O Que é um Trader: Descubra o mundo dos operadores financeiros

Um trader é uma pessoa física ou jurídica que compra e vende ativos financeiros, como ações, títulos, moedas, commodities ou outros instrumentos financeiros, nos mercados financeiros com o objetivo de obter lucros por meio de especulação, arbitragem ou outras estratégias de negociação.

Vamos nos aprofundar no mundo das finanças e do mercado de ações e analisar uma figura-chave, o trader. Nesse mundo, o operador é como um artista de circo, em que o risco, o timing e a precisão são suas atividades cotidianas.

Um operador, também conhecido como operador de ações, é uma pessoa física ou jurídica que realiza operações de negociação, ou seja, compra e vende instrumentos financeiros, como ações, títulos, commodities e derivativos, nos mercados financeiros. Seu trabalho é semelhante ao de um trader em um mercado de commodities físicas, mas sua commodity são títulos financeiros.

Objetivo do Trader

O principal objetivo do trader é comprar a um preço e vender a um preço mais alto, ou vice-versa, para lucrar com a diferença. Essa negociação pode ser de curto prazo, em que as posições são mantidas por um dia ou menos, conhecida como day trading; ou de longo prazo, em que as posições são mantidas por semanas, meses ou até anos.

O trabalho do trader está longe de ser simples. Exige um alto grau de conhecimento e habilidade. Ele deve entender os mercados financeiros, os fatores macroeconômicos que os impulsionam, a psicologia de outros operadores e deve ter um controle rígido de suas emoções. Além disso, é preciso ser capaz de tomar decisões rápidas e precisas sob pressão, pois os mercados financeiros são extremamente voláteis e os preços podem mudar em questão de segundos.

Além disso, cada operador tem seu próprio estilo e estratégias de negociação, que dependem de sua tolerância ao risco, objetivos de investimento, tempo disponível e conhecimento dos mercados. Alguns preferem operar em mercados altamente líquidos e voláteis, como o mercado de câmbio estrangeiro ou Forex, onde podem tirar proveito das flutuações de preço ao longo do dia. Outros podem optar por mercados menos voláteis e mais previsíveis, como o mercado de títulos.
Uma curiosidade interessante é que, embora o termo “trader” possa sugerir alguém de terno e gravata, sentado em frente a vários monitores em um arranha-céu de Wall Street, a realidade é que hoje, graças à Internet, qualquer pessoa com uma conexão à Internet pode ser um trader em casa ou em qualquer lugar do mundo. Isso democratizou o acesso aos mercados financeiros e permitiu que pessoas de todas as idades e origens entrassem no mundo do comércio.

Mas não se engane, ser um operador de mercado não é para todos. Requer dedicação, estudo, disciplina, forte controle emocional e, acima de tudo, disposição para assumir riscos. E mesmo com tudo isso, as perdas são uma parte inevitável da negociação. Como se diz no mundo das negociações, se você não suporta perder, não aprenderá a ganhar. Entretanto, para aqueles que dominam a arte de negociar, essa pode ser uma atividade empolgante e lucrativa.

Em resumo, o trader é um jogador indispensável no cenário financeiro global, um domador de mercados que, com habilidade e ousadia, busca extrair lucro da volatilidade e da incerteza.

trader

É o mesmo um trader e um corretor?

Entender a diferença entre um trader e um corretor é essencial para compreender como funciona o mundo das finanças e dos investimentos. Te contamos as principais diferenças entre um e outro em nosso artigo Qual a diferença entre um trader e um corretor

Tipos de traders

Os traders podem ser classificados de várias maneiras, de acordo com o período de tempo em que negociam, o instrumento financeiro que negociam e a estratégia que usam. 

Neste artigo, falarei sobre os tipos de traders com base no horizonte de tempo das operações para fazer a classificação, mas devemos ressaltar que há outras classificações e outros tipos de traders que seriam interessantes para conhecermos.

