O que são ações e como analisá-las

As ações são um dos produtos de investimento em bolsa mais populares, mas antes de começar a investir, devemos ter claro o que são, o que determina o valor de uma ação e como analisá-las com o objetivo de decidir se devemos comprar ações de uma empresa específica ou não. Neste artigo, damos-lhe as chaves para mergulhar no mundo do investimento em bolsa através das ações.

O que são ações?

Uma ação representa uma parte proporcional do capital social de uma empresa, entendendo por capital social o valor das contribuições dos sócios. Ou seja, as ações de uma empresa conferem ao seu detentor a condição de proprietário e como tal, um acionista tem certos direitos, como o direito de voto em assembleia ou o direito de participar nos lucros.

As empresas listadas na bolsa geralmente têm seu capital social dividido em um grande número de ações, de modo que qualquer pessoa pode comprar um número determinado de ações na bolsa de valores do país em que está listada. Ao fazê-lo, essa pessoa passa a ser proprietária de uma parte (ação) desse negócio. No entanto, sua porcentagem de participação na empresa provavelmente será muito baixa e não terá poder suficiente para impor sua vontade na direção da empresa. Por exemplo, a família Botín controla o Banco Santander com apenas 0,74% do capital.

Deve-se tratar o investimento em ações como qualquer outro negócio do qual se é proprietário. Se confiamos em um negócio que funciona e até cresce, por que não se tornar proprietário? Por outro lado, se temos um negócio em que não temos boas perspectivas de futuro, o mais lógico seria vendê-lo, mesmo que isso signifique perder dinheiro, pois poderíamos perder mais se continuássemos dentro. No caso das ações, e como veremos mais adiante, o investimento por fundamentos baseia-se, em maior ou menor grau, neste argumento.

Como se classificam as ações?

Na hora de ver o tipo de ações, estas se classificam de diferentes maneiras e de acordo com sua “função”. Como os seguintes tipos de ações:

  • Ações comuns ou ordinárias: Este tipo de ações dá direito ao titular da mesma a participar nos lucros da empresa (ou seja, receber dividendos) e votar nas assembleias gerais da empresa para diferentes temas.
  • Ações preferenciais: Equivalem a um valor patrimonial com prioridade sobre as ações comuns em relação ao pagamento de dividendos. A taxa de dividendos dessas ações pode ser fixa ou variável, sendo estabelecida no momento em que são emitidas.
  • Ações de voto limitado: Tipo de ações que dão o direito de votar em determinados aspectos da sociedade mencionados no contrato de subscrição de ações. Além disso, essas ações têm caráter preferencial ou costumam dar direito a receber dividendos maiores do que as ações ordinárias.
  • Ações conversíveis: Tipo de ações que podem ser convertidas em títulos e vice-versa, embora os títulos geralmente sejam convertidos em ações.
  • Ações de indústria: Neste caso, a contribuição dos acionistas é feita através da realização de algum serviço ou trabalho.
  • Ações liberadas: Essas ações são emitidas sem a obrigação de serem pagas pelo acionista, pois foram pagas com os lucros ou ganhos que o acionista deveria receber.
  • Ação própria: É a ação que tem como titular a própria empresa que a emitiu.
  • Ações com valor nominal: São um tipo de ação em que o valor da contribuição é numericamente indicado.
  • Ações sem valor nominal: Como o nome indica, são ações nas quais o valor da contribuição não é indicado, sendo estabelecida a parte proporcional que representam no capital social da empresa emissora.

Por que as ações são chamadas de renda variável?

Um detentor de ações, ao ser proprietário de uma empresa, participará nos lucros gerados por esta numa proporção igual ao número de ações que possui. Esse lucro gerado e distribuído entre os acionistas, chamado dividendo, não será igual todos os anos, portanto, o detentor de ações receberá uma renda pela sua condição de acionista que será variável e dependerá dos lucros obtidos a cada momento pela empresa da qual é proprietário.

Quais direitos as ações conferem?

Ao comprar ações e se tornar acionistas ao mesmo tempo, eles acessam uma série de direitos, como os seguintes:

  • Direito de obter uma participação nos lucros ou ganhos da empresa, o que lhes permite ter direito a receber os dividendos distribuídos pela empresa emissora de ações quando estabelecido em seu calendário anual.
  • Direito à informação sobre a atualidade da sociedade anônima.
  • Direito de voz e voto na Assembleia Geral de Acionistas para votar sobre certas medidas.
  • Ter o direito de decidir ceder as ações.
  • Direito de opção preferencial para a subscrição de novas séries de ações ou, o direito de receber ações liberadas.

