimentos.

starbucks

Você já pode imaginar por que os investidores que desejam diversificar sua carteira de ativos estariam interessados em investir em café.

Investimento em Café no Brasil

A trajetória econômica do café no Brasil sempre atraiu investidores. O grão foi um dos primeiros produtos agrícolas a ser negociado na Bolsa de Valores de São Paulo, fundada em 1890. A riqueza gerada pelo café não apenas incentivou o desenvolvimento interno, mas também atraiu capital estrangeiro.

Com a evolução do mercado, surgiram novas formas de investir no setor cafeeiro. Além da tradicional compra e venda de sacas, o século XX viu o crescimento de empresas de torrefação e exportação.

Mais recentemente, o mercado de cafés especiais e certificados tem ganhado destaque, oferecendo oportunidades para investidores interessados em nichos de mercado de maior valor agregado.

Adicionalmente, a introdução de derivativos, como contratos futuros de café na BM&F Bovespa, proporcionou aos investidores ferramentas para se protegerem das volatilidades de preço e também para especulação.

Quais são os maiores produtores de café do mundo?

As variedades Arábica e Robusta são cultivadas em mais de 70 países nas regiões equatoriais do Sudeste Asiático, Américas, África e Índia.

No gráfico a seguir podemos ver os Principais Países Exportadores de Café do Mundo em 2022 segundo o Valor de suas Exportações (em milhões de dólares):

Países produtores de café

O Brasil liderou com folga as exportações mundiais de café com um valor de 8.542,5 milhões de dólares em 2022.

Seguiram-se a Alemanha e a Suíça com exportações no valor de 3.486,8 e 3.419,3 milhões de dólares, respetivamente.

A Colômbia ficou em quarto lugar com exportações de 3.188,8 milhões de dólares. O café deles é um dos melhores do mundo.

O ranking dos 15 primeiros exportadores de café ficou completo com Itália, Vietnã, França, Honduras, Estados Unidos, Etiópia, Guatemala, Holanda, Indonésia, Canadá e Peru.

Hoje, a suíça Nestlé é a principal torrefadora de café do mundo, seguida pela Starbucks e JDE Peets.

Estima-se que, só com a venda de café, a Nestlé tenha faturado cerca de 24.390 milhões de euros em 2021. Isso equivale ao valor das exportações dos 7 maiores países do nosso ranking.

Quem são os maiores consumidores de café no mundo?

Abaixo, podemos ver o gráfico com os Principais Países Importadores de Café do Mundo em 2022 segundo o Valor de suas Importações (em milhões de dólares):

Principais Países Importadores de Café do Mundo

Com a maior economia do planeta, os Estados Unidos foram o país com as maiores importações de café no valor de 9.786,3 milhões de dólares em 2022.

O segundo lugar ficou com a Alemanha, com importações no valor de 5.087,3 milhões de dólares.

A lista dos 10 maiores importadores de café foi completada por: Canadá, Japão, Holanda, Espanha, Reino Unido, Suíça, Polônia e Austrália.

É importante levar em consideração que existem países com certo equilíbrio entre produção e consumo, que não geram grandes superávits para exportação ou não demandam maiores importações. Este poderia ser o caso em países como a China ou a Índia.

Fatores que afetam os preços do café

Existem vários fatores que influenciam os preços do café, incluindo cada um dos custos associados a várias fases da cadeia de valor:

  • Aquisição de matéria-prima.
  • Produção, incluindo mão de obra.
  • Envio e distribuição.
  • Marketing e publicidade.

O custo da matéria-prima é um dos elementos mais importantes na determinação do preço final do café.

Outros fatores que afetaram os preços incluem clima e gargalos nas cadeias de suprimentos globais. Podemos citar também desde os materiais de embalagem até os custos de energia envolvidos no processo de torrefação do grão.

Instrumentos financeiros para investir em café

Graças aos avanços tecnológicos e inovações financeiras, você pode investir em café da Brasil ou de qualquer lugar do mundo onde você estiver.