Day Trader

Dito isso, vamos começar com o “Day Trader”. Esse tipo de operador compra e vende instrumentos financeiros no mesmo dia. Em outras palavras, ele fecha todas as suas posições antes do final do dia de negociação para evitar os riscos dos movimentos de preços durante a noite. Um day trader precisa estar muito atento aos movimentos do mercado e pode fazer muitas negociações em um único dia. Essa forma de negociação exige dedicação, tempo e um sólido conhecimento de análise técnica.

Swing Trader

Em contraste, há o “Swing Trader”. Esse tipo de operador mantém posições abertas por vários dias ou até semanas, buscando lucrar com os movimentos de preço de médio prazo. Os Swing Traders baseiam suas decisões na análise técnica, mas também podem levar em conta a análise fundamental. Eles não precisam estar tão atentos ao mercado quanto os day traders, mas devem ter boas habilidades de gerenciamento de risco para se protegerem de possíveis movimentos adversos do mercado.

Operador de posição

Finalmente, o “operador de posição” é um tipo de operador que mantém posições abertas por um longo período de tempo, variando de meses a anos. Esse tipo de operador se baseia principalmente na análise fundamentalista e busca lucrar com as tendências de longo prazo do mercado. Os operadores de posição devem ter uma forte capacidade de manter a calma durante as flutuações do mercado e uma visão de longo prazo.

Operador profissional?

Um operador profissional é alguém que negocia ativos financeiros, como ações, moedas, futuros ou opções, regularmente e por conta própria, embora também possa negociar para uma instituição financeira ou uma empresa de investimentos.

O que distingue um operador profissional de um operador amador ou individual não é apenas o volume de negociações que ele faz, mas também a maneira como ele aborda e gerencia sua atividade. Um operador profissional tem um histórico sólido e especializado no mundo financeiro e, em geral, tem anos de experiência no setor. Ele tem um conhecimento profundo dos mercados e dos produtos que negocia, está familiarizado com ferramentas de análise e tem uma estratégia de negociação claramente definida.

Outra característica essencial dos traders profissionais é o gerenciamento de riscos. Eles estão cientes de que nem toda negociação resultará em lucro e, portanto, aplicam medidas para limitar as perdas, como o uso de ordens de stop loss. Além disso, eles não investem dinheiro que não possam perder.

Disciplina e paciência são outras qualidades importantes. Os traders profissionais entendem que a negociação não é um esquema de enriquecimento rápido, mas uma atividade que exige dedicação, esforço e tempo. Eles evitam tomar decisões impulsivas com base em emoções, como euforia ou medo, e seguem seu plano de negociação, mesmo em tempos de incerteza.

Por fim, os operadores profissionais mantêm um registro de todas as suas negociações, um diário de negociação, que lhes permite analisar seus sucessos e erros, aprender com eles e aprimorar sua estratégia ao longo do tempo.

Deve-se observar que, para ser considerado um operador profissional de acordo com a estrutura regulatória, é necessário atender a determinados requisitos estabelecidos pelos órgãos reguladores financeiros. Isso pode incluir ter um alto volume de negociação, possuir uma carteira de investimentos de tamanho significativo ou ter experiência de trabalho no setor financeiro.

Como alguém se torna um broker?

Tornar-se um trader é uma carreira empolgante, mas exige comprometimento, preparação e, é claro, um bom gerenciamento de nervos. O primeiro passo é ter uma sólida formação financeira. Esse é um campo em que os termos técnicos são abundantes e é necessário um amplo conhecimento de como os mercados financeiros funcionam. Muitos operadores de mercado são formados em Finanças, Economia, Matemática ou áreas relacionadas, embora não seja obrigatório ter formação universitária para entrar nesse mundo.

O que estuda um broker?

Há ´numerosos cursos, tanto presenciais quanto on-line, que oferecem treinamento específico em negociação. Eles podem ser uma boa opção para quem deseja adquirir habilidades mais práticas e específicas, como análise técnica, que é o estudo de padrões de preços para prever movimentos futuros do mercado, ou análise fundamentalista, que envolve o estudo de fatores econômicos e de notícias que podem afetar os preços dos instrumentos financeiros.

