Investir em cannabis no Brasil: Como fazer isso de forma segura ?

Cada vez mais setores surpreendentes estão surgindo, então não só podemos entrar em setores tão clássicos como o petróleo ou a alimentação, mas hoje temos ao nosso alcance setores mais exóticos como o hidrogênio, empresas com critérios ESG, ou o mesmo que viemos falar hoje, o cannabis

No entanto, antes de avaliar como investir em cannabis de forma segura no Brasil, devemos nos fazer a seguinte pergunta.

É legal investir em cannabis no Brasil?

Certamente, antes de nos perguntarmos como investir em cannabis, faz muito mais sentido nos perguntarmos se é legal investir em cannabis no Brasil.

Investir em empresas de cannabis por meio do mercado de ações é legal para brasileiros, desde que essas empresas estejam listadas em bolsas de valores internacionais e o investimento seja feito através de corretoras que operam legalmente e oferecem acesso a esses mercados. O investimento em ações de empresas estrangeiras, incluindo aquelas no setor de cannabis, é permitido e regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no Brasil, desde que as transações sejam realizadas em conformidade com as leis e regulamentos financeiros.

No entanto, é importante distinguir entre investir em empresas de cannabis através do mercado de ações e a legalidade da cannabis para uso recreativo ou medicinal no Brasil:

  1. Uso Medicinal: O Brasil permite o uso de cannabis para fins medicinais. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) regulamenta a fabricação, importação e comercialização de medicamentos à base de cannabis. Pacientes com prescrição médica podem acessar produtos de cannabis medicinal, sujeitos a regulamentos específicos.
  2. Uso Recreativo: O uso recreativo da cannabis permanece ilegal no Brasil. A legislação brasileira proíbe a produção, venda e consumo de cannabis para fins não medicinais.

Portanto, enquanto o investimento em ações de empresas de cannabis que operam legalmente em países onde a cannabis é legalizada para uso medicinal ou recreativo é permitido para investidores brasileiros, o cultivo, a venda e o consumo de cannabis para fins recreativos são proibidos no Brasil. Investidores interessados em explorar oportunidades de investimento no setor de cannabis devem fazer isso via canais legais e regulamentados, garantindo a conformidade com as leis brasileiras e internacionais.

Por que investir em cannabis?

A seguir, vamos ver as razões pelas quais começar a investir em cannabis pode ser uma boa decisão financeira

Descriminalização da cannabis nos EUA

Em primeiro lugar, embora a situação da cannabis ainda seja ilegal na maioria dos países do mundo, ao longo da última década tem havido uma descriminalização progressiva, bem como uma autorização para a sua comercialização, não apenas para fins médicos ou terapêuticos, mas também recreativos.

E um bom exemplo disso são os EUA. Desde que em 2012 os estados de Colorado e Washington, tornaram-se os primeiros estados americanos a descriminalizar o seu consumo recreativo e até mesmo a sua comercialização (desde 2017 no estado do Colorado), a lista de estados que aderiram não parou de crescer nos últimos anos.

Portanto, o consumo recreativo de cannabis já é legal em mais de 15 estados, incluindo Alasca, Califórnia, Oregon, Nevada ou Nova York. Mas além disso, já existem vozes que clamam pelo fato de que seu consumo recreativo poderia ser descriminalizado (para maiores de 21 anos) pelo atual governo federal antes do final do atual mandato.

No entanto, e diante de tais expectativas, as empresas dedicadas à sua comercialização viveram sua própria bolha no início de 2021, quando Joe Biden ganhou as eleições.

Descriminalização da cannabis na Europa

E da mesma forma que os EUA caminham para a sua progressiva descriminalização para o seu consumo, a Europa segue o mesmo caminho, embora um pouco mais devagar.

No entanto, deve-se acrescentar que a Holanda, famosa por seus coffee shops em Amsterdã onde é legal comprar e consumir, foi acompanhada por outro país.

E é que Malta tornou-se o primeiro país da Europa a legalizar o seu cultivo, posse e consumo (até certos limites) em todo o país com uma Lei pioneira em toda a UE.

Para Malta, devemos adicionar todos os países onde seu consumo é legal para fins medicinais, incluindo Croácia, Grécia, Chipre, Alemanha, Itália, Luxemburgo, Noruega, Holanda e Finlândia. E a Espanha já está muito perto disso.