Existem 4 instrumentos principais para o fazer:

Futuros de café

É um acordo vinculativo entre duas partes para comprar e vender um ativo em uma data futura a um preço predeterminado hoje.

Futuros são contratos de derivativos padronizados que são negociados em diferentes bolsas eletrônicas, como as mencionadas, NYMEX, ICE e BOVESPA, entre outras.

São operadas com margem (alavancagem), por isso seu risco é maior do que na operação de caixa. Além disso, você pode evitar a entrega física por meio do processo de renovação do contrato.

Investir em café através de futuros tem 2 grandes vantagens:

  • Esses instrumentos são negociados em uma bolsa centralizada e regulamentada onde as operações são cruzadas, portanto há grande transparência na precificação.
  • As comissões são muito baixas em comparação com outros instrumentos, como CFDs.

Dentre os principais contratos que podemos citar temos:

  • NYMEX: KT
  • ICE: KC
  • BOVESPA: ICF

Conheça as Melhores Corretoras para Futuros

CFDs sobre ativos de café

CFDs ou Contratos por Diferença são derivativos que permitem especular sobre o preço, mas sem realmente adquirir o ativo subjacente .

Eles também são negociados na margem e seu risco é bastante alto devido à alavancagem. Grandes ganhos podem ser obtidos, mas as perdas potenciais aumentam na mesma proporção .

Para investir em café temos CFDs que acompanham contratos futuros e CFDs que acompanham ações de empresas que participam da cadeia de valor do café.

Você deve observar que, ao contrário dos futuros, os CFDs não são negociados em um único mercado. Pelo contrário, será a corretora que fará a contrapartida de todas as suas operações .

Da mesma forma, as comissões que os corretores cobram para negociar com ativos de café são baseadas no spread , que pode ser oneroso.

Revise os Melhores corretoras de CFDs no Brasil

ETFs sobre ativos de café

Um ETF nada mais é do que um ‘Exchange Traded Fund' e é um instrumento de investimento agrupado, muito parecido com um fundo mútuo. Os ETFs investem em um grupo específico de ativos, como ações, índices e futuros, em troca do pagamento de uma taxa de administração .

O ETF realmente combina as características de uma ação com um fundo mútuo. Pode ser comprado e vendido por meio de ações a qualquer momento e a nosso critério.

A comissão para despesas de administração pode ser maior ou menor dependendo do tipo de gestão (ativa ou passiva) que o fundo exige . Este é um aspecto crucial ao escolher um ETF.

Existem ETFs distributivos que distribuem dividendos e outros que apenas geram benefícios com sua valorização.

Entre os ETFs mais destacados sobre ativos de café podemos citar :

  • iPath Bloomberg Coffee Subindex Total Return ETN ( NYSE:JO ).
  • WisdomTree Coffee ( LONDRES: COFF ).

Se você deseja encontrar um bom intermediário, deixamos o link para o melhores corretoras para comprar ETFs

Ações relacionadas ao café

As ações em dinheiro representam um instrumento de investimento indireto que nos concede parte do capital social de uma empresa e, com isso, o direito de receber uma fração dos potenciais benefícios gerados.

Nesse caso, não investimos no café como ‘commodity', mas em uma empresa que participa da cadeia de valor dessa matéria-prima.

Com as ações podemos beneficiar da sua valorização na bolsa e/ou dos eventuais dividendos que sejam distribuídos.

Entre as empresas mais importantes que podemos citar estão:

  • Starbucks Corporation (NASDAQ: SBUX) .
  • Nestlé (SUÍÇA: NESN) .
  • JDE Peets ( AMSTERDAM: JDEP ).

Agora que você conhece os aspectos fundamentais para investir em café, acha que essa matéria-prima pode ser lucrativa?

Se você for entrar na negociação de ações, certifique-se de acumular muita experiência de demonstração antes de investir dinheiro real .

Por outro lado, a chave final é aplicar uma boa gestão de riscos que proteja seu capital no longo prazo .

O consumo de café no mundo continuará aumentando nos próximos anos, portanto sua demanda está quase garantida. Cabe a nós aproveitar essa tendência para aproveitá-la na bolsa!

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...