Por outro lado, as habilidades de gerenciamento de risco e o controle emocional são essenciais. Os mercados financeiros são imprevisíveis e podem mudar rapidamente, o que pode ser estressante. Um bom operador sabe como gerenciar suas emoções e não deixa que o medo ou a ganância assumam o controle de suas decisões.

Também é fundamental desenvolver e seguir uma estratégia de negociação, um plano que define quando e como as posições serão abertas e fechadas no mercado. Essa estratégia deve ser adaptada ao perfil de risco e aos objetivos financeiros do trader.

Por fim, a prática e a experiência são essenciais. Muitos traders começam suas carreiras negociando em uma conta demo, o que lhes permite praticar suas habilidades e testar suas estratégias com dinheiro virtual antes de arriscar seu próprio capital.

Em resumo, tornar-se um operador de mercado exige uma combinação de educação, habilidades práticas, controle emocional e experiência. Não é um caminho fácil, mas para aqueles que estão dispostos a dedicar tempo e esforço, pode ser uma carreira gratificante e muito lucrativa.

Os traders mais famosos do mundo

  • Jim Simmons
  • Mark Minervini
  • Stan Weinstein
  • George Soros
  • Oliver Velez
  • Jim Rogers
  • Jesse Livermore
  • Paul Tudor Jones
  • John Paulson
  • Peter Schiff

Exemplo de um trader: Jesse Livermore

Depois de desvendar os detalhes sobre o que é um operador de mercado, como alguém se torna um operador de mercado, as diferenças entre um operador de mercado e um corretor, os tipos de operadores de mercado e o perfil do operador de mercado profissional, terminamos com um exemplo que, sem dúvida, esclarecerá esse conceito.

Um nome bem conhecido no mundo das negociações é Jesse Livermore, um dos traders mais famosos da história. Embora ele tenha sido criado no início do século XX, sua história pode nos ajudar a entender como funciona a mente de um trader e os desafios que ele enfrenta.

Livermore começou sua carreira nas chamadas “bucket shops”, locais onde as pessoas apostavam nas flutuações dos preços das ações, mas sem comprá-las de fato. Lá, ele começou a desenvolver suas próprias estratégias de investimento, muitas vezes indo contra a corrente. Quando começou a ganhar muito, foi expulso e decidiu tentar a sorte em Wall Street.

Jesse Livermore ficou milionário com suas negociações durante os pânicos do mercado de ações de 1907 e 1929. Entretanto, ele também teve grandes perdas e chegou a declarar falência várias vezes. Ao longo de sua vida, Livermore aprendeu que uma negociação bem-sucedida exigia paciência, disciplina, bom gerenciamento de riscos e um profundo conhecimento dos mercados.

É claro que o mundo das negociações evoluiu muito desde a época de Livermore. Hoje, os traders têm ferramentas analíticas avançadas, plataformas de negociação on-line e uma ampla gama de produtos financeiros para negociar. Entretanto, os princípios básicos de negociação e as habilidades necessárias para ter sucesso continuam os mesmos.

E com essa história real, esperamos ter esclarecido um pouco sobre o excitante e desafiador mundo das negociações.

Tickmill

8/ 10

Mercado:

Europa, USA, Ásia

Execução rápida sem recotações, todas as estratégias de negociação permitidas.

Spreads desde 0.0 pips

Regulado por la FSA

*Tickmill não é regulada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil. Não realizamos nenhuma atividade de marketing ativo nem oferta pública de valores para residentes no Brasil.

Depósito minimo:

R$508.39

Artigos Relacionados

Melhores Cursos de Trading no Brasil
Atualmente, a popularização dos investimentos tem impulsionado uma crescente busca por conhecimento no mundo do trading. Investidores de todos os níveis estão percebendo a importância de uma formação especializada e sólida para tomar decisões m...