Por que as empresas e ações são listadas na bolsa?

As empresas, diante da necessidade de financiamento para realizar investimentos ou a necessidade de capital para pagar dívidas, podem recorrer a uma oferta pública inicial. Para isso, novas ações são emitidas e colocadas em circulação em algum mercado regulado. Isso obriga as empresas a tornarem públicas suas contas para que qualquer potencial acionista tenha todas as informações necessárias para avaliar a empresa.

Para uma empresa, o fato de ser listada na bolsa permite ser mais visível para seus possíveis clientes, obter melhores condições de financiamento e certo prestígio. Para os clientes, fornecedores e investidores de uma empresa, o fato de ser listada na bolsa é uma garantia de transparência e solvência.

O que determina o valor de uma ação?

O valor de uma ação é determinado pela oferta e demanda desta empresa no mercado: ao abrir o capital, uma empresa emite uma quantidade específica de ações; se estas têm mais compradores do que vendedores, seu preço aumentará e vice-versa; se ao abrir o capital não houver demanda suficiente interessada em comprar estas ações, o valor diminuirá.

Como determinar o valor de uma ação

TermoDescrição
DtO dividendo que o acionista espera receber no final do ano t
D0O dividendo mais recente já pago
D1O primeiro fluxo de caixa a ser recebido pelo novo comprador da ação
D2O dividendo esperado em 2 anos
P0Preço real de mercado de uma ação atual, fixado com base em g estimado pelos investidores marginais
^P1O preço esperado ou estimado da ação no final do ano t
^P0Valor intrínseco ou teórico, valor de um ativo estimado pelo investidor, podendo ser diferente do preço atual de mercado, do valor contábil ou ambos
gA taxa esperada de crescimento em dividendos por ação; se os dividendos aumentam a uma taxa constante, g é igual à taxa esperada de crescimento no preço da ação
KsA taxa de retorno, a taxa mínima de retorno sobre uma ação comum que um acionista aceita, em relação ao grau de risco como os retornos sobre outros investimentos
^ksA taxa esperada de retorno que um investidor estima receber pela ação, que pode estar acima ou abaixo de Ks
KsTaxa real de retorno e depois dos fatos, sobre uma ação comum que seja percebida pelos acionistas, podendo ser maior ou menor que ^k ou Ks
D1/PoO Rendimento por dividendo, o esperado dividido entre o preço atual de uma ação de capital
^P1 – PoO retorno por ganhos de capital a ser obtido no próximo ano
PoPreço inicial da ação
^KsA soma do retorno esperado por dividendos (D1/Po) mais o retorno pelos ganhos de capital {(^P1 – Po) /Po}
  • Retorno total esperado, ou sobre uma ação determinada
  • Os dividendos esperados como base para definir os valores das ações
  • O valor do bônus ou obrigação figura na forma de valor atual dos pagamentos de juros durante a duração do bônus mais o valor atual do valor no vencimento ou valor ao par dos bônus.

Como posso analisar uma ação para investir nela?

Basicamente existem dois critérios para analisar uma ação:

  • Análise fundamental: A análise fundamental baseia-se em todas as informações que uma empresa listada disponibiliza ao público: Contas anuais, relatórios trimestrais, semestrais, fatos relevantes (notícias que a própria empresa publica). Além disso, também se leva em conta a evolução do setor, as perspectivas futuras do mesmo e a evolução da economia..
  • Análise técnica: A análise técnica só leva em consideração o comportamento recente do preço em um gráfico e o número de ações negociadas. Com essa informação, pretende-se obter uma avaliação sobre a direção do preço futuro. Normalmente, a análise técnica está relacionada à especulação (investimentos de curto prazo).
análise técnica de ações de bolsa

 

Para analisar uma empresa e investir nela a médio ou longo prazo, a análise fundamental é necessária para discernir quais empresas são apropriadas e quais não são. Depois disso, teremos que chegar à conclusão de qual é o preço justo a pagar por suas ações e ter uma ideia de quando essa ação está cotada cara ou barata.

A análise técnica pode servir para afinar o preço de compra. Portanto, ambos os critérios não são exclusivos no investimento em ações, são mais compatíveis. A análise fundamental indica qual empresa é válida para investir e pode nos dar uma ideia do preço justo de uma ação, enquanto a análise técnica serve para decidir o momento do investimento.

Como comprar e investir em ações?

Para investir em ações, só temos que abrir uma conta com um corretor. O gasto com comissões é muito importante e, dependendo do corretor que escolhermos, teremos que pagar umas comissões ou outras.