Como podemos ver, claramente é um setor que está sendo progressivamente descriminalizado, o que sem dúvida, aumentará seu valor, já que muito dinheiro negro, virá à luz.

Como Investir em Cannabis de Forma Segura no Brasil?

O mercado de cannabis está crescendo globalmente, oferecendo oportunidades únicas para investidores. No Brasil, apesar das restrições ao uso recreativo, o interesse pelo investimento em cannabis, especialmente para fins medicinais, tem aumentado. Para brasileiros interessados em explorar este setor, a utilização de corretoras internacionais renomadas, como a Interactive Brokers, pode ser uma estratégia segura e eficaz. Aqui estão algumas opções de investimento a considerar:

Investir em Ações de Cannabis

Investir diretamente em ações de empresas de cannabis listadas em bolsas internacionais é uma forma direta de entrar no mercado. Empresas que operam legalmente na produção, pesquisa e venda de cannabis medicinal estão acessíveis através de corretoras internacionais. Antes de investir, é crucial realizar uma análise detalhada da empresa, considerando sua saúde financeira, potencial de crescimento e riscos regulatórios.

Investir em ETFs de Cannabis

ETFs (Exchange-Traded Funds) que focam no setor de cannabis proporcionam uma forma diversificada de investimento, espalhando o risco por várias empresas dentro do setor. Esses fundos são particularmente atraentes para investidores que buscam exposição ao mercado de cannabis sem escolher ações individuais. A Interactive Brokers permite que investidores brasileiros acessem uma variedade de ETFs de cannabis, facilitando a diversificação do portfólio.

Investir em Derivados de Cannabis

Para investidores com mais experiência, que buscam uma exposição mais sofisticada ao mercado de cannabis, os derivados financeiros, como opções e futuros, podem ser uma opção. Esses instrumentos permitem especular sobre os preços futuros das ações ou ETFs de cannabis, oferecendo potencial de lucro tanto em mercados em alta quanto em baixa. A Interactive Brokers fornece uma plataforma robusta para negociação de derivativos, com ferramentas avançadas de análise e gestão de risco.

Investir em Cannabis | Opiniões 2023

Durante a última década, e com especial atenção em 2018, a indústria da cannabis experimentou um crescimento significativo nos mercados internacionais, o que aumentou um interesse considerável em investidores ávidos para capitalizar as oportunidades emergentes neste setor. No entanto, o investimento em cannabis é um tema de debate com opiniões variadas.

Por um lado, os otimistas veem um futuro brilhante para esta indústria. O contínuo processo de legalização em vários países, o crescente interesse da comunidade científica em suas propriedades medicinais e a mudança na percepção social, representam fatores promissores para sua expansão. Além disso, a inovação em produtos derivados da cannabis, como comestíveis, cosméticos e têxteis, poderia diversificar ainda mais o mercado.

No entanto, os céticos argumentam que o investimento em cannabis ainda é arriscado. E é que, apesar de tudo, o consumo de cannabis ainda é ilegal na maioria dos países, e nos que é legal, é com restrições bastante estritas. Além disso, o caso de legalização massiva de muitos países onde já se está flertando com essa ideia, faz com que exista o risco de sobresaturação da demanda, o que baixaria os preços e, curiosamente, poderia gerar dúvidas nos investidores.

Prós e contras de investir em cannabis

Por fim, deixo-te com uma lista de prós e contras que deves ter em conta antes de considerares investir neste setor tão particular:

Prós de investir em cannabis

  1.  Crescimento do mercado
  2.  Diversificação do produto: Não é apenas a cannabis medicinal ou CBD, é toda a indústria que a rodeia: Ferramentas de cultivo, produtos de sabores, artigos de consumo -não cannabis-.
  3.  Pesquisa e desenvolvimento
  4.  Melhorias na percepção social:

Contras:

  1. ❌ Incerteza legal e regulatória
  2. ❌ Estigmatização social

Em suma, a ideia de investir em cannabis pouco a pouco pode ganhar consistência, principalmente com um status legal que gradualmente caminha para a descriminalização. Até certo ponto, pode até ser uma forma pessoal de protesto e impulso para sua legalização (especialmente na Europa).

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados