Como investir em CFDs no Brasil? Guia COMPLETO para iniciantes

Você investe no Brasil? Se sim, entender sobre o que são e como investir em CFDs pode ser bastante relevante para as suas estratégias no mercado financeiro.

Os Contracts for Difference (CFDs) ou, em tradução livre, Contratos por Diferença, são instrumentos financeiros do tipo derivativo, que permitem que investidores com perfil mais arrojado façam operações que demandam menos capital e viabilizam lucros relevantes, tanto em mercados em alta quanto em baixa.

Neste artigo você entenderá o universo dos CFDs com maior profundidade: descubra as oportunidades, riscos, como dar os primeiros passos, estratégias para minimizar a chance de perdas e muito mais. Boa leitura!

O que são CFDs e como funcionam?

Os Contratos por Diferença, conhecidos como CFDs, são derivativos financeiros que permitem aos investidores especular sobre as variações de preço de uma ampla gama de ativos, sem a necessidade de comprá-los diretamente. 

Entre os ativos que podem ser negociados via CFDs estão, por exemplo:

  • Ações;
  • Índices (US 500, CAC 40, DAX 30, etc);
  • Moedas;
  • Commodities (ouro, petróleo bruto, prata, etc);
  • Criptomoedas; Bitcoin
  • ETFs; entre outros.

Agora, talvez você esteja se perguntando: 

— Por que os investidores escolhem os CFDs? 

Bem, para começar, esse tipo de derivativo oferece razoável flexibilidade e acessibilidade, por ter requisitos de capital mais baixos quando comparado à compra direta dos ativos, e também por ser possível operar alavancado (explicaremos esse mecanismo mais à frente). 

Uma outra vantagem relevante destacada por investidores é que, por ser um mercado externo à bolsa, também chamado de over-the-counter (OTC), as negociações podem acontecer 24h por dia, 7 dias por semana.

Além desses benefícios, vale reforçar que o trading de CFDs de ações possibilita os chamados investimentos fracionários. Esse tipo de estratégia é especialmente útil no contexto de ativos que são muito caros e, com os CFDs de ações, investidores podem investir a quantia que desejarem, ao invés de comprarem ações inteiras. 

O funcionamento dos CFDs como derivativos financeiros

Em uma negociação de CFDs, o investidor deve analisar o mercado e, com base na sua percepção, avaliar se o valor do ativo deve subir ou cair. A partir disso, duas operações são possíveis, a de compra ou de venda de CFD:

  • Operação de compra de CFD: quando os indicadores analisados sugerirem que o preço de um ativo subirá, deve-se fazer o chamado “entrar comprado” e abrir uma compra de CFD desse ativo. Nesse caso, o lucro acontece se o mercado subir para além do seu ponto de entrada. 
  • Operação de venda de CFD: por outro lado, a operação de “entrar vendido” permite que o investidor especule sobre a queda do ativo. Nesse caso, o lucro ocorre se o preço do ativo cair mais do que seu preço de entrada.

Na prática, portanto, os Contratos por Diferença permitem a especulação nas duas direções: alta e baixa.

Por isso, a possibilidade de investidores lucrarem tanto com mercados em alta quanto em baixa é vista como uma das principais vantagens de operar com CFDs, sendo que a margem de lucro está diretamente relacionada à diferença entre o preço na ocasião da entrada e o preço no fechamento do contrato.

Como começar a investir em CFDs no Brasil?

Para investir em CFDs no Brasil, você precisará abrir uma conta em uma corretora de investimentos que ofereça essa modalidade. 

Antes de começar, entretanto, é importante saber que, apesar da negociação de CFDs no Brasil não ser considerada ilegal, é um tipo de operação que não está devidamente regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Nesse sentido, para investir em CFDs, você precisará usar corretoras sediadas em outros países e ter clareza sobre os riscos associados para gerenciá-los de forma adequada. 

Agora, veja como começar a investir em CFDs no Brasil:

Escolha de uma corretora de CFDs confiável

Para executar operações financeiras de CFDs, você precisará ter uma conta em uma corretora de Contratos por Diferença. Atualmente, a maior parte das corretoras possui um aplicativo e o processo para se cadastrar não é complexo.

A corretora atuará como intermediária das negociações. Sendo assim, o mais importante é que você escolha uma corretora confiável e com boa reputação no mercado

Não se esqueça de conferir as comissões, spread e outras taxas cobradas pelas corretoras. Esses valores podem variar bastante e, claro, influenciar nos seus rendimentos.

Abra uma conta de negociação de CFDs

Após escolher a corretora mais conveniente para você, a etapa seguinte é a abertura da conta de negociação para que você possa, de fato, visualizar os ativos disponíveis e executar as operações de compra e venda de CFDs.

Entretanto, por se tratar de um investimento de alto risco e volatilidade, se você for iniciante, a nossa recomendação é abrir uma conta de demonstração antes

Boa parte das corretoras disponibiliza essa funcionalidade, que te permite operar de forma simulada, exatamente como faria “na vida real”, para que você se familiarize antes de comprometer qualquer quantia.

Envie a documentação necessária para aprovação

Para conseguir abrir a conta na corretora de CFDs, você precisará enviar alguns documentos. O objetivo é garantir a segurança das operações para todos os envolvidos. Entre os documentos comumente solicitados estão:

  • documentos de identificação; e
  • comprovante de residência.

Em alguns casos, podem ser solicitadas informações relacionadas ao seu histórico e experiência em operações no mercado financeiro.

Passo a passo inicial para investir em CFDs no Brasil

Como você deve ter percebido, negociar CFDs é um tipo de operação considerada de alto risco. Muitos fatores podem influenciar a volatilidade dos ativos e, por isso, é importante ter bastante consciência de como esse tipo de investimento funciona antes de começar. 

Veja algumas orientações que vão te guiar nos primeiros passos:

Passo 1: Pesquise e analise o mercado de CFDs

Flutuações de mercado, eventos não previstos, mudanças na política econômica e inúmeros outros fatores podem impactar o valor dos ativos e, consequentemente, causar variações nos preços dos CFDs. 

Por isso, o primeiro passo é, sem dúvidas, fazer uma pesquisa ampla e aprofundada sobre o mercado de CFDs dentro e fora do Brasil.

Procure se familiarizar com os tipos de ativos disponíveis e análises mais relevantes para cada caso, além de acompanhar canais de notícias sobre investimentos e tendências de mercado. 

Passo 2: Faça o depósito na conta de negociação

Em seguida, considerando que você já possui uma cadastro ativo em uma corretora de CFDs, será necessário fazer um depósito inicial na conta que usará para negociação. 

Geralmente, as corretoras oferecem diferentes métodos de pagamento para que você escolha o que é melhor para você. Antes de fazer a transação, certifique-se de que entendeu completamente as políticas de depósito e retirada da corretora escolhida, ok?

Passo 3: Escolha entre os ativos disponíveis para negociação

Assim que o valor depositado cair na conta, como as negociações de CFDs acontecem a qualquer momento, você já poderá selecionar os ativos que deseja negociar. 

A maioria das corretoras de CFDs oferece uma boa quantidade de ativos, os quais incluem diversos tipos como ações, índices, moedas e commodities, por exemplo. 

Escolha os ativos que mais se adequam à sua estratégia e, então, vá para o passo seguinte.

Passo 4: Execute as operações de compra e venda de CFDs

Uma vez que você selecionar os ativos que se encaixam na sua estratégia de investimentos, é hora de avançar para as operações de especulação de compra e venda.

O processo, nesse passo, pode variar um pouco dependendo a corretora que você escolher.

O mais importante é lembrar que, ao operar CFDs, você não está comprando ou vendendo o ativo em si, mas sim negociando a diferença de preço entre a abertura e o fechamento do contrato.

Como fazer o gerenciamento de riscos ao investir em CFDs?

Para que seus investimentos em CFDs sejam bem-sucedidos, é essencial implementar estratégias de gerenciamento de risco para reduzir as chances de acontecerem perdas evitáveis.

Conheça algumas das estratégias mais importantes:

O uso de ordens stop loss e take profit

Ordens stop loss e take profit, são formas de minimizar o risco de perdas ao investir em CFDs.

A ordem stop loss permite que você feche automaticamente uma posição quando ela chega a um limite máximo de perda.

Já a ordem take profit permite que você realize lucros quando a posição atinge um nível de preço determinado previamente. 

A avaliação do tamanho da posição e uso adequado da alavancagem

Se você já ouviu falar ou leu algum outro material sobre CFDs, provavelmente já teve contato com o termo “alavancagem”. Esse é um dos principais diferenciais do investimento em CFDs, mas é também onde se encontra o maior potencial de risco. Por isso, é importante ter cautela.

Veja um exemplo: se você quisesse comprar 10 ações da empresa X a R$ 50 por ação, você precisaria investir R$ 500. Certo? 

Com a alavancagem de CFDs, você pode investir apenas uma fração desse valor como margem para abrir uma posição. Em alguns casos, a alavancagem pode ser até de 400:1, o que significa, nesse exemplo, que o investidor precisaria aportar, inicialmente, apenas 0,5% do valor total da negociação.

No entanto, é importante perceber que a alavancagem também potencializa significativamente os riscos associados, pois as perdas podem ser ampliadas assim como os ganhos.

No exemplo hipotético que demos, se as ações da empresa X aumentarem em 1%, o preço da sua posição CFD aumentaria 400%. Por outro lado, se as ações da empresa X caírem 1%, o preço da sua posição CFD cairia 400%.

Essa alavancagem é como um empréstimo feito junto à corretora e, por isso, existem taxas associadas. Para gerenciar riscos desse tipo de operação é essencial, portanto, analisar o tamanho da posição, a proporção de alavancagem e se atentar ao tempo necessário apra executar as negociações.

Considerações finais sobre investir em CFDs no Brasil

Por fim, é importante reforçar algumas questões que te ajudarão a se preparar para investir em CFDs de forma mais segura e estratégica:

Invista em conhecimento e educação financeira sobre CFDs

Assim como acontece em qualquer outro tipo e estratégia de investimentos, é fundamental buscar conhecimentos e ferramentas de educação financeira que te dêem informações confiáveis e aprofundadas sobre CFDs. 

Lembre-se que esse tipo de operação financeira demanda estudos aprofundados não apenas em relação a análises fundamentalistas e técnicas, mas também sobre tendências comportamentais e de mercado. 

Existem diversos recursos disponíveis, como cursos online, livros, artigos científicos, estudos feitos por corretoras e blogposts como esse, que podem ajudá-lo a aprimorar suas habilidades como investidor em CFDs.

Esteja alerta aos riscos envolvidos e busque orientação profissional

Você deve ter percebido que investir em CFDs envolve riscos elevados e demanda uma compreensão de mercado bastante ampla. Por isso, especialmente se você ainda não for um investidor experiente, aconselhamos que busque o auxílio e orientação de um profissional que esteja habituado com esse tipo de operação.

Em resumo, investir em CFDs é uma maneira de diversificar a sua carteira de investimentos em ativos de forma mais flexível e acessível. No entanto, é fundamental ter consciência dos riscos envolvidos para que você não sofra perdas desnecessárias e evitáveis.

Ao longo do conteúdo, abordamos os conceitos básicos dos CFDs, os passos para começar a investir, formas de executar o gerenciamento de riscos e a importância da educação financeira nesse processo.

Lembre-se de analisar bem a escolha da uma corretora, pesquisar detalhes sobre o mercado, gerenciar os riscos e buscar conhecimento contínuo para investir de forma responsável em CFDs. Com tempo e estudos, você certamente se tornará um CFD trader de sucesso.

Acompanhe nosso blog e continue aprendendo sobre CFDs e outros tipos de investimento!

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Corretora confiável com 1,54 milhão de contas de clientes e capital de US$ 10,01 bilhões, listada na Nasdaq.

Comissões baixas e melhor execução de preços possíveis graças ao sistema IB SmartRoutingSM.

Plataformas e ferramentas de negociação gratuitas – poderosas o suficiente para traders profissionais, mas projetadas para todos.

Depósito minimo:

R$0.00

Artigos Relacionados