Além disso, muitos corretores cobram comissões por manter uma conta de valores aberta. Todos os gastos relacionados à compra, venda e manutenção de ações diminuem a rentabilidade final de um investimento, por isso devemos selecionar cuidadosamente aquele que nos ofereça as condições que mais se adaptem ao estilo de investimento que escolhemos.

Uma vez que já sabemos o que são ações… Vamos comprá-las, não é? Para comprar ações online, temos um post específico onde falamos sobre isso, que deixo linkado.

Mas para te dar algumas dicas rápidas:

  • Compre sempre em um corretor altamente regulado. Melhor prevenir do que remediar
  • Compre com um corretor com poucas comissões.
  • Compre com um corretor fácil de usar para não se cansar dos investimentos

Qual corretora agrupa esses três básicos?

👉 Confira nosso artigo de Melhores Corretoras Online para comprar açoes

Investimento em ações como alternativa a outros investimentos

  • Investimento em ações como alternativa ao investimento imobiliário: O investimento imobiliário não é tão eficiente quanto o investimento em ações. Em primeiro lugar, as ações de grandes empresas podem ser compradas e vendidas muito mais rapidamente do que podemos comprar e vender um apartamento, ou seja, têm maior liquidez. Além disso, a compra de uma casa gera uma série de despesas e trâmites no momento da compra e venda.
    • Adicionalmente, a propriedade de um ativo imobiliário gera custos via impostos bem como a necessidade de realizar reformas.
    • A compra/venda de ações também gera uma série de despesas de compra e venda, mas não teremos que pagar um imposto todos os anos por sua posse. Por outro lado, também podemos investir em ativos imobiliários através do investimento em ações de REITs
  • Investimento em ações como alternativa à poupança em depósitos: As contas de poupança e depósitos dão um retorno menor a outros ativos com maior risco, como é o caso das ações. Muitas das grandes empresas distribuem parte do lucro aos seus acionistas através do pagamento de dividendos, de modo que o retorno do dividendo é maior do que o retorno via depósitos. O investimento em ações que pagam dividendos robustos é uma estratégia de investimento em si mesma e está muito relacionada com o investimento em grandes empresas a longo prazo. As boas empresas costumam aumentar o pagamento de dividendos ao longo dos anos, o que aumentará o retorno do dividendo se mantivermos as ações. No entanto, ao contrário dos depósitos, o capital investido varia de valor de acordo com a cotação das ações, portanto o capital destinado ao investimento não deve ser necessário e urgente no curto e médio prazo.

Onde encontrar as informações das empresas listadas no Brasil

Para investir em ações de empresas listadas no Brasil, é crucial realizar uma análise das demonstrações financeiras (análise fundamental) para avaliar a viabilidade do investimento. As demonstrações financeiras oferecem um panorama da situação financeira da empresa no momento da publicação, geralmente divulgadas anualmente e também em relatórios trimestrais. As mais relevantes são o balanço patrimonial, a demonstração de resultados e a demonstração de fluxos de caixa.

No Brasil, as empresas listadas são obrigadas a tornar públicas todas essas informações. Esses dados podem ser encontrados no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou diretamente nos sites das empresas. Na CVM, é possível realizar uma busca por informações de entidades específicas, inserindo o nome da empresa desejada. Os relatórios financeiros intermediários e anuais são essenciais para uma análise fundamental.

Para uma análise mais aprofundada, é útil transferir os dados das demonstrações financeiras para uma planilha, permitindo observar a evolução de vendas, lucros ou dívidas ao longo dos anos. Além disso, é possível calcular uma série de índices financeiros relacionados à rentabilidade, endividamento, crescimento, etc. Para isso, deve-se acessar o site da CVM, selecionar a empresa e baixar os relatórios relevantes.

Ao selecionar os dados do segundo semestre de cada ano e organizá-los em uma planilha, é possível ter um panorama completo e organizado. A seção de informações segmentadas nos relatórios pode revelar detalhes sobre vendas nacionais e internacionais, ajudando a determinar o grau de internacionalização da empresa. Também é valioso considerar as informações econômicas dos países e mercados onde a empresa opera.

No tópico informação segmentada encontraremos informações sobre as vendas nacionais e internacionais. Isso nos ajudará a determinar o grau de internacionalização da empresa. Além disso, também é útil observar as informações econômicas dos países e mercados em que uma empresa opera.

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados

Deixar uma Resposta

Leave a Comment

Sii il primo a commentare!
Commento